Implicações da progressão continuada e do SARESP na avaliação escolar: tensões, dilemas e tendências

Esta pesquisa buscou investigar as implicações da progressão continuada e do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP) na avaliação escolar. Procurou-se identificar e analisar eventuais alterações ocorridas na avaliação, induzidas pela implantação dessas medidas. Par...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Paulo Henrique Arcas
Orientador/a: Sandra Maria Zakia Lian Sousa
Banca: Ocimar Munhoz Alavarse, Alicia Maria Catalano de Bonamino, Luiz Carlos de Freitas, Jefferson Mainardes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: Educação
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-12032010-110212/
Resumo Português:Esta pesquisa buscou investigar as implicações da progressão continuada e do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP) na avaliação escolar. Procurou-se identificar e analisar eventuais alterações ocorridas na avaliação, induzidas pela implantação dessas medidas. Para tanto, realizou-se investigação de natureza qualitativa, procedendo ao levantamento e análise de pesquisas acadêmicas acerca de ambos os temas, aplicação de questionários e realização de entrevistas com professores coordenadores de escolas de uma Diretoria Regional de Ensino da rede estadual paulista. Concluiu-se que tanto a progressão continuada como o SARESP estão refletindo na avaliação escolar. Identificou-se que a progressão continuada tende a influenciar mais o discurso do que as práticas avaliativas e enfrenta maior resistência do professorado. O SARESP tem assumido, gradualmente, o papel de orientador de práticas escolares, sendo utilizado no planejamento e replanejamento das escolas. Tem repercutido nas práticas avaliativas, induzindo ao fortalecimento de uma concepção de verificação escolar, em detrimento da avaliação formativa, potencializada pela progressão continuada. O dilema causado pela convivência dessas medidas evidencia um confronto entre a lógica da avaliação formativa com práticas tradicionalmente desenvolvidas nas escolas, que tendem a restringir a avaliação à medida de resultados, com fim classificatório. O SARESP, ao servir como referência para organização das práticas escolares e avaliativas, potencializa a tensão entre a avaliação tradicional e a avaliação formativa. Devido à importância que tem adquirido na política educacional, evidenciou-se a tendência em tornar-se, gradativamente, indutor do trabalho escolar.
Resumo inglês:This research has served the purpose to investigate the implications of continuous progress and Student Performance Appraisal System in the State of São Paulo (SARESP) on school evaluation. We have identified and analyzed alterations on the evaluations which were induced by the implementation of these procedures. Therefore, we proceeded to investigate the qualitative nature of these implications by analyzing data from academic research around both topics; we also applied some questionnaires and interviews with coordinators from schools of a Regional Directory in the local public school system. We have come to the conclusion that both the continuous progress and SARESP affect school evaluation. The continuous progress has a tendency to affect rather the discourses than the evaluative practices and teachers are much more resistant to it. SARESP has gradually taken up the role of a practice guide and it is used for school planning. We can see its effect on evaluative practices invigorating some conception of school assessment to the loss of formative evaluation which has been maximized by continuous progress. The dilemma that has arisen from these two procedures sheds some light on the confrontation between the logic of formative evaluation and traditionally-developed practices at schools which tend to narrow evaluations to mere results in order to achieve classification. SARESP, when it serves as a guide to the organization of school and evaluative practices, maximize the tension between traditional and formative evaluations. Due to its relevance in the educational politics, it is evident that it will gradually become an organizer for school practices.