Empreendedorismo por oportunidade : objeto de aprendizagem com proposta metodológica, desenvolvida à luz da neurociência, para melhorar a performance na capacidade de identificar oportunidades de negócios

Esta pesquisa, propondo uma metodologia auxiliar para a disciplina de empreendedorismo originou-se de uma análise mais aprofundada ocorrida dentro da universidade, onde se questiona a falta de efetividade dos conteúdos programáticos e metodologias empregadas na educação empreendedora. De um modo ger...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Nunes, Walter Cezar
Orientador/a: Zaro, Milton Antonio
Co-advisor: Fagundes, Léa da Cruz
Format: Tese
Language:por
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/158299
Resumo Português:Esta pesquisa, propondo uma metodologia auxiliar para a disciplina de empreendedorismo originou-se de uma análise mais aprofundada ocorrida dentro da universidade, onde se questiona a falta de efetividade dos conteúdos programáticos e metodologias empregadas na educação empreendedora. De um modo geral as Instituições de Ensino Superior (IES), formam mais futuros empregados que empregadores. Várias instituições oferecem inúmeros cursos e disciplinas de empreendedorismo ou afins, mas continuam colocando no mercado cada vez mais jovens que irão competir à um posto de trabalho por não conseguirem ver o empreendedorismo como opção de carreira. Uma possível resposta estaria associada por fatores identificados em estudos recentes que afirmam que é de suma importância entender melhor como funciona o cérebro dos empreendedores para que se possa oferecer metodologias mais assertivas. Para muitos autores o processo de descoberta de oportunidades de negócios é uma das principais características do comportamento empreendedor e entender como este processo ocorre no cérebro dele abriria novas perspectivas. Esta pesquisa, desenvolvida a partir de dois experimentos, busca contribuir no âmbito universitário com uma proposta metodológica, desenvolvida à luz da neurociência, para a disciplina de Empreendedorismo. No primeiro experimento, denominado de teste piloto, com o objetivo de verificar possíveis padrões nos clusters neurais dos empreendedores, quando identificam uma oportunidade, foi realizado o Mapeamento Cognitivo Cerebral com o uso de eletroencefalograma em 14 indivíduos do sexo masculino, sendo sete “empreendedores estabelecidos” e sete não empreendedores. Os resultados dos testes mostraram que os mapas neurais dos empreendedores sugeriram que as áreas frontais direita e esquerda dos cérebros foram acionadas tanto no momento de descoberta de oportunidades quanto no momento de propensão a assumir riscos, enquanto os não empreendedores mostraram organizações neurais bem distintas durante os dois momentos. Este resultado aliado a outros estudos realizados por pesquisadores de empreendedorismo levou ao segundo experimento: o desenvolvimento de uma proposta metodológica auxiliar, que melhorasse a performance de alunos no processo de identificação de oportunidades de negócios. Esta proposta metodológica, cerne deste estudo, foi apresentada em um objeto de aprendizagem denominado: MADE-PERFIO, Módulo Auxiliar para Disciplina de Empreendedorismo-Performance na Identificação de Oportunidades, um curso de 40 horas, direcionado para melhorar a performance do aluno na identificação de oportunidades. A pesquisa sobre a efetividade da metodologia oferecida através do Módulo foi feita com 45 professores de graduações e de pós graduações e com 50 alunos de pós graduação de diversas faculdades e universidades maranhenses. Através de um curso de capacitação os professores puderam acessar o objeto de aprendizagem, testar a metodologia proposta e desenvolver suas performances cujos resultados foram extremamente encorajadores. Em média, os professores submetidos à nova metodologia melhoraram em 21% suas capacidades em identificarem oportunidades de negócios. Com relação à metodologia apresentada através do MADE-PERFIO, 45% classificaram com o conceito “ótimo” e 40% com o conceito “muito bom”. A metodologia foi apresentada aos alunos no formato de Módulo Auxiliar, pois todos declararam já ter tido contato com a disciplina de Empreendedorismo, mas ainda não haviam empreendido. A pesquisa com os alunos mostrou um acréscimo médio de 23% em suas capacidades de identificarem oportunidades e 65% deles classificaram como “excelente” a relevância do conteúdo.
Resumo inglês:This research, which proposes an auxiliary method for the entrepreneurship subject, was originated from a more deeply analysis made within the university, where it is argued about the lack of effectiveness in the program contents and methods used in the entrepreneurial education. In general, the higher level educational institutions (IES - Instituições de Ensino Superior) produce more future employees than employers. Several institutions may offer countless entrepreneurial and other related courses and subjects but continue increasingly placing in the labor market the youngsters who will try to find a job instead of starting some entrepreneurship as a career. A possible answer would be associated to factors identified in recent studies that claim to be of utmost importance to better understand how the entrepreneurs' brains work in order to offer more assertive methodologies. For many authors the process of business opportunities discovery is one of the main characteristics of the entrepreneur behavior and new perspectives could be open by understanding how this process works in the brain. The research, developed from two experiments, seeks to contribute in the university field with a methodological proposition to the subject of Entrepreneurship developed by the light of neuroscience. In the first experiment, called pilot test, which had the aim to check eventual standards in the entrepreneurs' neural clusters when they identify an opportunity, it was provided a Cognitive Brain Mapping by using electroencephalogram in 14 male individuals: seven were "established entrepreneurs" and seven were non-entrepreneurs. The test results showed that the entrepreneurs' neural maps suggested that the right front and the left front areas of the brain were set in motion both at the moment the opportunities were discovered and at the moment of taking risks, while non-entrepreneurs showed neural organizations much different in both moments. This result, combined to other studies made by entrepreneurship researchers, led to a second experiment: the development of an auxiliary methodological proposal that could improve the students' performance in the process of identification of business opportunities. This methodological proposal, main objective of this study, was presented in a learning issue called MADE-PERFIO, Módulo Auxiliar para Disciplina de Empeendedorismo-Performance na Identificação de Oportunidades (Auxiliary Module for the Entrepreneurship-Performance Subject to identify Opportunities), a 40-hour course designed to improve the student performance in the opportunities identification process. Research studies on the effectiveness of methodology offered through the Module was made with 45 graduation and post-graduation teachers and with 50 post-graduation students from several colleges and universities of Maranhão. Teachers, by means of a qualification course, had the chance to access the learning object, to test the proposed methodology and develop its performance whose results were thoroughly encouraging.Teachers submitted to the new technology improved in 21% their abilities in the business opportunity identification. With respect to the methodology presented through MADE-PERFIO, 45% considered the concept as "excellent" and 40% as "very good". The methodology was presented to the students in an Auxiliary Module format, since all of them pointed that they had contact with Entrepreneurship course but none had good understanding. Research studies with the students showed an average increase of 23% in their opportunities identification abilities and 65% considered "excellent" on the content of the material showed by MADE-PERFIO.