Tudo é macaco, mas cada um deles funciona diferente : as contradições da política de extensão indígena - o caso dos Jaminawa - AC

This paper analyzes the Indian Outreach Program of the Government of the State of Acre, run by the Department of Agriculture Extension and Family - SEAPROF and its interface with the National Technical Assistance and Rural Extension - PNATER, the Ministry of Agrarian Development - MDA and viability...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Castela, Eliana Ferreira de lattes
Orientador/a: Doula, Sheila Maria lattes
Co-orientador/a: Fiúza, Ana Louise de Carvalho lattes, Silva, Douglas Mansur da lattes
Banca: Morais, Maria de Jesus lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Viçosa
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Department: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://locus.ufv.br/handle/123456789/4149
Citação:CASTELA, Eliana Ferreira de. It is a monkey but each works differently : the contradictions of the politics of Indian extension- the case of Jaminawa - AC. 2011. 233 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Resumo Português:Este trabalho analisa o Programa de Extensão Indígena do Governo do Estado do Acre, executado pela Secretaria de Extensão e Agricultura Familiar SEAPROF e sua interface com a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural PNATER, do Ministério de Desenvolvimento Agrário MDA e a viabilidade dessas políticas para o grupo indígena Jaminawa da terra indígena do Rio Caeté, localizada no município de Sena Madureira, no Estado do Acre, sob o enfoque da tradição, modernidade e políticas públicas, categorias analíticas que fundamentam o estudo. A pesquisa identifica as ações que estão sendo desenvolvidas naquela comunidade e as dificuldades que os órgãos pesquisados apontam para a sua realização. Dentre os resultados identificados, alguns órgãos, inclusive a SEAPROF que é responsável pela execução da Política de ATER indígena, consideram impeditivos para o sucesso das políticas, elementos próprios da cultura Jaminawa, que são os constantes deslocamentos entre aldeias e cidades, o que demonstra que o Estado desconhece se há de fato a necessidade de políticas de ATER para aquele grupo e qual a metodologia a ser aplicada para o sucesso das políticas públicas, inclusive de saúde e educação.
Resumo inglês:This paper analyzes the Indian Outreach Program of the Government of the State of Acre, run by the Department of Agriculture Extension and Family - SEAPROF and its interface with the National Technical Assistance and Rural Extension - PNATER, the Ministry of Agrarian Development - MDA and viability these policies to the indigenous group of indigenous land Jaminawa Caeté River, located in the municipality of Sena Madureira, in the state of Acre, with a focus on tradition, modernity and public policy, analytical categories that underlie the study. Among the results identified some organs, including the SEAPROF which is responsible for implementing the indian policy ATER consider impediments to the success of villages and cities, which shows that the unknown if there is indeed a need for policies ATER for that group and what methodology should be applied to the success of publics policies, including health and education.