Níveis de arraçoamento e freqüência alimentar no desempenho produtivo do acará-bandeira Pterophyllum scalare

O acará-bandeira é uma espécie ornamental nativa da bacia amazônica que se destaca por ser um dos mais belos, mais vendidos e também mais populares peixes de aquário de águas tropicais. Atualmente é uma das espécies ornamentais produzidas em cativeiro. O objetivo do presente estudo foi avaliar o des...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Avendaño Vasquez, Leonardo [UNESP]
Orientador/a: Fernandes, João Batista Kochenborger [UNESP]
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/86705
Citação:AVENDAÑO VASQUEZ, Leonardo. Níveis de arraçoamento e freqüência alimentar no desempenho produtivo do acará-bandeira Pterophyllum scalare. 2008. iii, 35 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aqüicultura, 2008.
Resumo Português:O acará-bandeira é uma espécie ornamental nativa da bacia amazônica que se destaca por ser um dos mais belos, mais vendidos e também mais populares peixes de aquário de águas tropicais. Atualmente é uma das espécies ornamentais produzidas em cativeiro. O objetivo do presente estudo foi avaliar o desempenho de juvenis de acará-bandeira submetidos a três níveis de alimentação (3, 6 e 9% do peso vivo por dia) e duas freqüências alimentares (uma e duas vezes ao dia). A investigação foi conduzida com peixes pesando 0,7-1,2 g e 1,3 a 1,7 g durante 84 dias. Utilizou-se uma dieta peletizada com 32% de proteína bruta e 4.185 kcal/kg de energia bruta. Os peixes foram alojados em caixas plásticas de 60 litros (15 peixes por caixa), com aeração e aquecedor com termostato para o controle da temperatura. Empregou-se um delineamento em esquema fatorial 3x2. Os dados foram analisados usando ANOVA (duas vias) e teste de Duncan para comparação das médias, com 5% de probabilidade. Os peixes submetidos à taxa de arraçoamento de 3% e 6% do p.v./dia consumiram 64% e 34% menos ração (4,71±1,07g e 8,89±2,11g, respectivamente) em relação àqueles que receberam 9% do p.v./dia (12,97±2,63g). Peixes arraçoados com 3% do p.v./dia apresentaram melhor conversão alimentar (2,97±0,52) em relação aos outros tratamentos (P<0,05). Peixes alimentados com 6% p.v./dia apresentaram um ganho de peso 21% maior (2,28g±0,86) que animais alimentados com 3% do p.v./dia (1,63g±0,48). A pior taxa de crescimento específica foi apresentada nos peixes que receberam o alimento na proporção de 3% do p.v./dia (1,14±0,27%/dia). Peixes alimentados duas vezes por dia apresentaram consumo da ração 17% maior e o ganho de peso 21% maior que aqueles que foram alimentados uma vez ao dia. A sobrevivência não diferiu entre os tratamentos. Neste estudo concluiu-se que...
Resumo inglês:Feshwater angelfish, native from Amazon Basin, is an ornamental specie highlighted for its beauty. It’s one of the most sold and popular tropical aquarium fish. Today plenty of color strains and fins pattern are available. The aim of this study was evaluated the performance of juveniles freshwater angelfish with three feeding level (3, 6 and 9 % of body weight per day) and two feeding frequencies (once and twice a day) during 84 days. Fish were separated in two blocks of weight (0,7-1,2 g and 1,3 a 1,7 g). They were fed a diet containing 32% Crude protein and 4185 kcal/kg gross energy. Fish were stocked in 60 litters plastic tanks (15 fish each) with constant aeration and termostat with electric heater. An randomized blocks design with a factorial 3x2 scheme was used. Data were analyzed using ANOVA (two-way) and Duncan test for means comparison (a=5%). Fish feeding 3 and 6 % BW/day consumed 64 and 34% less feed (4.71±1.07g e 8.89±2.11g, respectively) comparing with fish feeding 9%BW/day (12.97±2.63). Fish receiving 3% showed best feed convertion ratio (2.97±0.52). Fish receiving 6% showed a weight gain 21% bigger (2.28±0.86g) than fish feeding 3% (1.63±0.48g). Worst specif growth rate was obtained in fish feeding 3% (1.14±0.27 %/day). Fish feeding twice a day showed feed consumption 17% higher and weight gain 21% bigger than those feeding once a day. Survival was not different among treatments. It’s concluded the best performance is with fish feeding twice a day 6%BW/day.