Adolescência e juventude em vulnerabilidade - perspectivas de futuro, trabalho e escola

The aim of this study was to investigate how the future perspectives of young people in conditions of social vulnerability are influenced by climate and quality of education, considering the role of self-esteem. The survey was conducted in large public schools in two cities (Aracaju and Itabaiana)....

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Melo Neto, Othon Cardoso de lattes
Orientador/a: Santos, Elder Cerqueira lattes
Format: Dissertação
Language:por
Programa: Pós-Graduação em Psicologia Social
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/5958
Resumo Português:O objetivo deste estudo foi investigar a forma como a perspectiva de futuro de jovens em condições de vulnerabilidade social é influenciada pelo clima e qualidade da escolaridade/formação, considerando o papel da autoestima. A pesquisa foi realizada em grandes escolas públicas de duas cidades (Aracaju e Itabaiana). Participaram do estudo 507 estudantes da rede pública de ensino, com idades entre 14 e 24 anos, sendo 61,1% do sexo feminino e 38,9% do sexo masculino, com maiores probabilidades de viverem situações de vulnerabilidade. Foi utilizado um instrumento de 58 questões, autoaplicado e confidencial. Foram utilizadas escalas que tratam sobre Perspectiva de Futuro, Clima e Qualidade Escolar, além da escala de Autoestima de Rosenberg, entre outras medições. A média de idade dos jovens foi de 17,08 anos (DP=1,55 anos). Os resultados indicam que jovens que estudam em escolas do interior possuem melhor percepção sobre a instituição do que jovens que estudam na capital (t=-6,407; p=,000). Jovens estudantes na capital possuem níveis de autoestima mais elevada que aqueles que estudam no interior (t=-,677 ; p=,499), enquanto que, sobre os níveis de perspectiva de futuro, os jovens do interior possuem melhores índices (t=-1,951; p=,052). Uma ANOVA entre Perspectiva de Futuro e Clima e Qualidade Escolar mostrou que há relação entre maiores níveis de satisfação com a escola e melhores Perspectivas de Futuro (F=3,661; p=0,26), assim como jovens que consideram de boa qualidade suas escolas, possuem níveis de Autoestima mais elevados (F=7,234; p=,001). Uma análise de regressão linear mostrou que o Clima e Qualidade Escolar e a Autoestima explicam 18% (R²=0,182) dos níveis de Perspectiva de Futuro dos estudantes. Os dados sugerem que a qualidade da escola é uma variável fortemente associada à perspectiva de futuro do jovem, assim como a autoestima e a renda.
Resumo inglês:The aim of this study was to investigate how the future perspectives of young people in conditions of social vulnerability are influenced by climate and quality of education, considering the role of self-esteem. The survey was conducted in large public schools in two cities (Aracaju and Itabaiana). Participants were 507 students from public schools, aged between 14 and 24 years, 61.1% female and 38.9% male, pursuing higher chances of vulnerability conditions. The instrument was composed of 58 questions, self-responded and confidential, including scales about Future Perspective, Climate and School Quality, and Rosenberg Self-Esteem Scale, among other measurements. The average age was 17.08 years (SD=1.55). Results indicate that young people studying in rural area schools has presented better perception about the institution than those studying in the capital (t=-6,407; p=.000). Young students in the capital presented higher levels of self-esteem than those in the rural areas (t=-.677, p=.499), while, on the level of future perspective, rural students has presented better rates (t=-1.951, p=.052). ANOVA between Future Perspective and Climate and School Quality showed no relationship between higher levels of satisfaction of school and best Future Perspectives (F=3.661, p=0.26), as well as young people who consider their schools good quality, have higher levels of self-esteem (F=7.234, p=.001). A linear regression showed that the Climate and School Quality and Self-Esteem explain 18% (R²=0.182) of student´s Future Perspective. Data suggest that school quality is a strong variable associated with youth future perspective, just as self-esteem and income.