A configuração espacial das ocupações criativas nos estados Sul brasileiros

The structure of this study is aimed at analyzing the spatial configuration of creative occupations in the southern states of Brazil, specifically in the discussion of the concept of creativity, innovation and Creative Economy, and guided by the guidelines of economic thought, providing an analytica...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Henrique, Jonas da Silva lattes
Orientador/a: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo lattes
Banca: Lima, Jandir Ferrera de lattes, Garcia, Renato de Castro lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Department: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2210
Citação:HENRIQUE, Jonas da Silva. The spatial configuration of creative occupations in the brazilian Southern states. 2016. 184 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2016.
Resumo Português:A estrutura deste estudo está direcionada em analisar a configuração espacial das ocupações criativas nos estados da Região Sul do Brasil, especificamente na discussão do conceito de criatividade, inovação e economia criativa, e orientado pelas diretrizes do pensamento econômico, constituindo uma estrutura analítica, além do exame o perfil do trabalho criativo bem como a sua dispersão ou concentração nas microrregiões do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A economia criativa centraliza o capital humano no auge da inovação fomentado por caminhos sustentáveis em que a produtividade criativa elabora possibilidades, produtos ou serviços, sem limite de estoque ou de produção. Perante estas considerações esta pesquisa utiliza as técnicas de análise regional e estatística espacial, para avaliar a configuração no espaço das ocupações criativas. O banco de dados de referência é o Censo Demográfico brasileiro de 2010, abrangendo as características dos postos de trabalho criativos bem como os empregadores, sendo que esta análise propõe a classificação dos trabalhadores criativos em; artísticos, técnicos e tecnológicos. As ocupações criativas com um emprego, empregadores e emprego por conta própria obtiveram destaque nos resultados obtidos, sendo que a dependência e influência ao longo do espaço apresentaram a diversificação das ocupações criativas, ocorrendo principalmente em regiões periféricas. A participação no mercado de trabalho criativo está em maior parte em ocupações artísticas, com maior distribuição territorial em empregos por conta própria, seguido pelas ocupações técnicas, com maior similaridade espacial em empregos por conta própria e formal, as ocupações tecnológicas se destacaram em ocupações com dois empregos ou mais, e principalmente no Rio Grande do Sul. Os clusters espaciais para a diversificação criativa destacaram similaridades em ocupações criativas com um emprego, empregadores, trabalhadores por conta própria e o total das ocupações criativas. Deste modo, a diversificação das ocupações criativas em uma determinada localidade tem a tendência de influenciar e transbordar as fronteiras locais.
Resumo inglês:The structure of this study is aimed at analyzing the spatial configuration of creative occupations in the southern states of Brazil, specifically in the discussion of the concept of creativity, innovation and Creative Economy, and guided by the guidelines of economic thought, providing an analytical framework, and examining the profile of the creative work and the dispersion or concentration in the regions of Parana, Santa Catarina and Rio Grande do Sul. The creative economy centers the human capital at the height of innovation fostered by sustainable ways in which creative productivity elaborates possibilities, products or services without stock or limit production. In view of these considerations this research uses the techniques of regional and spatial statistical analysis to evaluate the setting in space of creative occupations. The reference database is the Brazilian Census 2010, covering the characteristics of creative jobs and employers, and this analysis suggests the classification of creative workers; artistic, technical and technological. The creative occupations with a job, employers and self-employment gained prominence in the results obtained, and the dependence and influence over space showed the diversification of creative occupations, occurring mainly in peripheral regions. Participation in creative labor market is mostly in artistic occupations with greater territorial distribution jobs on their own, followed by technical occupations, with higher spatial similarity in jobs on their own and formal, technological occupations stood out in occupations with two or more jobs, especially in Rio Grande do Sul. The spatial clusters for creative diversification highlighted similarities in creative occupations with a job, employers, self-employed and total creative occupations. Thus, the diversification of creative occupations in a particular locality has a tendency to influence and overflowing local borders.