Respostas comportamentais e fisiológicas de ovinos Santa Inês sob diferentes horários de fornecimento da dieta

This study aimed to evaluate the effect of different supplies timetable on physiological parameters (rectal temperature, respiratory rate, skin temperature and hair coat surface temperature and sweat rate), intake and digestibility of nutrients, ruminal parameters (pH and ammonia) and ingestive beha...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: CHAGAS, Juana Catarina Cariri lattes
Orientador/a: FERREIRA, Marcelo de Andrade
Banca: SARAIVA, Edilson Paes, CARVALHO, Francisco Fernando Ramos de, AZEVEDO, Marcílio de
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Department: Departamento de Zootecnia
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6796
Citação:CHAGAS, Juana Catarina Cariri. Respostas comportamentais e fisiológicas de ovinos Santa Inês sob diferentes horários de fornecimento da dieta. 2013. 51 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife.
Resumo Português:Objetivou-se avaliar o efeito de diferentes horários de fornecimento sobre as variáveis fisiológicas (temperatura retal, frequência respiratória, temperatura de pele e superfície de pelame, e taxa de sudorese), consumo e digestibilidade de nutrientes, variáveis ruminais (pH e nitrogênio amoniacal) e comportamento ingestivo de ovinos da raça Santa Inês, confinados em região de clima quente e úmido. Foram utilizados cinco ovinos não castrados, de peso médio inicial de 27± 3 Kg e dotados de cânula ruminal, distribuídos em Quadrado Latino 5x5. A dieta foi fornecida duas vezes ao dia e os tratamentos experimentais foram os diferentes horários de fornecimento da segunda refeição: 13:30h, 15:00h, 16:30h, 18:00h, 19:30h. Para todos os tratamentos, a primeira refeição foi ofertada às 7:00h. O ambiente foi monitorado 24 horas, utilizando-se estação meteorológica instalada no interior do galpão. Os dados climáticos obtidos foram utilizados para determinação dos índices de conforto térmico: ITU (Índice de temperatura e umidade), ITGU (Índice de temperatura globo e umidade) e ICT (Índice de conforto térmico específico para ovinos), que apresentaram amplitudes de 72 a 83; 72 a 86; 30 a 42, respectivamente. As variáveis fisiológicas - temperatura retal, temperatura de pele e pelame, e taxa de sudorese - não sofreram efeito dos diferentes horários de fornecimento, em nenhum dos horários avaliados. Houve influência dos diferentes horários de fornecimento da segunda refeição sobre a frequência respiratória, para dois horários avaliados (16:00h e 19:00h), em função do incremento calórico e enchimento do trato digestivo. Nas demais variáveis estudados (consumo, digestibilidade de nutrientes, pH, nitrogênio amoniacal e o comportamento ingestivo) não foram observados efeitos dos diferentes horários de fornecimento da dieta. Para ovinos confinados da raça Santa Inês, em região de clima quente e úmido recomenda-se qualquer um dos horários de fornecimento da dieta testados no presente estudo.
Resumo inglês:This study aimed to evaluate the effect of different supplies timetable on physiological parameters (rectal temperature, respiratory rate, skin temperature and hair coat surface temperature and sweat rate), intake and digestibility of nutrients, ruminal parameters (pH and ammonia) and ingestive behavior of Santa Ines sheep, under feedlot conditions in a region of hot and humid weather. Five male sheep non-castrated of initial average weight of 27± 3 Kg, and fitted with rumen cannula, were distributed in 5x5 Latin square. The diet was provided twice daily and the experimental treatments were the different times of providing second meals: 13:30h, 15:00h, 16:30h, 18:00h, 19:30h. For all treatments the first meal was offered at 7:00h. The environment was monitored 24 hours from the weather station installed inside the barn, to determination of thermal comfort indexes: THI (Temperature-Humidity Index), BGHI (Black Globe-Humidity Index) and TCI (Thermal Comfort Index-specific for sheep) that showed ranges from 72 to 83, 72 to 86, 30 to 42, respectively. Physiological variables: rectal temperature, skin temperature, hair coat surface temperature, and sweat rate were not affected by the different supplies timetable (P> 0.05). There were significant effects of different supplies timetables of the second meal on the respiratory rate, which in this study was the physiological parameter most important to animals to dissipate the endogenous heat raised by diet metabolism. To the other parameters studied, intake and digestibility of nutrients, and ingestive behavior, there were no effects of different supplies timetables (P>0.05). The rumen parameters pH and ammonia were not affected by different timetables (P>0.05). For Santa Ines sheep under feedlot conditions in a region of hot and humid weather it is recommended either supplies timetable tested in this study.