Avaliação da regeneração natural em áreas de reflorestamento, no município de Laranjeiras-SE

Many researches have been focused on reforestation projects, taking advantages on the self recuperation mechanism of the frorest such as seed rain, soil seed bank and seedling banks. Seed rain is an initial process which develops the dynamic, organization and structuration of the forest. However, th...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Andrade, Greice Kelly Oliveira lattes
Orientador/a: Ferreira, Robério Anastácio
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Sergipe
Programa: Pós-Graduação em Agricultura e Biodiversidade
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/3004
Citação:Andrade, Greice Kelly Oliveira. Avaliação da regeneração natural em áreas de reflorestamento, no município de Laranjeiras-SE. 2015. 84 f. Dissertação (Pós-Graduação em Agricultura e Biodiversidade) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.
Resumo Português:Inúmeras pesquisas têm sido voltadas a projetos de reflorestamentos, aproveitando o próprio mecanismo de recuperação da floresta como chuvas de sementes, bancos de sementes do solo e bancos de plântulas. A chuva de sementes é um processo inicial que desenvolve a dinâmica, organização e estruturação da floresta. No entanto, o banco de sementes é um dos fatores mais importantes para a recolonização natural das áreas afetadas dando início ao processo sucessional. Por meio dessa regeneração natural, um conjunto de indivíduos são capazes de ser recrutados para os estádios superiores. Dessa forma, o presente trabalho foi realizado objetivando avaliar as estratégias de estabelecimentos das espécies vegetais por meio da regeneração natural, numa área em reflorestamento, no município de Laranjeiras-SE. Foram instaladas 30 parcelas, e no centro dessas parcelas foram instalados coletores (1m x 1m) para estimar a chuva de sementes. Para a caracterização do banco de sementes, foi coletada, no mês de agosto de 2014 (correspondente a estação chuvosa na região) e fevereiro de 2015 (estação seca), uma amostra de solo no centro de cada subparcela (1m x 1m), através de um gabarito metálico que foi introduzido no solo para remover uma camada de 5 cm. Na avaliação do banco de plântulas, foram realizadas análises de altura e diâmetro das plântulas, entre agosto de 2014 (estação chuvosa) a fevereiro de 2015 (estação seca), em subparcelas (1m x 1m). Na chuva de sementes foram encontradas 7.788 sementes, dentre as quais a espécie Schinus terebinthifollius Raddi (aroeira) apresentou maior número de sementes coletadas, com 6.799 amostras possuindo frequência de 87,84% em relação as outras espécies. A síndrome de dispersão autocórica foi observada para as espécies Centrosema brasilianum (L.) Benth., Fabaceae 2 e Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan, para Asteraceae 1 e Bignoniaceae 1 a síndrome de dispersão observada foi anemocorórica e para as espécies Schinus terebinthifollius e Passiflora mansoi (Mart.) Mast, a síndrome de dispersão presente foi a zoocórica. No estudo do banco de sementes, foi encontrado um total de 171 sementes. Nas análises por estação chuvosa e seca do banco de sementes, a espécie Schinus terebinthifollius prevaleceu com maior número de indivíduos na estação chuvosa. Contudo, prevaleceu a espécie Fabaceae 1 na estação seca. A distribuição das espécies por parcela foi heterogênea em ambas as estações, porém apresentou uma melhor distribuição no período chuvoso. No estudo do banco de plântulas, foram encontradas amostras pertencentes a sete famílias e treze espécies. A espécie Schinus terebinthifollius representou 28% dos espécimes amostrados, seguida por Genipa americana L. com 20%. Na estação chuvosa houve uma melhor distribuição de plântulas ao longo das parcelas. O processo de regeneração natural da área de estudo apresentou uma diversidade de espécies nas três formas de regeneração avaliadas com diferentes épocas de frutificação, estabelecendo assim, uma constante oferta de sementes, viabilizando o desenvolvimento de novos indivíduos para processos futuros.
Resumo inglês:Many researches have been focused on reforestation projects, taking advantages on the self recuperation mechanism of the frorest such as seed rain, soil seed bank and seedling banks. Seed rain is an initial process which develops the dynamic, organization and structuration of the forest. However, the seed bank is one of the most important factors for natural recolonization of affected areas which start the succession process. Through this natural regeneration, a set of individuals are able to be recruited to the upper stages. In this way, the present study was performed aiming to evaluate the plant species establishment strategies through natural regeneration, in an area in the city of Laranjeiras-SE. Thirty plots were installed, and in center of these plots, collectors were installed (1m x 1m) to estimate the seed rain. To characterize the seed bank, was collected from August 2014 (corresponding to the rainy season in the region) to February 2015 (dry season), a soil sample from the center of each subplot (1m x 1m) through a metal jig which was introduced into the soil to remove a 5 cm layer. In the seedling bank evaluation, height and diameter of seedlings were analyzed between August 2014 (rainy season) and Februare 2015 (dry season) in subplots (1m x 1m). In seed rain were found 7,788 seeds, in which Shinus terebinthifollius Raddi (aroeira) presented a higher number of seeds collected with 6,799 samples and its frequency was 87.84% in relation with others species. The autochoric syndrome of dispersion was observed to Centrosema brasilianum (L.) Benth., Fabaceae 2 and Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan, for Asteraceae 1 and Bignoniaceae 1 the dispersion syndrome observed was anemocoric and to Schinus terebinthifollius and Passiflora mansoi (Mart.) Mast, the dispersion syndrome was zoochoric. In the study of seed bank, it was found a total of 171 seeds. The seed bank analyzes by the rainy season and dry season, Schinus terebinthifollius prevailed with more individuals in the rainy season. However, Fabaceae sp prevailed in the dry season. The distribution of species per plot was heterogeneous in both seasons, but presented a better distribution in the rainy season. In the study of seedlings bank, samples were found belonging to seven families and thirteen species. Shinus terebinthifollius represented 28% of total specimen, followed by Genipa Americana L. with 20%. The rainy season showed better seedling distribution along the plots. The processes of natural regeneration at studied area have presented a diversity of species into three regeneration kinds evaluated in different fructification seasons, establishing int this way, a steady supply of seeds, enabling the development of new individuals for future process.