Práticas de gestão em redes de pequenas e médias empresas: estudo de múltiplos casos no Rio Grande do Sul

As redes de cooperação de pequenas e médias empresas vem despertando a atenção do mundo acadêmico nas últimas décadas. Com o intuito de obter soluções coletivas, essas empresas unem-se em busca de resultados que não conseguiriam atingir sozinhas. Esta pesquisa tem como tema as práticas de gestão em...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Turchetti, Marcelo
Orientador/a: Balestrin, Alsones
Co-orientador/a: Teixeira, Eduardo Kunzel lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Department: Escola de Gestão e Negócios
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/5444
Resumo Português:As redes de cooperação de pequenas e médias empresas vem despertando a atenção do mundo acadêmico nas últimas décadas. Com o intuito de obter soluções coletivas, essas empresas unem-se em busca de resultados que não conseguiriam atingir sozinhas. Esta pesquisa tem como tema as práticas de gestão em redes de cooperação do RS por meio de ações coletivas. O objetivo principal desta dissertação é analisar as práticas de gestão utilizadas pelas cinco redes de cooperação melhores classificadas no ranking do grupo GeRedes, dentre as redes participantes do Programa Redes de Cooperação do governo do RS. A importância do tema pesquisado justifica-se pela carência de estudos específicos sobre a gestão de redes de cooperação. As redes de cooperação são entendidas como uma nova forma de organização, dotadas de características que diferem as redes das outras formas de organização, como estratégia, coordenação, liderança, processos e interação. Será usada uma base de dados a partir da qual serão avaliadas as cinco redes melhores classificadas no ranking do grupo GeRedes. Para a realização deste trabalho, foi utilizado o método qualitativo, por se caracterizar como aquele que permite um maior aprofundamento do objeto de estudo. Os resultados da análise comprovaram que as redes utilizam práticas de gestão inovadoras para atingirem seus objetivos. Evidenciou-se que existem várias tipologias de redes, mas que nenhuma rede é igual à outra, mesmo que estejam fundamentadas com os mesmos conceitos, utilizando as mesmas regras de conduta, as mesmas características de coordenação, os mesmos processos e as mesmas ferramentas de interação.
Resumo inglês:Cooperation networks of small and medium enterprises has aroused the attention of the academic world in recent decades. In order to get collective solutions these companies come together looking for results that they could not achieve alone. This research has as its theme management practices in the RS SME networks through collective action. The main objective of this work is to analyze the management practices used by top five cooperation networks classified in the ranking of GeRedes group among the networks participating in the RS government Program Cooperation Networks. The importance of the topic investigated is justified by the lack of specific studies on the management of cooperation networks. The cooperation networks are seen as a new form of organization endowed with characteristics differing networks of other forms of organization, such as, strategy, coordination, leadership, processes and interaction. A database will be used from which will be evaluated the top five networks classified in the ranking of GeRedes group. To accomplish this work, the qualitative method was used, because it is characterized as one that allows deeper understanding of the subject matter. The analysis results showed that the networks use innovative management practices to achieve their goals. It became evident that there are various types of networks, but that no network is equal to the other, even if they are based on the same concepts, using the same rules of conduct, the same coordination characteristics, the same processes and the same interaction tools.