Movimento dos atingidos pela barragem de Fumaça - MG: Caminho para o empoderamento da mulher?

This dissertation examined the social effects on women s lives that participate in the Movement of Affected by Dams (MAB). Taken as reference three rural localities in the state of Minas Gerais, which are: Miguel Rodrigues, Emboque and resettlement Guaiana, all stricken Small Hydroeletric Fumaça. Th...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Delesposte, Aline Guizardi lattes
Orientador/a: Fiúza, Ana Louise de Carvalho lattes
Banca: Laschefski, Klemens Augustinus lattes, Rothman, Franklin Daniel lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Viçosa
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Department: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://locus.ufv.br/handle/123456789/4167
Citação:DELESPOSTE, Aline Guizardi. Moviment of affected by dam Fumaça - MG: Towards for women s empowerment?. 2012. 175 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Resumo Português:Esta dissertação analisou os efeitos sociais na vida das mulheres que participam do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Tomou-se como referência três localidades rurais do interior do Estado de Minas Gerais, quais sejam: Miguel Rodrigues, Emboque e reassentamento Guaiana; todas atingidas pela Pequena Central Hidrelétrica Fumaça. A pesquisa teve como objetivo investigar os efeitos sociais da participação feminina no MAB nas relações de gênero e nas formas de empoderamento, no âmbito público e privado. Buscou-se perceber as relações de poder a partir dos lugares vividos da casa e da propriedade, da comunidade e do movimento social, focalizando as categorias como Lugar, divisão sexual do trabalho e empoderamento. Trata-se de uma pesquisa descritiva e explicativa que fez o uso de questionários, de entrevistas semi-estruturadas, da análise documental e das anotações no diário de campo para a coleta de dados. Os resultados apontaram que a participação das mulheres na ação coletiva se vincula primeiramente ao desejo de manutenção dos seus modos de vida, mesmo sob formas de poder que causam as disparidades de gênero. Além disso, mesmo que as mulheres participem dos grupos de base nas comunidades e de outros espaços fora de suas localidades, estas não conseguem romper com os papéis de gênero que demarcam os lugares femininos e masculinos nos espaços familiares, da casa, da propriedade, assim como nos espaços comunitários. O que confere a manutenção de relações de poder e dos papéis fixos e rígidos para mulheres e homens nos espaços públicos das comunidades em que vivem. Mas, observou-se uma diferenciação na movimentação feminina entre as esferas privada e pública, que ocasiona maior o empoderamento das lideranças do que para demais mulheres organizadas.
Resumo inglês:This dissertation examined the social effects on women s lives that participate in the Movement of Affected by Dams (MAB). Taken as reference three rural localities in the state of Minas Gerais, which are: Miguel Rodrigues, Emboque and resettlement Guaiana, all stricken Small Hydroeletric Fumaça. The research aimed to investigate the effects of female participation in social MAB in gender relations and forms of empowerment in the public and private sectors. We tried to understand the relations power from places lived in the house and property, community and social movement, focusing on categories like place, sexual division of labor and empowerment. This is a descriptive and explanatory research that used questionnaires, semi-structured interviews, document analysis and journal entries for field data collection. The results showed that women's participation in collective action is linked primarily on the desire to maintain their lifestyles, even in forms of power that cause gender disparities. Moreover, even if women participate in grassroots groups in communities and other spaces outside their localities, they can t break the gender roles that mark the places of women and men in family spaces, house, property, and in community spaces. It gives the maintenance of power relations and the fixed and rigid roles for men and women in public spaces in the communities which they live. But there was a difference in handling between the female private and public spheres, which leads to greater empowerment of leaders than for another woman organized.