As praças de bairro no contexto da supermodernidade : um cenário de diversidade e dialética

Esta pesquisa trata de uma reflexão sobre o espaço público das praças e sua virtualidade, no sentido de força, potencia. Destacam-se as singularidades dos não lugares e de lugares antropológicos das praças do bairro Petrópolis na cidade de Porto Alegre, nas múltiplas significações e interpretações q...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2019
Main Author: Fleck, Jane Freitas
Orientador/a: Silva, André de Souza
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Department: Escola Politécnica
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/8759
Resumo Português:Esta pesquisa trata de uma reflexão sobre o espaço público das praças e sua virtualidade, no sentido de força, potencia. Destacam-se as singularidades dos não lugares e de lugares antropológicos das praças do bairro Petrópolis na cidade de Porto Alegre, nas múltiplas significações e interpretações que são apreendidas pelo observador, no sentido de sensibilizar e estimular a comunidade, setores privados e gestores municipais, para a importância da preservação e qualificação deste espaço público. Assim como, demonstrar a importância do envolvimento interdisciplinar na regeneração de praças e as possibilidades de interação dos cidadãos com o meio ambiente encorajando o debate. São abordadas questões sobre ecologia urbana, supermodernidade e à imagem como sensibilizadora das relações socioespaciais. Nesta perspectiva, a pesquisa utiliza como metodologia a pesquisa bibliográfica qualitativa e a dialética na análise de dados. O objetivo geral foi de ampliar a compreensão do significado da praça dentro do contexto de supermodernidade e urbanização crescente a partir da diversidade e dialética do lugar a fim de qualificar e preservar esse espaço público. Por meio da etnografia de rua e fotografia aliadas a observação e a compreensão dos processos vivenciados identificaram-se lugares repletos de memórias e multiplicação de referências imaginárias por entre as concentrações urbanas. As experiências de acompanhar o devir de um coletivo e projeto por cenários contribuíram para uma análise teórica e crítica, conciliando as diferenças, com possíveis cenários futuros das praças. Com isso, enfatizou-se a reflexão sobre as consequências e responsabilidades de onde a ecologia se insere neste contexto urbano. Para tanto se consubstanciou o conhecimento das componentes sociológica, urbana e ecológica, na busca de maior compreensão desta unidade espacial.
Resumo inglês:This research deals with a reflection on the public space of the squares and their virtuality, in the sense of strength, power. The singularities of the non-places and anthropological places of the squares of the Petrópolis neighborhood in the city of Porto Alegre stand out in the multiple meanings and interpretations that are apprehended by the observer, in order to sensitize and stimulate the community, private sectors and municipal managers, to the importance of the preservation and qualification of this public space. As well as demonstrating the importance of interdisciplinary involvement in the regeneration of squares and the possibilities of citizens' interaction with the environment, encouraging debate. It addresses issues of urban ecology, supermodernity and image as a sensitizer of socio-spatial relations. In this perspective, the research uses as methodology the qualitative bibliographical research and the dialectic in the data analysis. The general objective was to broaden the understanding of the meaning of the square within the context of growing urbanism and supermodernity from the diversity and dialectic of the place in order to qualify and preserve this public space. Through the ethnography of street and photography allied to the observation and the understanding of the lived processes were identified places full of memories and multiplication of imaginary references among the urban concentrations. The experiences of monitoring the development of a collective and project by scenarios contributed to a theoretical and critical analysis, reconciling the differences, with possible future scenarios of the squares. With this, we emphasized the reflection on the consequences and responsibilities of where the ecology is inserted in this urban context. For this, the knowledge of the sociological, urban and ecological components was sought, in the search for a better understanding of this space unit.