Modelos não lineares, alometria e dinâmica de macromoléculas para analisar o crescimento do Acará Bandeira (Pterophyllum scalare)

Os modelos matemáticos não lineares são ferramentas úteis para analisar o processo de crescimento, sendo que em peixes têm sido estudados algumas funções de três e quatro parâmetros como Gompertz, Von Bertalanfy, Brody, Logístico e Richards. Assim o presente estudo teve três objetivos, primeiro aval...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Espitia Manrique, Carmen Helena [UNESP]
Orientador/a: Fernandes, João Batista Kochenborger [UNESP]
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/86667
Citação:ESPITIA MANRIQUE, Carmen Helena. Modelos não lineares, alometria e dinâmica de macromoléculas para analisar o crescimento do Acará Bandeira (Pterophyllum scalare). 2012. ix, 93 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aquicultura, 2012.
Resumo Português:Os modelos matemáticos não lineares são ferramentas úteis para analisar o processo de crescimento, sendo que em peixes têm sido estudados algumas funções de três e quatro parâmetros como Gompertz, Von Bertalanfy, Brody, Logístico e Richards. Assim o presente estudo teve três objetivos, primeiro avaliar estes 5 modelos, segundo estabelecer as relações alométricas para o formato do corpo, e terceiro, determinar as taxas de deposição nutrientes corporais. Durante 233 dias 600 acarás bandeira foram mantidos em 12 aquários de 200L. Biometrias foram realizadas a cada 14 dias e análise de composição química a cada 30 dias. A avaliação dos modelos de crescimento foi realizada mediante diferentes critérios onde, o modelo matemático que melhor se ajustou aos dados de peso foi o Logístico, apresentando o menor valor para critério de informação Akaike (AIC), critério de informação bayesiano (BIC), quadrado médio do resíduo (QMR), e menor intervalo dos parâmetros e número de iterações, e o maior valor para o coeficiente de determinação (R2), e a interpretabilidade biológica dos parâmetros esteve ajustada à realidade. Foram estimadas as relações alométricas entre Comprimento Padrão (CP) e as seguintes variáveis: Comprimento de Cabeça (CC), Altura (A), Largura (L) e peso. Através da equação alométrica logaritmizada, os resultados demonstraram que houve um crescimento precoce para CC e L, e crescimento isogônico para A e peso. Com o modelo de Gompertz, foram estimadas as taxas de deposição dos nutrientes corporais, houve maior precocidade na deposição de cinzas e proteína
Resumo inglês:The nonlinear mathematical models are useful tools for analyzing the growth process, and fish have been studied in some functions of three and four parameters as Gompertz, Von Bertalanfy, Brody, Logistic and Richards. Thus the present study had three objectives, first to assess these five models, the second to establish the allometric relationships to body shape, and third, to determine deposition rates of body nutrients. During 233 days in 600 discus flag distributed in 12 aquariums 200L by biometry performed every 14 days and analysis bromatological every 30 days. The evaluation of growth models was done by different criteria where the mathematical model that best fitted the data of weight was the logistics with the lowest value for Akaike information criterion (AIC), Bayesian information criterion (BIC), square average residual (QMR) and smaller range of parameters and number of iterations, and the highest value for the coefficient of determination (R2), and biological interpretation of parameters was adjusted to reality. We estimated the allometric relationships between Standard Length (SL) and the following variables: length of head (CC), Height (A), width (L) and weight. Through logaritmizada allometric equation, the results show that there was an early growth for CC and L, and isogonics for A and weight. With the Gompertz model, the estimated deposition rates of body nutrients showed higher early in the deposition of ash and protein