"Ao sul de Aracaju..." : memória e história da Atalaia Velha (1900-1952)

Después de varios cambios en la ruta de la procesión de Bom Jesus dos Navegantes, en el distrito de Atalaia de Aracaju, el descontento de algunos residentes mayores sobre el hecho emergente. La tradición del rito religioso, probablemente comenzó a finales del siglo XIX hasta el siglo XX, fue adaptad...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Brito Neto, Aquilino José de lattes
Orientador/a: Sousa, Antônio Lindvaldo
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Sergipe
Programa: Pós-Graduação em História
Assuntos em Português:
Spanish Subjects:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/5670
Citação:BRITO NETO, Aquilino José de. "Ao sul de Aracaju..." : memória e história da Atalaia Velha (1900-1952). 2015. 131 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.
Resumo Português:Após diversas alterações no trajeto da procissão ao Bom Jesus dos Navegantes, no bairro Atalaia, em Aracaju, emerge descontentamentos de alguns moradores mais antigos sobre o fato. A tradição do rito religioso, iniciado provavelmente na virada do século XIX para o século XX, sofreu adaptações e ressignificações, não sendo unânime quanto ao agrado de todos. Dessa forma, para compreender os reclames de uma parte desses moradores, procurou-se analisar relatos de memória de cinco indivíduos nascidos na Atalaia, utilizando-se da História Oral como metodologia para tal fim. O vivido, as experiências e seus relatos, serviram de análise para a explicação de diversas mudanças ocorridas na localidade, e que foram alterando a paisagem da antiga colônia de pescadores. Os processos de urbanização em Aracaju têm diversas similaridades com outras capitais litorâneas brasileiras. Porém, ao reduzir-se a escala de observação, é percebido sujeitos, únicos, que carregam seus desejos, emoções, laços identitários, e, dessa forma, perceber as especificidades que envolvem aquela região. A partir das memórias, descortina-se uma Atalaia de outrora, nostálgica, e ao mesmo tempo, rica fonte que auxilia a preencher as lacunas existentes nos documentos. Baseado no conceito Experiência , procurou-se compreender uma parte da historiografia sergipana ainda pouco explorada.