A capacidade de dizer não: Lina Bo Bardi e a fábrica da Pompéia

A presente dissertação se intitula A Capacidade de Dizer Não Lina Bo Bardi e a Fábrica da Pompéia . A arquitetura de Lina Bo Bardi se desenvolve por meio de um ideário assimilado em sua trajetória de vida, pelo qual ela propõe soluções para o espaço e a coletividade. Diante de um mundo injusto, a ar...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Oliveira, Liana Paula Perez de lattes
Orientador/a: Guerra Neto, Abílio da Silva lattes
Banca: Carrilho, Marcos José lattes, Camargo, Mônica Junqueira de lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Programa: Arquitetura e Urbanismo
Department: Arquitetura e Urbanismo
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2610
Citação:OLIVEIRA, Liana Paula Perez de. A capacidade de dizer não: Lina Bo Bardi e a fábrica da Pompéia. 2007. 214 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.
Resumo Português:A presente dissertação se intitula A Capacidade de Dizer Não Lina Bo Bardi e a Fábrica da Pompéia . A arquitetura de Lina Bo Bardi se desenvolve por meio de um ideário assimilado em sua trajetória de vida, pelo qual ela propõe soluções para o espaço e a coletividade. Diante de um mundo injusto, a arquiteta desenvolve uma escola de fazer pensar: propõe um mundo onde tudo é possível, através da Capacidade de Dizer Não, nas palavras do dramaturgo Bertold Brecht. No Sesc Pompéia, vislumbramos materializadas determinadas questões sugeridas por Lina: um espaço onde a história é vivenciada no dia a dia seja na antiga estrutura da Fábrica de Tambores construída pelos irmãos Mauser; seja pela coleção de bonecos de todo o país, de diferentes tempos, numa exposição de brinquedos para crianças. Através de pequenos gestos, a dignidade e respeito do povo são evidenciados. Elementos do universo de todo um coletivo fazem parte da obra do Centro de Lazer da Pompéia. A resolução de acompanhar a obra num escritório dentro do canteiro de obras leva a soluções distintas, carregadas de identidade. Lina Bo Bardi chega a compreensão da arquitetura como um ato coletivo, vivenciado dia a dia.