Avaliação dos níveis de energia na dieta de cordeiros terminados em confinamento

The aim of this study was to evaluate the performance, feeding behavior, and carcass yields of Santa Inês lambs (SI) and ½ Dorper x Santa Inês (SI x D) feedlot and fed diets containing three levels of power (2.50, 2.79 and 3.03 Mcal / kg DM). We used 30 lambs, 15 of each genotype, with an average ag...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Silva, Barbara Cristina Dantas da lattes
Orientador/a: Ferreira, Ângela Cristina Dias lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Sergipe
Programa: Pós-Graduação em Zootecnia
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/6374
Citação:SILVA, Barbara Cristina Dantas da. Evaluation of Energy Levels in Diet of feedlot lambs. 2013. 59 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2013.
Resumo Português:O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho, o comportamento ingestivo e os rendimentos de carcaça de cordeiros Santa Inês (SI) e ½ Santa Inês x Dorper (SI x D) terminados em confinamento e alimentados com dietas contendo três níveis de energia (2,50, 2,79 e 3,03 Mcal EM/kg MS). Foram utilizados 30 cordeiros inteiros, 15 de cada genótipo, com idade média de 120 dias, em um delineamento inteiramente casualizado, num esquema fatorial 3 x 2, com 5 repetições. As dietas foram isoprotéicas, contendo 14% de proteína bruta. A densidade energética das dietas influenciou o consumo de matéria seca e nutrientes (P<0,05). O aumento dos níveis de energia das dietas melhoraram o ganho de peso, a conversão alimentar e os rendimentos de carcaça quente e fria dos animais estudados conforme aumentavam-se os níveis energéticos. Houve efeito positivo (P<0,05) dos níveis de energia das dietas para os tempos em ingestão, ruminação e ócio (h/dia), eficiência de ingestão e de ruminação (kg MS/h). Não houve efeito (P<0,05) do nível energético das dietas sobre eficiência de ingestão e de ruminação (kg FDN/h). Com o aumento dos níveis de energia das dietas houve influência positiva sobre o desempenho, comportamento ingestivo e rendimento de carcaça de cordeiros terminados em confinamento.
Resumo inglês:The aim of this study was to evaluate the performance, feeding behavior, and carcass yields of Santa Inês lambs (SI) and ½ Dorper x Santa Inês (SI x D) feedlot and fed diets containing three levels of power (2.50, 2.79 and 3.03 Mcal / kg DM). We used 30 lambs, 15 of each genotype, with an average age of 120 days, in a completely randomized design in a 2 x 3 factorial design with 5 replications. Diets were isonitrogenous, containing 14% crude protein. The energy density of the diet affect the intake of dry matter and nutrients (P <0.05). Increased energy levels of diets improved weight gain, feed conversion and carcass hot and cold the animals studied as increased energy levels up. There was a positive effect (P <0.05) of the energy levels of the diets for the times when eating, ruminating and idling (h / day), intake and efficiency of rumination (kg DM / h). There was no effect (P <0.05) the energy level of the diets on intake and efficiency of rumination (NDF kg / h). With the increase of the energy levels of the diets had a positive influence on performance, feeding behavior, and carcass yield of feedlot lambs.