Indicadores socioambientais do alto sertão sergipano : relações de poder e convivência com a seca

The present water scarcity in the world has been one of the main concerns of the current society, once it puts at risk not only the biodiversity balance, but also contributes to the low quality of life of the population, to soil infertility and the increasing of the areas susceptible to desertificat...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2019
Main Author: Santos, Alane Regina Rodrigues dos
Orientador/a: Faccioli, Gregório Guirado
Format: Tese
Language:por
Programa: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11812
Citação:SANTOS, Alane Regina Rodrigues dos. Indicadores socioambientais do alto sertão sergipano : relações de poder e convivência com a seca. 2019. 159 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
Resumo Português:A escassez de água presente no mundo tem sido uma das principais preocupações da sociedade atual, uma vez que, colocam em risco não apenas o equilíbrio da biodiversidade, mais também colabora para a baixa qualidade de vida da população, para a infertilidade dos solos e o aumento de áreas susceptíveis a desertificação. Além do mais, propiciam tensões econômicas, sociais e políticas, ocasionando dessa maneira a insegurança alimentar e a pobreza generalizada na maior parte da população. Em vista de toda essa problemática, é perceptível que a seca que secularmente provoca um longo cenário de dependência e de pobreza no Alto Sertão Sergipano, agrava-se pelo fato de não existir múltiplas alternativas e estratégias acessíveis à população que diariamente carecem da ajuda política e do assistencialismo governamental para sobreviverem. Desse modo, a presente pesquisa teve como objetivo geral: Determinar um índice de sustentabilidade para o Alto Sertão Sergipano, buscando entendimento das relações de poder e convivência com a seca. A pesquisa, de abordagem qualitativa/quantitativa e do tipo exploratório-descritiva, se deu por meio da análise dos questionários, das entrevistas semiestruturadas, da observação sistemática e análise documental. Os resultados reveleram que os impactos socioambientais, tem dificultado a sustentabilidade do semiárido, uma vez que muitas famílias ainda necessitam da ajuda política governamental para suprir suas necessidades de água, trabalho e recursos financeiros. Apontam ainda que, além de vivenciar as intensas secas todos os anos, as famílias encontram-se vulneráveis as relações de poder que por séculos prejudicam o desenvolvimento social, econômico e sustentável da região semiárida do Alto Sertão Sergipano.
Resumo inglês:The present water scarcity in the world has been one of the main concerns of the current society, once it puts at risk not only the biodiversity balance, but also contributes to the low quality of life of the population, to soil infertility and the increasing of the areas susceptible to desertification. Moreover, it leads to economic, social and political tensions, thus causing food insecurity and widespread poverty in most of the population. In face of all this issue, it is noticeable that the drought, which secularly causes a long scenario of dependence and poverty in the High Countryside, known as Alto Sertão of Sergipe, is aggravated by the fact that there are not multiple alternatives and acessible strategies to the people that daily lack the political help and governmental assistance to survive. Therefore, the current research had as general objective: dertermining a sustainability index for High Countryside of Sergipe, seeking an understanding of power relations and coexistence with the drought. The research, which has a qualitative/quantitative approach and an exploratory – descriptive study, happened through questionnaires analysis, semi-structured interviews, systematic observation and document analysis. The results revealed that social-environmental imapcts has complicated semi-arid sustainability, once many families still need governmental policy assistance to supply their needs of water, work and financial resources. The reasearch also indicates that, besides of experiencing intense droughts each year, families are vunerable to power relations that have harmed the social, economic and sustainable development for centuries in the semi-arid region of the Alto Sertão of Sergipe.