Ações de educação na vigilância ambiental em saúde para controle da dengue no distrito de Cruzeiro dos Peixotos, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, 2008

INTRODUÇÃO: A dengue é uma doença que se distribui pelas regiões tropicais do mundo cujas condições climáticas associadas a alguns dos hábitos da população, favorecem a presença do vetor e do vírus, possibilitando a endemicidade da doença. O homem, o vírus, o vetor e seus abrigos constituem fatos re...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Kênia Rezende
Orientador/a: Almerio de Castro Gomes
Banca: Claudia Maria Bógus, Fernando Ferreira
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: Saúde Pública
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-03082009-152137/
Resumo Português:INTRODUÇÃO: A dengue é uma doença que se distribui pelas regiões tropicais do mundo cujas condições climáticas associadas a alguns dos hábitos da população, favorecem a presença do vetor e do vírus, possibilitando a endemicidade da doença. O homem, o vírus, o vetor e seus abrigos constituem fatos representados pelo espaço sócio ambiental que, quando associados às condições precárias de saneamento básico, moradia, fatores culturais e educacionais, estabelecem a ecologia de transmissão desta doença. O Aedes aegypti é o vetor do vírus da dengue e também da febre amarela urbana. Este Aedino tem origem africana e chegou as Américas logo após o descobrimento. É um inseto holometábolo cuja oviposição ocorre junto à borda da lâmina dágua em recipientes aonde existe água estagnada por vários dias. Atualmente, como ainda não se dispõe de vacina efetiva contra a dengue, a variável estratégica para o controle e a prevenção da dengue recai no combate do mosquito, que representa o elo vulnerável do ciclo. Para o sucesso das ações de controle, no entanto, é fundamental o emprego ordenado das ações de controle; a aplicação da legislação pertinente e principalmente a participação da comunidade com a aplicação de práticas de intervenções. OBJETIVO: Aplicar modelo experimental de Educação Ambiental e Vigilância Ambiental em Saúde para controle do Aedes aegypti, utilizando como parâmetro de infestação a adultrap, no Distrito de Cruzeiro dos Peixotos, em Uberlândia, Minas Gerais. METODOLOGIA: Esta pesquisa teve início em dezembro de 2006 e término em maio de 2008. Para este trabalho foi realizado um levantamento literário sobre Educação Ambiental, Vigilância Ambiental em Saúde e Dengue incluindo seu vetor, ciclo e epidemiologia. O primeiro passo foi à realização de um contato junto à escola do Distrito, para buscar o apoio da equipe escolar na realização do Projeto. Em seguida se procedeu a instalação da adultrap no peridomicilio das residências mediante autorização dos moradores. A troca da água e a coleta dos insetos se deram semanalmente (as sextas-feiras das 13h30 às 17h). Foram realizadas gincanas com a participação dos professores e alunos da Escola e também moradores do Distrito. A partir de abril de 2007, o ritmo de monitoramento das armadilhas foi complementado passando a ter mais um ritmo de captura com intervalo de 24h. Os mosquitos capturados foram identificados quanto a gênero e espécie, contados e catalogados em um banco de dados. RESULTADOS: Com as ações foram retirados 710 kg de material reciclável que poderia servir como criadouros. Foram capturados e identificados 187 Aedes aegypti, 48 Aedes albopictus e 888 Culex quinquefasciatus.
Resumo inglês:Dengue is a disease spread in tropical regions of the world where the climatic conditions associated with bad habits of the population, favor the presence of the vector and the virus, allowing the endemicity of the disease. Humans, the virus, the vector and the shelters of this vector are facts represented by the social space environment which, when associates with the precarious conditions of sanitation, housing, cultural and educational factors, establish the ecology of disease transmission. Aedes aegypti is the vector of the dengue virus and urban yellow fever. Its origin is Africa and it was found in the Americas soon after the continents discovery. Aedes aegypti oviposits in stagnant water within containers it deposits eggs slightly above the waterline. Currently, as there is no effective vaccine against dengue, a strategic variable for the control and prevention is focused in combating the mosquito, which is the weak link of the cycle. The success of initiatives; the relies of on legislation OBJECTIVE: Apply experimental model of Environmental Education and Environmental Health Surveillance for Aedes aegypti control, using as a measure of the infestation Adultrap, in the District Cruzeiro dos Peixotos, in Uberlândia, Minas Gerais. METHODOLOGY: This research began in December of 2006 and ended in May of 2008. This work was carried out a survey on literary Environmental Education, Health and Environmental Surveillance on Dengue including its vector, cycle and epidemiology. The first step was the implementation of a contact close to the school district to seek the support of the school in the accomplishment of the Project. Then came the installation of Adultrap the home of households with permission of the residents. The exchange\'s water and collection of insects are made each week (the Friday 13.30 to 17h). Gymkhana were held with participation of teachers and students, and with the residents of the District. Since April 2007, the capture with traps was supplemented in an interval of 24 hours. Mosquitoes attracted by the trap were collected by the research team, identified to genus and species, counted and data entered in a database. RESULTS: The actions make possible to withdrawal of 710 kg of recyclable material that could serve as breeding.They had been captured and identified to 187 Aedes aegypti, 48 Aedes albopictus and 888 Culex quinquefasciatus.