O avanço do capitalismo no Cerrado brasileiro e a metamorfose do latifúndio no município de Pedro Afonso Tocantins

Este estudo buscou compreender os processos que conduziram à metamorfose do latifúndio no município de Pedro Afonso no Estado do Tocantins. Para que se cumprissem os objetivos almejados, fez se o esforço de definir a metamorfose do latifúndio como conceito balizador para compreender o emaranhado esp...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Oliveira, Sebastião de Souza [UNESP]
Orientador/a: Carvalhal, Marcelo Dornelis [UNESP]
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Spanish Subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/153139
Resumo Português:Este estudo buscou compreender os processos que conduziram à metamorfose do latifúndio no município de Pedro Afonso no Estado do Tocantins. Para que se cumprissem os objetivos almejados, fez se o esforço de definir a metamorfose do latifúndio como conceito balizador para compreender o emaranhado espaçotemporal da questão agrária na região do atual estado do Tocantins. Tais mudanças latifundiárias não aconteceram de um momento para outro, mas integram a princípio o Planejamento oficial amplo, para a região Norte de cunho político, geopolítico e econômico. O Estado tem sido o mediador principal, no sentido de abrir caminho, por intermédio de infraestruturas, leis ambientais, incentivos fiscais em beneficio do capitalismo no campo. Para acelerar ou fazer chegar o “desenvolvimento” aos lugares ainda não explorados, sobretudo aqueles escolhidos pelo próprio capital, servidos de terras planas e água como é o caso do município de Pedro Afonso localizado na confluência de dois grandes rios – Tocantins e Sono. Contudo, os Projetos governamentais endereçados ao Norte e Centro-Oeste brasileiro iniciaram na década de 1930 no Governo Vargas a Marcha para o Oeste; em 1950 o Plano de Metas com Juscelino Kubistchek; em 1964 o Governo dos Militares; em 1973 a implantação do Programa de Cooperação Nipo-Brasileiro para o Desenvolvimento do Cerrado (PRODECER), primeira fase no estado de Minas Gerais e expansão para Goiás e Mato Grosso do Sul. Chama-se atenção para este último devido o rompimento das exportações de produtos agrícolas dos Estados Unidos para o Japão, sobretudo grãos e farelo, o que conduziu o governo japonês a estreitar as relações com o Brasil, e o Cerrado passa a ser capturado para o plantio de soja. O Projeto foi desenvolvido em três Fases, sendo a última (PRODECER III) sediada no município de Pedro Afonso entre os anos de 1995 a 2003, situado como o grande marco e mais impactante para metamorfose do latifúndio tradicional em empresarial. A arrumação territorial do primeiro destoa do segundo, principalmente na forma de uso da terra: emprego de mão-de-obra, preço da terra, tipo de cultivo, degradação ambiental etc.; já o segundo, totalmente voltado para o mercado externo, potencializado pelo maior alcance/acesso às técnicas de produção denominadas “revolucionárias” e financiamento bancário, atinge patamar considerável de destruição do patrimônio social-político-ambiental do Cerrado para a produção de commodities - Predominantemente soja e mais recente cana de açúcar. No mesmo território municipal de Pedro Afonso e demais municípios circunvizinhos, encontramse inviabilizados pelas políticas públicas, fragmentados politicamente, estão os camponeses resistentes tentando se recompor por meio de Associações. Na tese, esclarece-se o longo processo de sedimentação do latifúndio tradicional e a metamorfose deste que começa com o uso intenso de aparato tecnológico e biotecnológico, tendo os solos do Cerrado como ponto culminante da produção de commodities. Ressalva-se que para chegar a esse resultado, foi importante a busca por leituras de autores da temática analisada, dados secundários (IBGE) e Trabalho de Campo.
Resumo inglês:This study sought to understand the processes that led to the metamorphosis of the latifundio in municipality of Pedro Afonso state of Tocantins. In order to achieve the desired objectives, an effort was made to define the metamorphosis of the latifundio as a marker concept to understand the spatial-temporal entanglement of the agrarian matter in the region of the present state of Tocantins. These latifundio changes did not happen suddenly, but it integrates the official Planning, for the North region of political, geopolitical and economic bias. The State has been the main mediator, in effort of making a way, through infrastructure, environmental laws, tax incentives for the benefit of capitalism in the countryside, to accelerate the "development" to places not yet explored, especially those chosen by the capital itself, served with flat lands and water as is the case of the city of Pedro Afonso located at the confluence of two major rivers - Tocantins and Sono. However, the Government Projects addressed to the Brazilian North and Midwest began in the 1930s, in the Vargas Government, the March to the West; in 1950, the Plan of Goals, with Juscelino Kubistchek; in 1964, the Military Government; in 1973, the implantation of the Japanese-Brazilian Cooperation Program for the Development of Cerrado (PRODECER), the first phase in the state of Minas Gerais and expansion to Goiás and Mato Grosso do Sul. The latter draws attention due to the disruption of exports of agricultural products from the United States to Japan, mainly grains and bran, which led the Japanese government to strengthen relations with Brazil, and the Cerrado began to be used for the soy planting. The project was developed in three Phases, the last one (PRODECER III) being located in the city of Pedro Afonso between 1995 and 2003, situated as the great landmark and most impacting for metamorphosis of the traditional latifundio in business. The territorial arrangement of the first differs from the second, mainly in the form of land use: employment of labor, land price, type of crop, environmental degradation, etc. The second, totally focused on the external market, fueled by the greater reach / access to the so-called "revolutionary" techniques of production and bank financing, reaches a considerable level of destruction of the social-politicalenvironmental patrimony of the Cerrado for the production of commodities - Predominantly soybeans and more recent sugar cane. In the same municipal territory of Pedro Afonso and other surrounding municipalities, rendered unfeasible by public policies, are the resistant peasants trying to compose themselves through Associations. In the thesis, the long process of sedimentation of the traditional latifundio is clarified and the metamorphosis of its that begins with the intense use of technological and biotechnological apparatus, having the soils of the Cerrado as the culminating point of the production of commodities. It should be noted that in order to reach this result, it was important to search for readings by authors of the analyzed subject, secondary data (IBGE) and fieldwork.