A língua da comunidade Calon da região norte-nordeste do estado de Goiás

Tese(doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2008.

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Melo, Fábio José Dantas de
Orientador/a: Couto, Hildo Honório do
Format: Tese
Language:por
Online Access:http://repositorio.unb.br/handle/10482/1511
Citação:MELO, Fábio José Dantas de. A língua da comunidade Calon da região norte-nordeste do estado de Goiás. 2008. 55 f. Tese (Doutorado em Linguística)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo inglês:A presente Tese constitui-se no primeiro esforço acadêmico de confirmar, por intermédio da pesquisa lingüística, a relação genética entre línguas pertencentes a uma mesma família (o subgrupo Calé) do Romani, a língua original do Povo Cigano. O trabalho evidencia a continuidade entre o proto-romani europeu e o dialeto calon, oferecendo dados da história interna desta língua obsolescente, que nos permitem entender a língua da comunidade Calon de Mambaí como uma “subespécie”, ou seja, uma população de uma espécie ancestral (o Romani) que migrou da Índia, nos primórdios do milênio passado, e chegou à área geográfica brasileira ainda no período colonial de nossa história. Apresentando registros do caló colhidos na Espanha com registros do calão, extraídos de obras de referência da Biblioteca Nacional de Lisboa, juntamente com o trabalho de campo com ciganos portugueses de hoje e com ciganos brasileiros, entrego à Comunidade chefiada pelo Sr. Dálcio uma primeira documentação do calon e de aspectos culturais subsistentes. Por fim, a estruturação do Vocabulário calon em campos semânticos, que respondeu a necessidade primeira de elaboração de um dicionário, possibilitou também a compreensão do impacto sofrido por estes ciganos ao longo de seu contato com a sociedade brasileira e da dinâmica interna deste dialeto em se auto-organizar diante das novas exigências do mundo moderno. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This Thesis is the first academic effort to confirm, by means of linguistic research, the genetic relationship between languages belonging to the same family (Calé sub-group) of Romani, the original language of Gipsies. This work shows the continuity between the European proto-romani and the calon dialect, offering data about the internal history of this dying language, which enables us to understand the language of the Mambaí Calon community as a “subspecies”, that is, a population of an ancestral species (the Romani) who migrated from India, in the first years of the last millennium and arrived in the Brazilian geographical area still during the colonial period of our history. Presenting caló data collected in Spain with calão data obtained from reference work existing in the Lisbon National Library, together with field work done with nowadays Portuguese and Brazilian Gipsies, I offer to the Community headed by Mr. Dálcio a first documentation about the calon and its cultural subsisting aspects. Finally, the structuring of the calon Vocabulary in semantic fields, which is the consequence of the first need to elaborate a dictionary, also enabled the understanding of the impact suffered by these Gipsies during their contact with the Brazilian society and the understanding of the internal dynamics of this dialect as it promotes its self-organization to face the new requirements of the modern world.