Desigualdade social e redemocratização no Brasil: o debate sobre a distribuição de renda e a crise do regime militar (1964-1980)

Este trabalho analisa a discussão sobre a distribuição de renda no período da ditadura militar e os impactos dessa questão na crise do regime. Considerando que os primeiros estudos foram realizados a partir de 1972, com a divulgação dos dados do Censo e da publicação do livro de Carlos Langoni (1973...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Vanessa Rodrigues de Oliveira
Orientador/a: Guilherme Grandi
Banca: André Roncaglia de Carvalho, Alexandre Macchione Saes, Cláudia Alessandra Tessari
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: História Econômica
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8137/tde-21022019-125136/
Resumo Português:Este trabalho analisa a discussão sobre a distribuição de renda no período da ditadura militar e os impactos dessa questão na crise do regime. Considerando que os primeiros estudos foram realizados a partir de 1972, com a divulgação dos dados do Censo e da publicação do livro de Carlos Langoni (1973) sobre o tema, a pesquisa discorre sobre o debate acadêmico e sua repercussão na imprensa, analisando os impactos da concentração de renda sobre a economia. Foram selecionadas matérias publicadas nos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo, no período entre 1974 e 1979, anos que representam o auge e o declínio do governo militar, marcados pelo fim do milagre econômico e início da luta pela redemocratização, respectivamente. Por fim, o trabalho analisa o papel dos movimentos sociais e sindicais no enfraquecimento do regime, considerando a retomada das greves a partir de 1978, que resultaram na perda de apoio de várias classes representativas ao governo (trabalhadores, mídia, empresariado, entre outros) e, posteriormente, na retomada da democracia no país, em 1985.
Resumo inglês:This paper analyzes the discussion on the distribution of income in the period of the military dictatorship and the impacts of this issue on the crisis of the regime. Considering that the first studies were carried out after 1972, with the dissemination of the Census data and the publication of Carlos Langoni\'s book (1973) on the subject, the research discusses the academic debate and its repercussions in press, analysing the impacts of the concentration of income on the economy. There were selected articles published by O Estado de S. Paulo and O Globo newspapers during the period between 1974 and 1979, which represent the peak and decline of the military government, marked by the end of the \"economic miracle\" and beginning of struggle for redemocratization, respectively. Finally, the paper analyzes the role of social and union movements for the weakening of the regime, considering the resumption of strikes from 1978, which resulted the loss of the support of several representative classes to government (workers, media, businessmen and the like) and, after, the resumptiom of democracy in the country, in 1985.