Agroecologia quilombola ou quilombo agroecológico? Dilemas agroflorestais e territorialização no Vale do Ribeira/SP

A pesquisa apresentada nesta tese tem como objetivo realizar uma análise e reflexão sobre as estratégias metodológicas da agroecologia, com o intuito de compreender a forma pela qual lógicas econômicas não capitalistas (camponesa, quilombola e/ou indígena) têm participado e/ou poderiam participar do...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Laura De Biase
Orientador/a: Valeria de Marcos
Banca: Larissa Mies Bombardi, Sueli Angelo Furlan, Maria Elisa de Paula Eduardo Garavello, Carlos Armênio Khatounian
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: Geografia (Geografia Humana)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-10112016-141204/
Resumo Português:A pesquisa apresentada nesta tese tem como objetivo realizar uma análise e reflexão sobre as estratégias metodológicas da agroecologia, com o intuito de compreender a forma pela qual lógicas econômicas não capitalistas (camponesa, quilombola e/ou indígena) têm participado e/ou poderiam participar do processo de construção- concepção e execução- deste campo do conhecimento. Numa busca por caminhos que indicassem as formas de equalizar as relações de poder inerentes ao diálogo de saberes e fazeres previsto na teoria agroecológica, optou-se por analisar a comunidade quilombola do bairro Ribeirão Grande -localizada no Vale do Ribeira, Barra do Turvo/SP - e suas experiências de produção agroflorestal e envolvimento com uma associação/cooperativa agroflorestal reconhecida nacional e internacionalmente, a Cooperafloresta. O recorte analítico neste território, portanto, compreende a investigação tanto sobre a comunidade quilombola, quanto sobre as estratégias metodológicas da Cooperafloresta. No decorrer da pesquisa identificou-se a existência de uma tensão entre o saber-fazer quilombola e o saber-fazer agroflorestal. Para compreender o processo de formação deste conflito e analisar as formas de relação estabelecidas no âmbito das experiências agroecológicas, realizou-se: uma análise biográfica da liderança quilombola Nilce de Pontes Pereira do Santos; um histórico e caracterização da comunidade do Ribeirão Grande desde o seu interior; e uma discussão sobre a forma pela qual a Cooperafloresta se constituiu naquele território. A intersecção entre estas três perspectivas de análise nos permitiu estabelecer cinco constatações, que se orientaram, de forma geral, para a identificação da contribuição da geografia à agroecologia . A conclusão desta pesquisa indicou a pertinência da orientação do método agroecológico à apreensão da totalidade da identidade local e da agroecologia enquanto contribuição ao movimento de comunidades rurais não capitalistas.
Resumo inglês:The research presented in this thesis aims to perform an analysis and reflect on the methodological strategies of agroecology, in order to understand the way in which non­ capitalist economic logic (peasant, Maroon and/or indigenous) have been and/or could be involved in the process - design and execution - of building this field of knowledge. Looking for paths that could indicate means to equalize the power relations inherent in the dialogue of knowledge and practices set out in agroecological theory, we chose to analyze the quilombo community of Ribeirão Grande neighborhood - located in the Vale do Ribeira, Barra do Turvo/SP- and their experience with agroforestry production and involvement with an agroforestry association/cooperative nationally and internationally recognized, Cooperafloresta. The analytical approach in this area therefore includes research on both the quilombo and the methodological strategies of Cooperafloresta. The existence of a tension between the quilombo and the agroforestry know-hows could be identified during the study. Research took place in order to understand the process of formation of this conflict and analyze the forms of relationship established under the agroecological experiences: a biographical analysis of quilombo leader Nilce de Pontes Pereira do Santos; a past history and characterization of Ribeirão Grande community from the inside; and a discussion about how Cooperafloresta has been constituted on that territory. The intersection of these three perspectives of analysis allowed us to establish tive findings, which guided, in general, to identifying the contribution of geography to agroecology. The conclusion of this research indicated the relevance of the guidance of agroecological method to the seizure of all the local identity and of agroecology as a contribution to the movement of rural non-capitalist communities.