Desenvolvimento e validação de método para determinação de etilenotiouréia em urina empregando HPLC UV

In order to supply the world-wilde demand for food, it is essential to use the pesticides to protect the crops against pests and diseases. But the indiscriminate and injudicious use of these compounds have resulted in widespread contamination in food commodities and environment in all fields, increa...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Vareli, Catiuscia Souza
Orientador/a: Zanella, Renato lattes
Banca: Garcia, Solange Cristina lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Santa Maria
Programa: Programa de Pós-Graduação em Química
Department: Química
Assuntos em Português:
ETU
Assuntos em Inglês:
ETU
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufsm.br/handle/1/10425
Citação:VARELI, Catiuscia Souza. Development and validation method for the determination of ethylenethiourea in urine by HPLC-UV. 2008. 108 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.
Resumo Português:Para atender a demanda mundial por alimentos, é essencial o emprego de pesticidas para proteger as culturas contra doenças e pragas, mas o uso imprudente e indiscriminado destes compostos pode resultar em contaminação dos alimentos e seus derivados, bem como no ambiente como um todo, aumentando, dessa forma, a preocupação em relação ao emprego dos pesticidas. Os pesticidas etileno-bisditiocarbamatos, da classe dos ditiocarbamatos, estão entre os fungicidas mais empregados em todo o mundo para o controle de pragas. Apesar de possuírem baixa toxicidade, um de seus produtos de degradação, a etilenotiouréia (ETU), é um metabólito tóxico, a qual possui efeitos teratogênicos, carcinogênicos, imunotóxicos e mutagênicos. Neste trabalho, desenvolveu-se e validou-se um método cromatográfico para a determinação dos resíduos de ETU em urina, empregando-se extração líquidolíquido e quantificação por HPLC-UV. O procedimento desenvolvido consiste na extração do analito de interesse, com 6 mL de diclorometano, adicionando-se MgSO4 para auxiliar no processo de partição, ou seja, distribuição do composto entre as fases orgânica e aquosa. Posteriormente, centrifugou-se e evaporou-se uma alíquota do sobrenadante em banho de água à 44 ºC, redissolvendo-se em água purificada e analisa-se em sistema HPLC, injetando-se 50 μL em coluna C18 com fase móvel MeOH:H2O (10:90; v/v) e detecção por absorção de luz em 233 nm. Para a validação do método avaliaram-se os seguintes parâmetros: limite de detecção (LOD), limite de quantificação (LOQ), linearidade, precisão (repetitividade e precisão intermediária) e exatidão (recuperação). O LOD do método foi de 0,05 mg ETU L-1 e o LOQ 0,2 mg ETU L-1. As curvas analíticas apresentaram r2 > 0,998 com linearidade entre 0,05 e 1,0 mg ETU L-1. Os resultados de precisão foram excelentes, com valores de desvio padrão relativo entre 1,7 e 2,7%, e as recuperações foram de 85,6 a 95,4% para 3 níveis de fortificação: 0,05, 0,1 e 0,5 mg ETU L-1. Através dos resultados obtidos na validação, pode-se concluir que o método é apropriado para determinar resíduos de etilenotiouréia em urina. O método tem várias vantagens como: simplicidade, rapidez, e poder ser executado com equipamentos geralmente disponíveis nos laboratórios. Entretanto, poderia apresentar resultados ainda melhores em termos de sensibilidade, seletividade e confirmação da identidade da ETU, se fosse possível, por exemplo, a utilização de cromatógrafo à líquido acoplado à espectrômetro de massas, onde a pureza dos picos cromatográficos poderia ser avaliada e a detectabilidade poderia ser 3 ordens de magnitude menor (1000 vezes).
Resumo inglês:In order to supply the world-wilde demand for food, it is essential to use the pesticides to protect the crops against pests and diseases. But the indiscriminate and injudicious use of these compounds have resulted in widespread contamination in food commodities and environment in all fields, increasing, this way, the preoccupation with chemical products use. Ethylene-bis-dithiocarbamate pesticides, from dithiocarbamate class, are among the most widely used fungicide to control pest. Beside their low toxicity, one of they degradation products, ethylenethiourea, is a toxic metabolite, which have teratogenic, carcinogenic, immunotoxic and mutagenic effects. In the present work, it was developed and validated a chromatographic method for the determination of ethylenethiourea (ETU) residues in urine, using liquid-liquid extraction and HPLC quantification. The developed procedure consist of the interested compound extraction from urine, with 6.0 mL of dichloromethane, aditioning MgSO4 to help in the partitioning process, that is, distribution os compound between organic and aqueous phase. After sample centrifugation, a supernatant aliquot was taken and evaporated, in water bath at 44 ºC, and the final extract was redissolved in purified water and analyzed by HPLC-UV, injecting 50 μL in C18 column with mobile phase MeOH:H2O (10:90; v/v) and detection by UV light absorption at 233 nm. To the validation study of the method, the following parameters were evaluated: detection limit (LOD), quantification limit (LOQ), precision (under repeatability and reproducibility conditions) and accuracy as recovery. The method LOD was 0.05 mg ETU L-1 and LOQ was 0.2 mg ETU L-1. The analytical curve was linear between 0.05 to 1.0 mg ETU L-1 with determination coefficient r2 > 0.998. Very good precision with RSD between 1.7 and 2.7% was obtained and the recoveries ranged from 85.6 to 95.4% for 3 different spike level: 0,05, 0,1 and 0,5 mg ETU L-1 . The results obtained in the validation step allow us to conclude that the method are quite appropriate to determine residue of ethylenethiourea in urine. The developed method has shown advantages, such as simplicity, quickness and that it could be applied in any laboratory. However, there are some points such as no ETU confirmation nether purity analysis of the chromatographic picks besides the low sensitivity and selectivity of the UV detection that would be much improved using a LC-MS/MS.