Escrevivências na Diáspora:escritoras negras, produção editorial e suas escolhas afetivas, uma leitura de Carolina Maria de Jesus, Conceição Evaristo, Maya Angelou e Zora Neale Hurston

A pesquisa apresenta um inventário das obras literárias produzidas por romancistas negras afro-americanas e afro-brasileiras, publicadas no mercado editorial brasileiro. Investiga como autoras afro-americanas Maya Angelou e Zora Neale Hurston e as afro-brasileiras Carolina Maria de Jesus e Conceição...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Fernanda Felisberto da Silva lattes
Orientador/a: Maria Aparecida Ferreira de Andrade Salgueiro lattes
Banca: Maria Conceição Monteiro lattes, Fernanda Lemos de Lima lattes, Eduardo de Assis Duarte lattes, Luciane Nunes da Silva lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Online Access:http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=5717
Resumo Português:A pesquisa apresenta um inventário das obras literárias produzidas por romancistas negras afro-americanas e afro-brasileiras, publicadas no mercado editorial brasileiro. Investiga como autoras afro-americanas Maya Angelou e Zora Neale Hurston e as afro-brasileiras Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo, representam em suas obras as suas escolhas afetivas. Examina as experiências individuais das autoras, analisa como o tema da afetividade é tratado em suas produções usando como eixo central o trabalho comparativo entre as autoras escolhidas e investiga sobre a relação de gênero, raça x autoria na construção de intelectuais negras, tendo como fio condutor a perspectiva comparatista na narrativa literária
Resumo inglês:The research summarizes the works of some African-American female writers published in Brazil, in Brazils editorial market, and compares them to some Afro-Brazilian female writers. It analyzes how authors Maya Angelou and Zora Neale Hurston, on the one hand, and Carolina Maria de Jesus and Conceição Evaristo, on the other, introduce their affective choices in their writings. It looks at each authors experiences and how affection as a subject is dealt with in their literary work. The author does so by using comparative literature theory and by exploring how gender and race influence authorship in the making of black female intellectuals