Cooperação internacional Sino-brasileira na área espacial e suas interseções para com o BRICS

Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Integração Contemporânea da América Latina da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Integração Latino-Americana. Orientador: Prof. Dr. Jayme Benvenuto Lima Júnior e Coorie...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Silva, Ronaldo
Orientador/a: Lima Júnior, Jayme Benvenuto, Lima, Marcos Ferreira da Costa
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Portugês:
Online Access:http://dspace.unila.edu.br/123456789/3334
Resumo Português:Desenvolvendo-se em torno de interesses maiores de pesquisas referentes aos Estados que compõem os BRICS per se em suas interações com vistas ao desenvolvimento e promoção de suas políticas de cooperação para com os interesses nacionais intra-bloco, a presente dissertação tem por objetivo analisar a cooperação internacional bilateral Sino-Brasileira na área Espacial e as suas interseções com as políticas, princípios e diretrizes da política internacional dos BRICS. Propõe-se a repensar as intersecções entre as práticas de cooperação e as relações intra-bloco por meio de uma análise qualitativa-textual a partir das diretrizes políticas presentes nos discursos oficiais do bloco. Diante de uma temática ampla, recorre-se a uma abordagem de estudo de caso sobre a Cooperação Internacional precisamente na Área Espacial, cujas relações diplomáticas foram estabelecidas em 1988 por meio do Programa CBERS (sigla em inglês para "Satélite de Recursos Terrestres Brasil-China") voltado à construção e ao lançamento de satélites – projeto pioneiro entre países em desenvolvimento no campo da alta tecnologia. Desde então foram lançados cinco satélites, respectivamente nos anos 1999, 2003, 2007, 2013 e 2014, prevendo-se o lançamento de novos satélites através do Plano Decenal de Cooperação Espacial 2013-2022, assinado no ano de 2013, que prevê a continuidade do Programa CBERS e a sua ampla a cooperação espacial a outros setores, como satélites meteorológicos, serviços de lançamento e formação de pessoal.