Gênero, classe e etnia em As mulheres de Tijucopapo

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2007.

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Silva, Alexsandra Maria Ferreira da
Orientador/a: Schwantes, Cíntia Carla Moreira
Format: Dissertação
Language:por
Online Access:http://repositorio.unb.br/handle/10482/3477
Citação:SILVA, Alexsandra Maria Ferreira da. Gênero, classe e etnia em As mulheres de Tijucopapo. 2007. 99 f. Dissertação (Mestrado em Literatura)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo inglês:Essa dissertação de mestrado procurou analisar a representação do feminino em As Mulheres de Tijucopapo, de Marilene Felinto. O romance, escrito em 1982, aponta para o questionamento de uma ideologia hegemônica nas três identidades sociais: a de gênero, a étnico-racial e a de classe. A hipótese é que considerando-se a coexistência de múltiplas identidades – de classe, de gênero e étnica - , a identidade da narradora- protagonista, Rísia, se constrói/ destrói/ reconstrói nos processos vivos do acontecer das relações familiar e social. A análise dessa obra, problematizada sob a perspectiva feminista, possibilita uma discussão sobre a construção da identidade do feminino acrescida das questões de classe, etnia, dentro do contexto de uma modernização conservadora. A análise do romance abre espaço para a discussão da Mulher que, a despeito de sua posição marginalizada em uma organização social assentada na hierarquização de lugares sociais e na desigualdade entre os gêneros masculino e feminino, é capaz de introduzir cunhas no poder hegemônico.