Educação inclusiva: a inserção escolar como processo de inclusão e exclusão

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Educação.

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Ferminio, Denis Correa
Orientador/a: Ortigara, Vidalcir
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Português:
Online Access:http://repositorio.unesc.net/handle/1/5415
Resumo Português:Este trabalho tem como objeto analisar se a proposição legal da inclusão escolar possibilita ao aluno com deficiência atingir o máximo desenvolvimento de suas potencialidades/possibilidades na perspectiva histórico-cultural. O estudo foi conduzido mediante análise bibliográfica e documental, incluindo o pensamento de autores que têm estudado a Educação Inclusiva nos últimos anos, documentos legais como leis, decretos e subsidiários relacionados com o tema da pesquisa. O estudo nos permitiu identificar o movimento da inclusão, que não ocorre, ao possibilitar o acesso à escola de ensino regular, excluindo concomitantemente o aluno deficiente da possibilidade de ter assegurado o direito de desenvolver suas máximas potencialidades, podendo ainda resultar em uma dupla exclusão, no caso, também dos ditos não deficientes. Atribuiu-se esse fato de a atual organização do ensino não levar em consideração os níveis de desenvolvimento, segundo Vygotsky, comum a todas as crianças, deficientes ou não, como possibilidade de organizar o ensino segundo suas zonas de desenvolvimento proximal. Concluímos que na atual organização da escola não é possível uma inclusão efetiva do deficiente, uma vez que o ensino organizado por etapismo desconsidera sua zona de desenvolvimento proximal.