Cálculo da evapotranspiração de referência e da necessidade de irrigação ao longo do Projeto de Integração do Rio São Francisco

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2016.

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Ide, Andre Keiiti
Orientador/a: Silva, Cícero Lopes da
Format: Dissertação
Language:por
Online Access:http://repositorio.unb.br/handle/10482/20606
http://dx.doi.org/10.26512/2016.02.D.20606
Citação:IDE, Andre Keiiti. Cálculo da evapotranspiração de referência e da necessidade de irrigação ao longo do Projeto de Integração do Rio São Francisco. 2016. 152 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo inglês:A água tem se tornado um recurso escasso em diversas regiões do mundo, limitando o desenvolvimento socioeconômico e gerando conflitos entre diferentes setores de usuários da sociedade. A sustentabilidade dos recursos hídricos depende, entre outros fatores, do adequado manejo e uso eficiente da água na agricultura que é a principal usuária deste recurso. No Brasil, aproximadamente 11% de seu território possui clima semiárido, com precipitações irregularmente distribuídas e com grande variabilidade interanual. A agricultura de sequeiro, praticada nesta região por pequenos produtores rurais, apresenta grande vulnerabilidade em função das condições climáticas adversas. A introdução da agricultura irrigada, mesmo que em pequena escala, se apresenta como um valioso instrumento para o aumento da renda e para a promoção do desenvolvimento socioeconômico destas populações. Com o objetivo de analisar as demandas de água para irrigação de 34 comunidades de pequenos produtores rurais localizadas nas proximidades dos canais do Projeto de Integração do Rio São Francisco, foram testados dez métodos de estimativa da evapotranspiração de referência (ETo) nesta região, tendo como padrão o método de Penman-Monteith-FAO. Também foram estimadas as demandas para irrigação das principais culturas a serem implantadas nestas comunidades, considerando diferentes épocas de plantio, e ainda, as demandas mensais para irrigação de todas as comunidades. O método de Hargreaves-Samani e Thornthwaite modificado por Camargo apresentam bom potencial de uso, com desempenho classificado como “ótimo” para a estimativa da ETo em escala mensal. Os requerimentos de irrigação das culturas selecionadas variam conforme a duração do ciclo, época de plantio e localidade. As maiores demandas de água para irrigação são verificadas nas comunidades localizadas no sul do Estado de Pernambuco, sendo o mês de outubro o de maior demanda. A época de plantio que proporciona os menores requerimentos de irrigação é o período de janeiro a maio, em função das maiores precipitações efetivas. A demanda total de água para irrigação dos 1.688 ha distribuídos nas 34 comunidades é estimada em 16,6 milhões de m3 ano-1, correspondente a uma vazão unitária média anual de 0,32 L s-1 ha-1.