Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos

O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de indicadores de vitalidade do solo às homeopatias. Foram adotados indicadores físico- químicos, microbiológicos e vegetais. Assim, as variáveis avaliadas foram: diâmetro médio ponderado e diâmetro médio geométrico dos agregados formados, capacidade...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2004
Main Author: Andrade, Fernanda Maria Coutinho de lattes
Orientador/a: Casali, Vicente Wagner Dias
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Viçosa
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10509
id UFV_f898196793979eefa5784b7ab5d338be
oai_identifier_str oai:localhost:123456789/10509
network_acronym_str UFV
network_name_str Repositório Institucional da UFV
spelling Reis, Efraim LázaroCecon, Paulo RobertoCasali, Vicente Wagner Dias79604862634http://lattes.cnpq.br/5368464341683494Andrade, Fernanda Maria Coutinho de2017-06-02T17:56:07Z2017-06-02T17:56:07Z2004-07-16ANDRADE, Fernanda Maria Coutinho de. Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos. 2004. 362f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10509O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de indicadores de vitalidade do solo às homeopatias. Foram adotados indicadores físico- químicos, microbiológicos e vegetais. Assim, as variáveis avaliadas foram: diâmetro médio ponderado e diâmetro médio geométrico dos agregados formados, capacidade de retenção de água do solo, condutividade elétrica, carbono orgânico total, microbiana, quociente respiração microbiana, microbiano carbono da biomassa e quociente metabólico. Dentre os indicadores vegetais avaliou-se o número de dias até o início da germinação das sementes, número de plantas emergidas, número de espécies, média ponderada do grupo de altura, massa da parte aérea vegetal fresca e seca, índice de abundância em função da diversidade e massa das espécies, sendo também descritos sintomas visualizados na parte aérea dos vegetais. Foram também obtidas e descritas bioeletrografias do solo sob os diversos tratamentos homeopáticos. As homeopatias selecionadas originaram de sais orgânicos e elementos minerais comuns em solos e em processos biológicos vitais. Os experimentos foram conduzidos em Duplo-Cego , sendo adotada a escala decimal de diluição e diversas dinamizações. O solo utilizado foi coletado na camada de 0-5 cm de profundidade, no Arboreto-Plantas Medicinais da UFV, em Viçosa, MG, estando a área em processo de revegetação natural há mais de 10 anos. O solo foi responsivo às homeopatias e respectivas dinamizações, sendo as respostas também diferenciadas em função do tempo e freqüência de exposição do solo aos tratamentos. Considerando o solo experimentador sadio, as respostas indicam patogenesia, ou a ação primária da homeopatia. Por outro lado, cabe a hipótese das respostas indicarem similitude sendo, portanto, resposta secundária ou a reação da auto-organização do solo ao estímulo homeopático. Ao ser contrastada a resposta à homeopatia do solo do Arboreto com outros solos provenientes de diferentes manejos, foram verificados comportamentos variados em função da interação homeopatia e vitalidade do experimentador, sendo o tempo de verificação das respostas dependente do estado de vitalidade do solo. Deste modo, quanto mais em equilíbrio o solo, ou quanto menos intoxicado mais rapidamente expressou alterações detectadas pelas variáveis analisadas. As homeopatias demonstraram potencial de interagir com o metabolismo construtivo do solo, podendo interferir nos processos de mobilização e de imobilização de nutrientes, na eficiência microbiana, na dinâmica da água e na estruturação física do solo. A ciência da homeopatia é aplicável ao solo sendo recurso promissor à agricultura orgânica-ecológica.The objective of this work was to evaluate homeopathic indicators of soil vitality. Physiochemical, microbiology and vegetal indicators were studied. The variables were: weighted mean of diameter and geometric mean of diameter of the formed aggregate, retention capacity of soil water, electric conductivity, total organic carbon, microbial respiration, carbon of the microbial biomass, microbial ratio and metabolic ratio. Among the vegetal indicators the number of days was evaluated from the beginning of seed germination, number of emerged plants, number of species, weighted mean of height group, mass of fresh and dry vegetal aerial part, abundance index as a function of diversity and species mass. It was also described the symptoms that were visualized in the aerial part of the plant. Bio-eletrographies of the soil were described after homeopathic treatments. The homeopathic preparations were done of organic salts and of common mineral elements of soils and in vital biological processes. The "Double-blind" procedure was adopted as well the decimal scale of dilution/dynamizations. The soil was collected from the layer of 0-5 cm of depth, in Arboreto- Medicinal Plant of UFV, in Viçosa, MG, being the area in process of natural succession more than 10 years. The soil was responsive to the homeopathies and respective dynamizations, being the responses differentiated as a function of time of soil treatments. Considering the soil as healthy, the responses indicated pathogenesis, or the primary action of the homeopathy. The hypothesis of the response fits similarity being, therefore, secondary answer or the reaction of the self-organization of soil to the homeopathic estimulation. There was interaction among arboreto soil, soils from several handlings and vitality of soils. The time of responses were dependent on the vitality state of the soil. The more the soil is well balanced or the less the soil is intoxicated the fastest the alteractions detected by the variables. The homeopathies demonstrated potential of interacting with the soil formation. Homeopathies may interfere in the mobilization processes and of immobilization of nutrients, in the microbial efficiency, in the dynamics of the water and in the physical structuring of the soil. The science of the homeopathy is applicable to the soil, being a promising resource to the organic-ecological agriculture.Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2017-06-02T17:56:07Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 21114776 bytes, checksum: 8206d7ff8a0931ce4d6d2dca2c3fbaff (MD5)Made available in DSpace on 2017-06-02T17:56:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 21114776 bytes, checksum: 8206d7ff8a0931ce4d6d2dca2c3fbaff (MD5) Previous issue date: 2004-07-16Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas GeraisporUniversidade Federal de ViçosaHomeopatiaSoloVitalidadeCiências AgráriasAlterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticosVitality alterations of the of the soil with homeopathic preparationsinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisUniversidade Federal de ViçosaDepartamento de FitotecniaDoutor em FitotecniaViçosa - MG2004-07-16Doutoradoinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFVinstname:Universidade Federal de Viçosainstacron:UFVTHUMBNAILtexto completo.pdf.jpgtexto completo.pdf.jpgIM Thumbnailimage/jpeg3664http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/3/texto+completo.pdf.jpg2a54f10cbe9025250cbe1cc4001b173aMD53LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81748http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/2/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD52ORIGINALtexto completo.pdftexto completo.pdftexto completoapplication/pdf21114776http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/1/texto+completo.pdf8206d7ff8a0931ce4d6d2dca2c3fbaffMD51123456789/10509oai:localhost:123456789/105092017-06-02 23:00:30.468Locus Repositório Institucional da UFVrepositorio@ufv.brTk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=
dc.title.pt-BR.fl_str_mv Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
dc.title.en.fl_str_mv Vitality alterations of the of the soil with homeopathic preparations
title Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
spellingShingle Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
Andrade, Fernanda Maria Coutinho de
Homeopatia
Solo
Vitalidade
Ciências Agrárias
title_short Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
title_full Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
title_fullStr Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
title_full_unstemmed Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
title_sort Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos
author Andrade, Fernanda Maria Coutinho de
author_facet Andrade, Fernanda Maria Coutinho de
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Reis, Efraim Lázaro
Cecon, Paulo Roberto
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Casali, Vicente Wagner Dias
dc.contributor.authorID.fl_str_mv 79604862634
dc.contributor.authorLattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/5368464341683494
dc.contributor.author.fl_str_mv Andrade, Fernanda Maria Coutinho de
contributor_str_mv Casali, Vicente Wagner Dias
dc.subject.pt-BR.fl_str_mv Homeopatia
Solo
Vitalidade
topic Homeopatia
Solo
Vitalidade
Ciências Agrárias
dc.subject.cnpq.fl_str_mv Ciências Agrárias
dc.description.sponsorship.fl_txt_mv Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais
dc.description.abstract.pt-BR.fl_txt_mv O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de indicadores de vitalidade do solo às homeopatias. Foram adotados indicadores físico- químicos, microbiológicos e vegetais. Assim, as variáveis avaliadas foram: diâmetro médio ponderado e diâmetro médio geométrico dos agregados formados, capacidade de retenção de água do solo, condutividade elétrica, carbono orgânico total, microbiana, quociente respiração microbiana, microbiano carbono da biomassa e quociente metabólico. Dentre os indicadores vegetais avaliou-se o número de dias até o início da germinação das sementes, número de plantas emergidas, número de espécies, média ponderada do grupo de altura, massa da parte aérea vegetal fresca e seca, índice de abundância em função da diversidade e massa das espécies, sendo também descritos sintomas visualizados na parte aérea dos vegetais. Foram também obtidas e descritas bioeletrografias do solo sob os diversos tratamentos homeopáticos. As homeopatias selecionadas originaram de sais orgânicos e elementos minerais comuns em solos e em processos biológicos vitais. Os experimentos foram conduzidos em Duplo-Cego , sendo adotada a escala decimal de diluição e diversas dinamizações. O solo utilizado foi coletado na camada de 0-5 cm de profundidade, no Arboreto-Plantas Medicinais da UFV, em Viçosa, MG, estando a área em processo de revegetação natural há mais de 10 anos. O solo foi responsivo às homeopatias e respectivas dinamizações, sendo as respostas também diferenciadas em função do tempo e freqüência de exposição do solo aos tratamentos. Considerando o solo experimentador sadio, as respostas indicam patogenesia, ou a ação primária da homeopatia. Por outro lado, cabe a hipótese das respostas indicarem similitude sendo, portanto, resposta secundária ou a reação da auto-organização do solo ao estímulo homeopático. Ao ser contrastada a resposta à homeopatia do solo do Arboreto com outros solos provenientes de diferentes manejos, foram verificados comportamentos variados em função da interação homeopatia e vitalidade do experimentador, sendo o tempo de verificação das respostas dependente do estado de vitalidade do solo. Deste modo, quanto mais em equilíbrio o solo, ou quanto menos intoxicado mais rapidamente expressou alterações detectadas pelas variáveis analisadas. As homeopatias demonstraram potencial de interagir com o metabolismo construtivo do solo, podendo interferir nos processos de mobilização e de imobilização de nutrientes, na eficiência microbiana, na dinâmica da água e na estruturação física do solo. A ciência da homeopatia é aplicável ao solo sendo recurso promissor à agricultura orgânica-ecológica.
dc.description.abstract.eng.fl_txt_mv The objective of this work was to evaluate homeopathic indicators of soil vitality. Physiochemical, microbiology and vegetal indicators were studied. The variables were: weighted mean of diameter and geometric mean of diameter of the formed aggregate, retention capacity of soil water, electric conductivity, total organic carbon, microbial respiration, carbon of the microbial biomass, microbial ratio and metabolic ratio. Among the vegetal indicators the number of days was evaluated from the beginning of seed germination, number of emerged plants, number of species, weighted mean of height group, mass of fresh and dry vegetal aerial part, abundance index as a function of diversity and species mass. It was also described the symptoms that were visualized in the aerial part of the plant. Bio-eletrographies of the soil were described after homeopathic treatments. The homeopathic preparations were done of organic salts and of common mineral elements of soils and in vital biological processes. The "Double-blind" procedure was adopted as well the decimal scale of dilution/dynamizations. The soil was collected from the layer of 0-5 cm of depth, in Arboreto- Medicinal Plant of UFV, in Viçosa, MG, being the area in process of natural succession more than 10 years. The soil was responsive to the homeopathies and respective dynamizations, being the responses differentiated as a function of time of soil treatments. Considering the soil as healthy, the responses indicated pathogenesis, or the primary action of the homeopathy. The hypothesis of the response fits similarity being, therefore, secondary answer or the reaction of the self-organization of soil to the homeopathic estimulation. There was interaction among arboreto soil, soils from several handlings and vitality of soils. The time of responses were dependent on the vitality state of the soil. The more the soil is well balanced or the less the soil is intoxicated the fastest the alteractions detected by the variables. The homeopathies demonstrated potential of interacting with the soil formation. Homeopathies may interfere in the mobilization processes and of immobilization of nutrients, in the microbial efficiency, in the dynamics of the water and in the physical structuring of the soil. The science of the homeopathy is applicable to the soil, being a promising resource to the organic-ecological agriculture.
description O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de indicadores de vitalidade do solo às homeopatias. Foram adotados indicadores físico- químicos, microbiológicos e vegetais. Assim, as variáveis avaliadas foram: diâmetro médio ponderado e diâmetro médio geométrico dos agregados formados, capacidade de retenção de água do solo, condutividade elétrica, carbono orgânico total, microbiana, quociente respiração microbiana, microbiano carbono da biomassa e quociente metabólico. Dentre os indicadores vegetais avaliou-se o número de dias até o início da germinação das sementes, número de plantas emergidas, número de espécies, média ponderada do grupo de altura, massa da parte aérea vegetal fresca e seca, índice de abundância em função da diversidade e massa das espécies, sendo também descritos sintomas visualizados na parte aérea dos vegetais. Foram também obtidas e descritas bioeletrografias do solo sob os diversos tratamentos homeopáticos. As homeopatias selecionadas originaram de sais orgânicos e elementos minerais comuns em solos e em processos biológicos vitais. Os experimentos foram conduzidos em Duplo-Cego , sendo adotada a escala decimal de diluição e diversas dinamizações. O solo utilizado foi coletado na camada de 0-5 cm de profundidade, no Arboreto-Plantas Medicinais da UFV, em Viçosa, MG, estando a área em processo de revegetação natural há mais de 10 anos. O solo foi responsivo às homeopatias e respectivas dinamizações, sendo as respostas também diferenciadas em função do tempo e freqüência de exposição do solo aos tratamentos. Considerando o solo experimentador sadio, as respostas indicam patogenesia, ou a ação primária da homeopatia. Por outro lado, cabe a hipótese das respostas indicarem similitude sendo, portanto, resposta secundária ou a reação da auto-organização do solo ao estímulo homeopático. Ao ser contrastada a resposta à homeopatia do solo do Arboreto com outros solos provenientes de diferentes manejos, foram verificados comportamentos variados em função da interação homeopatia e vitalidade do experimentador, sendo o tempo de verificação das respostas dependente do estado de vitalidade do solo. Deste modo, quanto mais em equilíbrio o solo, ou quanto menos intoxicado mais rapidamente expressou alterações detectadas pelas variáveis analisadas. As homeopatias demonstraram potencial de interagir com o metabolismo construtivo do solo, podendo interferir nos processos de mobilização e de imobilização de nutrientes, na eficiência microbiana, na dinâmica da água e na estruturação física do solo. A ciência da homeopatia é aplicável ao solo sendo recurso promissor à agricultura orgânica-ecológica.
publishDate 2004
dc.date.issued.fl_str_mv 2004-07-16
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2017-06-02T17:56:07Z
dc.date.available.fl_str_mv 2017-06-02T17:56:07Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
status_str publishedVersion
format doctoralThesis
dc.identifier.citation.fl_str_mv ANDRADE, Fernanda Maria Coutinho de. Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos. 2004. 362f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10509
identifier_str_mv ANDRADE, Fernanda Maria Coutinho de. Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparados homeopáticos. 2004. 362f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
url http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10509
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Viçosa
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Viçosa
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFV
instname:Universidade Federal de Viçosa
instacron:UFV
reponame_str Repositório Institucional da UFV
collection Repositório Institucional da UFV
instname_str Universidade Federal de Viçosa
instacron_str UFV
institution UFV
bitstream.url.fl_str_mv http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/3/texto+completo.pdf.jpg
http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/2/license.txt
http://localhost:8080/xmlui/bitstream/123456789/10509/1/texto+completo.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv 2a54f10cbe9025250cbe1cc4001b173a
8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
8206d7ff8a0931ce4d6d2dca2c3fbaff
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Locus Repositório Institucional da UFV
repository.mail.fl_str_mv repositorio@ufv.br
_version_ 1623448758778855424
score 13.427098