Análise de estatinas em plasma humano por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas utilizando SPME e derivatização in situ no preparo de amostra

A monitorização terapêutica permite a individualização do regime de dosagem, assegurando a eficácia clínica e minimizando os efeitos adversos dos fármacos prescritos. Atualmente, as estatinas têm sido monitoradas, pois, embora eficazes e muito utilizadas, apresentam alguns efeitos adversos não desej...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Natalia Meinl Schmiedt Sattolo
Orientador/a: Fernando Mauro Lanças
Banca: Eduardo Carasek da Rocha
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: Química Analítica
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75132/tde-19052011-101410/
Resumo Português:A monitorização terapêutica permite a individualização do regime de dosagem, assegurando a eficácia clínica e minimizando os efeitos adversos dos fármacos prescritos. Atualmente, as estatinas têm sido monitoradas, pois, embora eficazes e muito utilizadas, apresentam alguns efeitos adversos não desejáveis. Neste trabalho, as técnicas SPME e cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (GC-MS) foram avaliadas para a análise de estatinas (fluvastatina, simvastatina e atorvastatina) em plasma humano para fins de monitorização terapêutica. As condições de extração e derivatização foram otimizadas empregando planejamento experimental e avaliando a influência dos principais parâmetros envolvidos. Para otimização das condições de extração avaliou-se parâmetros como tempo e temperatura de extração, pH, volume de solução tampão e força iônica; e para otimização das condições de derivatização avaliou-se parâmetros como volume de reagente derivatizante, volume de agente pareador iônico e pH. A extração foi realizada utilizando fibras de PDMS-DVB, e a dessorção feita termicamente no injetor do cromatógrafo a gás. O método desenvolvido foi validado segundo normas da ANVISA, apresentando linearidade na faixa de 20 a 500 ng mL-1, precisão com coeficientes de variação menor que 14% e recuperação relativa de 20 a 40%. Concluída a validação analítica, a metodologia proposta foi aplicada em amostras reais de plasma de pacientes em terapia com simvastatina concedidas pelo Laboratório Médico Dr. Maricondi e pela Casa de Saúde de São Carlos.
Resumo inglês:Therapeutic drug monitoring allows individualization of dosage regimen, ensuring the clinical efficacy and minimizing the adverse effects of prescribed drugs. Currently, statins have been monitored; despite they are effective, some statins have undesirable adverse effects. In this work, SPME technique and gas chromatography / mass spectrometry (GC-MS) were evaluated for analysis of statins (fluvastatin, simvastatin and atorvastatin) in human plasma for therapeutic drug monitoring. The extraction and derivatization conditions were optimized using experimental design and evaluating the influence of the main parameters involved in the SPME procedure. To optimize the extraction conditions were evaluated parameters such as time and extraction temperature, pH, volume of buffer and ionic strength, and to optimize the derivatization conditions were evaluated parameters as derivatization reagent volume, ionic agent pareador volume and pH. The extraction was performed using PDMS-DVB fibers, and thermal desorption performed in the injector of the gas chromatograph. The method was validated according to ANVISA, showing linearity in the range 20 to 500 ng mL-1, the precision with coefficients of variation less than 14% and relative recovery from 20 to 40%. The proposed methodology was applied to real samples of plasma from patients on therapy with simvastatin provided by the Laboratório Médico Dr. Maricondi and Casa de Saúde of São Carlos.