Alocação de fotoassimilados e nutrientes em folhas e frutos de cafeeiro em diferentes altitudes de cultivo

The coffee plant takes longer time to complete its reproductive cycle in areas of higher altitude. It is possible that the nutritional peak demand in coffee plants planted in those areas occurs later than in areas of smaller altitude. This way, the times and intervals among the fertilization practic...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Laviola, Bruno Galvêas lattes
Orientador/a: Martinez, Hermínia Emília Prieto lattes
Co-advisor: Cruz, Cosme Damião lattes, Salomão, Luiz Carlos Chamhum lattes
Banca: Neves, Júlio César Lima lattes, Sakiyama, Ney Sussumu lattes, Lima, Paulo César de lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Viçosa
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Department: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://locus.ufv.br/handle/123456789/1267
Citação:LAVIOLA, Bruno Galvêas. Assimilate and nutrient allocation in leaves and fruits of coffee plant cultivated in different altitudes. 2007. 148 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Resumo Português:Em regiões de maior altitude observa-se que o cafeeiro leva maior tempo para completar o seu ciclo. Em função disso, é possível que o pico de exigência nutricional em cafeeiros plantados em regiões de maior altitude seja mais tardio. Desta forma, as épocas e intervalos entre as práticas de adubação deveriam ser diferenciados, levando em conta, o período de maior exigência nutricional do cafeeiro em cada região. Determinou-se a alocação de fotoassimilados e nutrientes em frutos de cafeeiro arábico, da antese à maturação, em diferentes altitudes. Para este estudo foram efetuados dois experimentos, sendo um no município de Viçosa e outro em Martins Soares, ambos pertencentes ao estado de Minas Gerais. Em Viçosa, a 650 m de altitude, o experimento foi realizado com três variedades de cafeeiro distribuídas em três ensaios independentes (níveis de adubação baixo, adequado e alto), instalados em blocos ao acaso com duas repetições em esquema de parcelas subdivididas no tempo. Já, em Martins Soares, o experimento constituiu-se da variedade de cafeeiro (Coffea arabica L.) Catuaí IAC 44 cultivada a 720, 800, 880 e 950 m de altitude, em esquema de parcela subdividida no tempo, no delineamento inteiramente ao acaso, com três repetições. Em Viçosa, não se observou efeito das variedades, bem como dos níveis de adubação no acúmulo de macronutrientes em frutos nem em sua concentração nas folhas ao longo do período reprodutivo. Analisando ambos os experimentos verifica-se que a elevação da altitude de cultivo, de 650 m em Viçosa a 720 e 950 m em Martins Soares, influenciou o ciclo reprodutivo, como tabém no acúmulo de nutrientes e carboidratos em frutos de cafeeiro. Em menores altitudes o ciclo reprodutivo foi mais precoce e o acúmulo de nutrientes e carboidratos nos frutos ocorreu em maior velocidade. O acúmulo de nutrientes e carboidratos, assim como, a formação dos frutos foram mais críticos em condições de menor altitude, já que a planta necessita completar tais processos em menor espaço de tempo. De modo geral, a altitude influenciou na variação das concentrações foliares de nutrientes e carboidratos, apesar de não se ter observado um padrão de resposta da concentração foliar ao aumento da altitude. Conclui-se que a elevação da altitude de cultivo do cafeeiro retarda o acúmulo de nutrientes e carboidratos em frutos e folhas de cafeeiro.
Resumo inglês:The coffee plant takes longer time to complete its reproductive cycle in areas of higher altitude. It is possible that the nutritional peak demand in coffee plants planted in those areas occurs later than in areas of smaller altitude. This way, the times and intervals among the fertilization practices should be differentiated considering the period of larger nutritional demand of the coffee plant in each area. There was determined the nutrients and carbohydrate allocation in fruits of arabic coffee plant during the period comprehended among the anthesis and the maturation in different altitudes, as well as, the variation of these contents in leaves of the productive branches. Two experiments were carried out for this study, one in Viçosa and other in Martins Soares, both cities in Minas Gerais state - Brazil. In Viçosa, which is located at an altitude of 650 meters, the experiment was carried out with three varieties of arabic coffee tree distributed in three independents essays (low, sufficient and high fertilization levels), installed in randomized block design with two repetitions using a split-plot in time scheme. In Martins Soares, the experiment was constituted of the coffee plant variety (Coffea arabica L.) Catuaí IAC 44 cultivated at 720, 800, 880 and 950 meters of altitude. The experimental design was completely randomized design with 3 repetitions using split-plot in time scheme. In Viçosa, there were not observed varieties neither fertilization effects in the accumulation of macronutrient by the fruit and in these contents in the leaves, along the reproductive period. Analyzing both experiments it is verified that the elevation of the altitude, from 650 meters in Viçosa to 720 and 950 meters in Martins Soares, influenced the reproductive cycle, as well as the nutrients and carbohydrate accumulation in coffee plant fruits. In smaller altitudes the reproductive cycle was more precocious and the nutrients and carbohydrates accumulation in fruits happened faster. The nutrients and carbohydrates accumulation for the fruits, as well as, the filling of grains were more critical in these conditions, since the plant needs to complete these processes in a shorter time. In general, the altitude where the crop is cultivated influenced in the variation of the contents of nutrients in leave. In spite of that, it was not observed a standard answer of the nutrients concentration in the leave to the increase of the altitude. It was concluded that the cultivation altitude of the coffee plant influenced the nutrients and carbohydrates accumulation in fruits and coffee plant leaves.