Compreensão acerca da liberdade no código de ética profissional do assistente social - 1993

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Almeida, Michelle Amanda Motta Thomaz de
Orientador/a: Sarmento, Hélder Boska de Moraes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Florianópolis
Online Access:http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100362
Resumo Português:Esta dissertação é resultado de estudo acerca da compreensão do princípio liberdade no código de ética de 1993 dos Assistentes Sociais. Nosso objetivo geral foi estudar a categoria liberdade, identificando como tomou lugar central no código de ética de 1993, e como aparece na literatura que delimitamos como amostra da pesquisa. Desenvolvemos a compreensão do homem enquanto ser social, que nos levou ao entendimento acerca da atividade humano sensível e/ou trabalho, os seus desdobramentos na construção histórica, dinâmica e real do homem. Com esse embasamento, chegamos à ética calcada na teoria social crítica; estudamos a categoria liberdade no código de ética de 1993 da profissão de Serviço Social e compreendemos como ela aparece. Percebeu-se que a profissão já tem uma discussão acumulada sobre a liberdade como princípio fundamental, tanto em seu código, como na literatura profissional. Isto nos permitiu definir nossa pesquisa, optando pela bibliográfica. Desenvolvemos a pesquisa bibliográfica ao analisar ao todo 19 artigos, sendo 11 da Revista Serviço Social e Sociedade; 03 da Revista Cadernos ABESS e 05 da Temporalis: revista da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. Esses artigos foram publicados entre os anos de 1991 à 2002. Foi um desafio considerável, relevante e necessário que construímos para crescimento enquanto pesquisador, porém, com grande interesse que este trabalho contribua para reflexão sobre a prática profissional do Serviço Social, seus fundamentos teóricos metodológicos, posicionamento ético-político e sua práxis. Esta pesquisa, voltada à concepção de liberdade no Código de ética de 1993, possui relevância acadêmica e para a atuação dos assistentes sociais, pois é fato que constantemente se vivenciará uma correlação de forças e poder, ou seja, de contraditoriedade sobre esta questão. Reconhecemos, pois, que este tema é inesgotável, visto que a realidade é dinâmica e requer o tempo todo uma análise estrutural para uma necessária e fidedigna análise conjuntural que subsidiem ações efetivas na luta pela conquista da liberdade.
Resumo inglês:This dissertation is the result of our study on understanding of the principle of freedom in the 1993 code of ethics of social services. Our overall objective was to study the category of freedom, identifying how it took the central place in the ethical code of 1993, and as it appears in the literature that we delimited as the research sample. We develop an understanding of man as social being, which led us to the comprehension of sensitive human activity and / or work, their developments in the historical, dynamic and real man. Whereas this foundation, we come to ethics grounded in critical social theory, we study the category of freedom in the 1993 code of ethics related to the profession of social work and understand how it appears. It was felt that the profession has already accumulated a discussion about freedom as a fundamental principle, both in your code, as in the professional literature. This allowed us to define our research, opting for literature. We developed the bibliographic research by analyzing the entire 19 articles, 11 of the Social Work and Society Magazine, 03 Magazine Notebooks ABESS Temporalis and 05: journal of the Brazilian Association of Education and Research in Social Work. These articles were published between the years 1991 to 2002. It was a considerable, relevant and necessary challenge, that we have built for growth as a researcher, however, with great interest that this work will contribute to reflection on the professional practice of social work, its theoretical, methodological, ethical-political and professional practice. This research, focused on the concept of freedom in the 1993 Code of Ethics, has academic relevance and the role of social workers because it is a fact that constantly experience a balance of forces and power, that is, inconsistency on this issue. While ackowledging that the subject is inexhaustible, because the reality is dynamic and requires a structural analysis time, required for reliable and conjunctural analysis that support effective actions in the struggle for freedom.