A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2009
Autor(a) principal: MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVA lattes
Orientador(a): JORGE FERREIRA DA SILVA lattes
Banca de defesa: JORGE FERREIRA DA SILVA, ANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHA, LUIZ FELIPE JACQUES DA MOTTA, AGRICOLA DE SOUZA BETHLEM
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação: PPG EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@1
https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@2
Resumo: Há dois pontos de vista dominantes no campo da Administração Estratégica para explicar o desempenho das empresas: a visão da Organização Industrial, que destaca o papel do ambiente industrial e a Visão Baseada em Recursos, que salienta a importância das características individuais das empresas, ambos extensamente estudados. Entretanto, a associação entre o desempenho das empresas e a competitividade das nações, em termos de seus ambientes institucionais, culturais, políticos e econômicos é um campo do conhecimento que continua a ser pouco explorado. Este estudo buscou comprovar que o desempenho das empresas varia não apenas em função das indústrias a que elas pertencem ou de suas características individuais, mas também em função do ambiente mais geral dos países em que elas operam. A partir dos relatórios anuais de competitividade do World Economic Forum e dos indicadores de desempenho obtidos a partir da base de dados do MSCI Inc., foram testadas as hipóteses formuladas associando o ambiente mais geral dos países ao desempenho de suas empresas, sendo encontradas evidências da existência do relacionamento entre os indicadores de competitividade dos países e o desempenho sustentável de suas empresas. O estudo tratou de maneira pioneira o relacionamento entre o conceito da vantagem competitiva das nações, através de seus indicadores de competitividade e a vantagem competitiva das empresas, por meio de seu desempenho; testou empiricamente o modelo do Diamante Competitivo do Professor Michael Porter; destacou três variáveis, habitualmente negligenciadas na linha de pesquisas das fontes de desempenho de empresas: a Sofisticação dos Compradores, o PIB e as Compras Governamentais; e criou um novo indicador de desempenho que também traduz a sua sustentabilidade, o qual se relaciona à linha da pesquisa da persistência dos retornos anormais.
id PUC_RIO-1_0185825da8dc1ac6746b295098588b16
oai_identifier_str oai:MAXWELL.puc-rio.br:13434
network_acronym_str PUC_RIO-1
network_name_str Repositório Institucional da PUC-RIO (Projeto Maxwell)
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisA VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?THE COMPETITIVE ADVANTAGE OF NATIONS AND THE COMPETITIVE ADVANTAGE OF COMPANIES: DOES LOCATION MATTER?2009-01-12JORGE FERREIRA DA SILVA20269315772lattes.cnpq.br/5422276244335274JORGE FERREIRA DA SILVAANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHALUIZ FELIPE JACQUES DA MOTTAANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHAAGRICOLA DE SOUZA BETHLEM66416531704lattes.cnpq.br/5386405005191869MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVAPONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIROPPG EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESASPUC-RioBRHá dois pontos de vista dominantes no campo da Administração Estratégica para explicar o desempenho das empresas: a visão da Organização Industrial, que destaca o papel do ambiente industrial e a Visão Baseada em Recursos, que salienta a importância das características individuais das empresas, ambos extensamente estudados. Entretanto, a associação entre o desempenho das empresas e a competitividade das nações, em termos de seus ambientes institucionais, culturais, políticos e econômicos é um campo do conhecimento que continua a ser pouco explorado. Este estudo buscou comprovar que o desempenho das empresas varia não apenas em função das indústrias a que elas pertencem ou de suas características individuais, mas também em função do ambiente mais geral dos países em que elas operam. A partir dos relatórios anuais de competitividade do World Economic Forum e dos indicadores de desempenho obtidos a partir da base de dados do MSCI Inc., foram testadas as hipóteses formuladas associando o ambiente mais geral dos países ao desempenho de suas empresas, sendo encontradas evidências da existência do relacionamento entre os indicadores de competitividade dos países e o desempenho sustentável de suas empresas. O estudo tratou de maneira pioneira o relacionamento entre o conceito da vantagem competitiva das nações, através de seus indicadores de competitividade e a vantagem competitiva das empresas, por meio de seu desempenho; testou empiricamente o modelo do Diamante Competitivo do Professor Michael Porter; destacou três variáveis, habitualmente negligenciadas na linha de pesquisas das fontes de desempenho de empresas: a Sofisticação dos Compradores, o PIB e as Compras Governamentais; e criou um novo indicador de desempenho que também traduz a sua sustentabilidade, o qual se relaciona à linha da pesquisa da persistência dos retornos anormais.There are two dominant points of view in the field of Strategic Management to explain the firm performance: the Industrial Organization view, which highlights the role of the industrial environment, and the Resource Based View, which emphasizes the importance of the idiosyncratic characteristics of firms, both extensively studied. However, the association between the firm performance and the competitiveness of nations in terms of their institutional, cultural, political and economical environment is a field of knowledge still insufficiently explored. This study shows that firm performance depends not only on the industries to which they belong or to their individual characteristics, but also to the wider environment of the countries where they operate. From the Annual Competitiveness Reports of the World Economic Forum and the financial performance indicators obtained from the database of MSCI Inc., the hypothesis made relating the wider environment of the countries to the performance of their firms were tested. Evidences of the relationship between the nation´s competitiveness indicators and the sustainable performance of their firms were found. The study pioneered the approach relating the concept of competitive advantage of nations, through its indicators of competitiveness, to the competitive advantage of companies, through their performance; empirically tested the model of Michael Porter´s Competitive Diamond; highlighted three variables, usually neglected in the line of research of the sources of firm performance: Buyers Sophistication, GDP and Government Purchases; and created a new indicator of performance that also reflects its sustainability, which relates to the line of research on the persistence of abnormal returns. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIROhttps://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@1https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@2porreponame:Repositório Institucional da PUC-RIO (Projeto Maxwell)instname:Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)instacron:PUC_RIOinfo:eu-repo/semantics/openAccess2023-06-26T09:10:56ZRepositório InstitucionalPRI
dc.title.pt.fl_str_mv A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
dc.title.alternative.en.fl_str_mv THE COMPETITIVE ADVANTAGE OF NATIONS AND THE COMPETITIVE ADVANTAGE OF COMPANIES: DOES LOCATION MATTER?
title A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
spellingShingle A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVA
title_short A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
title_full A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
title_fullStr A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
title_full_unstemmed A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
title_sort A VANTAGEM COMPETITIVA DAS NAÇÕES E A VANTAGEM COMPETITIVA DAS EMPRESAS: A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?
author MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVA
author_facet MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVA
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv JORGE FERREIRA DA SILVA
dc.contributor.advisor1ID.fl_str_mv 20269315772
dc.contributor.advisor1Lattes.fl_str_mv lattes.cnpq.br/5422276244335274
dc.contributor.referee1.fl_str_mv JORGE FERREIRA DA SILVA
dc.contributor.referee2.fl_str_mv ANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHA
dc.contributor.referee3.fl_str_mv LUIZ FELIPE JACQUES DA MOTTA
dc.contributor.referee4.fl_str_mv ANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHA
dc.contributor.referee5.fl_str_mv AGRICOLA DE SOUZA BETHLEM
dc.contributor.authorID.fl_str_mv 66416531704
dc.contributor.authorLattes.fl_str_mv lattes.cnpq.br/5386405005191869
dc.contributor.author.fl_str_mv MARTIM FRANCISCO DE OLIVEIRA E SILVA
contributor_str_mv JORGE FERREIRA DA SILVA
JORGE FERREIRA DA SILVA
ANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHA
LUIZ FELIPE JACQUES DA MOTTA
ANGELA MARIA CAVALCANTI DA ROCHA
AGRICOLA DE SOUZA BETHLEM
description Há dois pontos de vista dominantes no campo da Administração Estratégica para explicar o desempenho das empresas: a visão da Organização Industrial, que destaca o papel do ambiente industrial e a Visão Baseada em Recursos, que salienta a importância das características individuais das empresas, ambos extensamente estudados. Entretanto, a associação entre o desempenho das empresas e a competitividade das nações, em termos de seus ambientes institucionais, culturais, políticos e econômicos é um campo do conhecimento que continua a ser pouco explorado. Este estudo buscou comprovar que o desempenho das empresas varia não apenas em função das indústrias a que elas pertencem ou de suas características individuais, mas também em função do ambiente mais geral dos países em que elas operam. A partir dos relatórios anuais de competitividade do World Economic Forum e dos indicadores de desempenho obtidos a partir da base de dados do MSCI Inc., foram testadas as hipóteses formuladas associando o ambiente mais geral dos países ao desempenho de suas empresas, sendo encontradas evidências da existência do relacionamento entre os indicadores de competitividade dos países e o desempenho sustentável de suas empresas. O estudo tratou de maneira pioneira o relacionamento entre o conceito da vantagem competitiva das nações, através de seus indicadores de competitividade e a vantagem competitiva das empresas, por meio de seu desempenho; testou empiricamente o modelo do Diamante Competitivo do Professor Michael Porter; destacou três variáveis, habitualmente negligenciadas na linha de pesquisas das fontes de desempenho de empresas: a Sofisticação dos Compradores, o PIB e as Compras Governamentais; e criou um novo indicador de desempenho que também traduz a sua sustentabilidade, o qual se relaciona à linha da pesquisa da persistência dos retornos anormais.
publishDate 2009
dc.date.issued.fl_str_mv 2009-01-12
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@1
https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@2
url https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@1
https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13434@2
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
dc.publisher.program.fl_str_mv PPG EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
dc.publisher.initials.fl_str_mv PUC-Rio
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da PUC-RIO (Projeto Maxwell)
instname:Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)
instacron:PUC_RIO
instname_str Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)
instacron_str PUC_RIO
institution PUC_RIO
reponame_str Repositório Institucional da PUC-RIO (Projeto Maxwell)
collection Repositório Institucional da PUC-RIO (Projeto Maxwell)
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1776626306254897152