Caracterização socio-ambiental da piscicultura em tanques-rede no município de Guapé

Fish farming is currently the form of food production that grows most rapidly in the world. In Brazil, fish consumption is still low; only 10% of the population consumes fish. The country presents a great potential for the development of fish farming, especially in the Furnas region, in the State of...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Oliveira, Amônia Silva lattes
Orientador/a: Cunha Neto, Francisco Rodrigues da lattes
Banca: Silva, Rodrigo Fortes da lattes, Sá, Odila Rigolin de lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Jose do Rosario Vellano
Programa: Programa de Mestrado em Ciência Animal
Department: Zootecnia e Recursos Pesqueiros
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.unifenas.br:8080/jspui/handle/jspui/128
Citação:OLIVEIRA, Amônia Silva. Socio-environmental characterization of fish farming in cages in the city of Guapé. 2011. 74 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia e Recursos Pesqueiros) - Universidade Jose do Rosario Vellano, Alfenas, 2011.
Resumo Português:A piscicultura atualmente corresponde ao setor de produção de alimentos que mais cresce no mundo. No Brasil o consumo do pescado ainda é pouco expressivo; apenas 10% da população incorporam o peixe em sua alimentação. O país apresenta grande potencial para o desenvolvimento desta atividade, dentre elas a região do reservatório de Furnas, em Minas Gerais. Na busca de novas alternativas econômicas, a criação de peixe já é uma realidade na região. Devem-se assim observar os efeitos decorrentes desta atividade que merece atenção para possibilitar seu aprimoramento e viabilizar sua exploração. Este trabalho objetiva caracterizar as condições socioambientais da piscicultura e subsidiar planos de gestão aos piscicultores do município de Guapé, MG, Brasil. O estudo foi desenvolvido no período de janeiro a fevereiro de 2011; foram avaliadas 15 pisciculturas no sistema tanque-rede; caracterizadas por meio da aplicação de dois questionários; o primeiro para caracterizar o perfil das propriedades, e o segundo para determinar o grau de sustentabilidade das pisciculturas, utilizando-se o método Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais - GAIA. As questões foram respondidas pelos piscicultores in loco. Posteriormente foi feita comprovação visual da situação apresentada, passando seu resultado a compor os dados analisados. Para avaliação dos questionários foi feita uma análise descritiva dos resultados, computando-se as frequências percentuais para cada questão. A organização e apresentação dos resultados foram por meio de gráficos de colunas e de setores. Através dos resultados conclui-se que o grau de sustentabilidade das pisciculturas está entre 30 e 70%; de acordo com a classificação da sustentabilidade, 60% das pisciculturas apresentaram sustentabilidade péssima e 40 %, adequada. O estudo revelou que o processamento do pescado e a comercialização são realizados na propriedade; juntas as pisciculturas consomem ração extrusada comercial em torno de 4,3 toneladas por dia e produzem anualmente 550 toneladas de peixes em 504 tanques-rede. Mostrou também que os piscicultores, em sua maioria, apresentam baixa escolaridade; iniciaram suas atividades recentemente; possuem outras atividades, como por exemplo, café e leite; recebem assistência técnica, porém não contínua; não fazem o monitoramento da água.
Resumo inglês:Fish farming is currently the form of food production that grows most rapidly in the world. In Brazil, fish consumption is still low; only 10% of the population consumes fish. The country presents a great potential for the development of fish farming, especially in the Furnas region, in the State of Minas Gerais. In the search for new economical alternatives, fish farming has already become a reality in this region. The effects of this activity deserve attention to ensure its improvement and enable its exploration. This study aims at characterizing the socio-environmental conditions of fish farming and subsidizing administration plans for the fish farmers in Guapé, MG, Brazil. In the January-February period of 2011, 15 net-tank fish farms were evaluated by means of two questionnaires using the Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais GAIA (management aspects and environmental impacts): the first, to characterize the profile of the properties; the second, to determine the degree of sustainability of the fish farms. The fish farmers responded to questions in loco. Visual proof of the situation presented was done later. A descriptive analysis of the results was done for the evaluation of the questionnaires, and the percent frequencies were computed for each question. The results were organized and presented by column and sector graphs. The results led to the conclusion that the degree of sustainability is between 30% and 70%. Regarding the sustainability classification, 60% of the fish farms were very poor; while 40% were adequate. This study revealed that fish processing and commercialization are conducted in the property; altogether, the fish farms consume about 4.3 daily tons of extruded commercial ration and produce annually 550 tons of fish in 504 net-tanks. It also showed that most fish farmers present low schooling; started their business only recently; do other jobs, such as coffee growing and milk producing; receive technical assistance, although not continuous; and do not monitor water.