Aspectos epidemiológicos dos acidentes de motocicleta no município de São Paulo

Estudo descritivo, feito por meio de dados oficiais, dos acidentes de motocicleta com vítimas (3 390) ocorridos no Município de São Paulo, em 1982, e que tiveram como conseqüência 4 480 vítimas, das quais, 166 faleceram dentro do período de até 180 dias após o evento. Esses acidentes foram mais freq...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:1984
Main Author: Maria Sumie Koizumi
Orientador/a: Maria Helena Prado de Mello Jorge
Banca: Gilberto Guimaraes Machado de Almeida, Manildo Favero, Ruy Laurenti, Guglielmo Francesco Mistrorigo
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Programa: Saúde Pública
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-03112017-104744/
Resumo Português:Estudo descritivo, feito por meio de dados oficiais, dos acidentes de motocicleta com vítimas (3 390) ocorridos no Município de São Paulo, em 1982, e que tiveram como conseqüência 4 480 vítimas, das quais, 166 faleceram dentro do período de até 180 dias após o evento. Esses acidentes foram mais frequentes e mais graves do que aqueles relativos aos demais veículos a motor. Suas vítimas se caracterizaram como predominantemente do sexo masculino, das faixas etárias de 15 a 24 anos e de 25 a 34 anos e cerca de dois terços da população estudada foi de motociclistas. Em relação ao momento do acidente, constatou-se um pico nos fins de semana e uma distribuição mais ou menos uniforme em relação aos meses e períodos do dia. O coeficiente de mortalidade foi de aproximadamente 2/100 000 habitantes e a relação coeficiente masculino/feminino foi de 6:1. Na natureza das lesões verificou-se que os diagnósticos mais freqUentes foram as fraturas de crânio, os traumatismos internos de tórax e de abdome e as fraturas dos membros inferiores. A maioria dos óbitos ocorreu no hospital (57,23 por cento ) e aqueles no momento do acidente e nas primeiras vinte e quatro horas perfizeram 62,35 por cento do total. A morte ocorreu mais precocemente entre os motociclistas e passageiros do que entre os pedestres. Espera-se que este estudo possa contribuir para o conhecimento epidemiológico dos acidentes de moto e servir corno subsídio para os programas de prevençao desses acidentes, na área da saúde.
Resumo inglês:This is a descriptive study of official data of motorcycle accidents with victim (3 390) occurred in 1982 in São Paulo city. There were 4 480 injured victims and 166 of them died until 180 days after the event. These accidents were more frequent and serious than others with all motor vehicle different o f motorcycle. The persons injuried were, in majority, males, of age between 15 to 24 and 25 to 34 years old and two-thirds of the population were motorcyclist. Studying the accident scene, the results demonstrated that the apex was in the weekends and there was no significant difference in relation to months and hours of the day. The death rate was close to 2/100 000 inhabitants and male/female rate was 6:1. In relation to the kind of injury, the findings demonstrated the more frequent diagnosis were skull fracture, thoracic and abdominal injuries and leg´s fracture. The majority of death occurred in hospitals (57,23 per cent ) and at accident scene or until twenty four hours after the accident completed 62,35 per cent of deaths. The motorcyclist and passenger deaths were more precocious than pedestrian\'s death. This study will contribute to know motorcycle accidents epidemiology and give support to preventive programmes of this kind of accidents in health field.