Efeito da terapia por fotobiomodula??o (LED 630 nm) no equil?brio redox e nos aspectos histol?gicos na osteoartrite de joelho induzida por monoiodoacetato em ratos

Na Ficha Catalogr?fica consta o t?tulo: "Efeito da terapia por fotobiomodula??o (LED630nm) no equil?brio redox e nos aspectos hist?logicos da osteoartrite de joelho induzida por monoiodoacetato de s?dio em ratos".

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Martins, Lorena Pacheco de Oliveira
Orientador/a: Oliveira, Murilo Xavier
Format: Dissertação
Language:por
Published: UFVJM
Online Access:http://acervo.ufvjm.edu.br/jspui/handle/1/1761
Citação:MARTINS, Lorena Pacheco de Oliveira. Efeito da terapia por fotobiomodula??o (LED 630 nm) no equil?brio redox e nos aspectos histol?gicos na osteoartrite de joelho induzida por monoiodoacetato em ratos. 2018. 86 p. Disserta??o (Mestrado) ? Programa de P?s-Gradua??o em Reabilita??o e Desempenho Funcional, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, 2018.
Resumo Português:A osteoartrite (OA) tem potencial cr?nico-degenerativo e car?ter inflamat?rio. Al?m do papel inflamat?rio, outros fatores, como o desequil?brio redox, parecem contribuir para altera??es na cartilagem articular, a principal estrutura articular afetada. A fotobiomodula??o (FBM) utilizando LED tem sido proposta para o tratamento da OA por atuar sobre os processos degenerativos da cartilagem, favorecer defesas antioxidantes e modular marcadores do estresse oxidativo. Diante disso, o objetivo foi avaliar o efeito da terapia por FBM utilizando LED (630 nm) sobre os aspectos histomorfom?tricos da cartilagem articular e no equil?brio redox na OA de joelho induzida por monoiodoacetato de s?dio em ratos. Foram utilizados 27 ratos Wistar, separados entre os grupos: Controle; osteoartrite (OA) e osteoartrite + LED (OALED). No grupo OALED foi aplicado o LED (630 nm; 300mW; 9 J/cm2; 0,3 W/cm2; 30 s; iniciando 24h ap?s indu??o; 3 vezes/semana; 8 semanas). A eutan?sia dos animais ocorreu 56 dias ap?s a indu??o da OA, o sangue foi coletado para an?lise do dano oxidativo (TBARS), da capacidade antioxidante enzim?tica (atividade da SOD e CAT) e o estado antioxidante total do plasma atrav?s (FRAP). O joelho direito foi utilizado para a morfometria da cartilagem atrav?s da medida da espessura e contagem de condr?citos. O grupo OALED apresentou maior espessura m?dia da cartilagem e m?dia dos condr?citos semelhante ao grupo Controle. Foi observado ainda maior atividade enzim?tica antioxidante (SOD e CAT) e menor concentra??o de TBARS (P<0,05) no grupo OALED comparado ao grupo OA. A terapia por FBM demonstrou ser efetiva sobre o equilibro redox e sobre a preserva??o da cartilagem articular em um modelo de OA induzida.