Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2008
Autor(a) principal: Silva, Jocemar José da lattes
Orientador(a): Daniel, Omar lattes
Banca de defesa: Moraes, Ademir Antunes lattes, Padovan, Milton Parron lattes
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal da Grande Dourados
Programa de Pós-Graduação: Programa de pós-graduação em Agronomia
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
País: Brasil
Palavras-chave em Português:
Palavras-chave em Inglês:
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: http://200.129.209.58:8080/handle/prefix/300
Resumo: O presente trabalho foi realizado no município de Dourados/MS, mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de conhecer o perfil sócio-demográfico e os hábitos de compra dos consumidores de frutas e verduras, bem como obter referências sociais e agroecológicas para elaborar modelos de planejamento de sistemas de produção baseado em Sistemas Agroflorestais como alternativa para a agricultura familiar predominante na região. O estudo foi realizado com base em entrevistas envolvendo produtores, consumidores, pequenos e grandes comerciantes e feirantes que integram a cadeia produtiva olerícola e frutícola da região de Dourados – MS, tanto da cidade quanto de alguns assentamentos rurais, produtores independentes e reflorestadoras. A análise dos resultados levou às seguintes conclusões: dos 105 consumidores entrevistados 83,8 são do sexo feminino e 16,1 masculino; sobre a ocupação dos chefes de famílias, 16,1% são comerciários, 14,7% eram funcionários públicos, 14,7% profissionais liberais, 11,7% aposentados/pensionistas, 10,3% empresários e 32,3 chefes de famílias que tem mais de uma ocupação. Os entrevistados com idade até 35 anos totalizaram 60%; de 36 a 55 anos, 32,3% e aqueles com mais de 55 anos, 7,7%. Sobre a renda familiar, 55,2% tem renda menor que quatro salários mínimos, enquanto que entre 4 e 10 salários mínimos foi de 34,2% e de 10,5% para mais de 10 salários mínimos. Há, entre os consumidores entrevistados, preferência por compra de produtos a granel, que não estejam amassados, com boa aparência, frescos e aspecto de natural, porém 77,9 % destes consumidores não sabem a origem dos produtos; 17,7 dos consumidores mostraram interesse em obter mais informações sobre os produtos que consomem, os benefícios que trazem à saúde e as melhores formas de utilizá-los, e 16,9%, se foram produzidos com ou sem agrotóxicos. Os resultados da pesquisa mostram que os principais entraves para a comercialização dos produtos da região são a insuficiência da produção e falta de padronização. A alface, tomate, banana, maçã e laranja são as hortaliças e frutas mais apreciadas pelos consumidores. Com relação à satisfação da quantidade, qualidade e variedade dos produtos, os entrevistados foram unânimes em responder que estão satisfeitos. Em relação a produtos orgânicos, 55,2% dos consumidores informaram que já os adquiriu e o principal motivo para a não aquisição é o preço elevado, sendo que a maioria dos estabelecimentos não vende produtos orgânicos devido à falta de fornecedores. Os resultados obtidos permitiram concluir que as espécies frutíferas, florestais e medicinais abaixo, são as melhores alternativas para serem incluídas na mistura de SAFs, que irá satisfazer as necessidades dos pequenos produtores da região, devido à sua procura e aceitação pelos estabelecimentos comerciais e consumidores: a) frutíferas: banana, laranja, melancia, mamão e abacaxi; b) espécies florestais: ipê, peroba, cedro, palmeiras juçara e pupunha, erva-mate, Eucaliptus grandis, Eucaliptus citriodora; c) medicinais: boldo, capim-santo, carqueja, camomila, espinheira-santa. Com base nos resultados da pesquisa formulou-se as seguintes propostas de Sistemas Agroflorestais para a região: 1- sistema agrissilvicultural, tendo o palmito como produto principal extraído da palmeira juçara (Euterpe edulis Mart), consorciada com cultivos agrícolas (feijão e milho) e espécies madeireiras (ingá, ipê e eucalipto); 2 - sistema agrissilvicultural, composto pela pupunha (Bactris gasipaes), consorciada com algumas culturas agrícolas (batata-doce, capim-santo, mandioca, melancia e abacaxi) e arbóreas (ingá e peroba); 3 - sistema agrissilvicultural, com produção de banana, abacaxi e mandioca, consorciadas com espécies madeireiras (ingá, eucalipto, aroeira e guariroba); 4 - sistema agrissilvicultural, visa a produção de frutíferas de ciclo curto (abacaxi e melancia), frutíferas e palmeira (banana, goiaba e pupunha), culturas anuais (feijão de porco e mandioca) e espécies florestais (cedro, canafistula, ipê e macaúba); 5 - sistema agrissilvicultural com produção de frutíferas (laranja, ponkan, manga e mamão) consorciadas com culturas de ciclo anual (milho, abóbora e maxixe), espécies arbóreas (cedro, peroba, canafistula, ingá e gliricídia); 6 - sistema agrissilvicultural visando a produção da banana, mandioca e mamão, consorciadas com espécies florestais (ingá, ipê, cedro e peroba) e feijão guandu para cobertura do solo; 7 - sistema agrissilvicultural para produção de madeira, podendo ser usado o Eucalyptus citriodora ou E. grandis em consorciação com culturas agrícolas (milho e feijão); 8 - sistema agrissilvicultural tendo como objetivo a produção de frutíferas (banana, mamão), espécies madeireiras (cedro, ipê, aroeira, ingá, aroeira-vermelha) e palmeiras (macaúba, guariroba e juçara); 9 - sistema agrissilvicultural, composto por cultura agrícola (milho), frutíferas ( abacaxi, banana e goiaba) e madeireiras (cedro e aroeira); 10 - sistema agrissilvicultural, tendo como cultura principal a erva-mate, incluindo-se mandioca, abacaxi, batata-doce, abóbora, melancia, maxixe e guaco; 11 - sistema agrissilvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, baseado no consórcio de milho e mandioca com arbóreas (eucalipto, aroeira e ingá); 12 - sistema silvipastoril com eucalipto (E. grandis ou E. citriodora) associado à gramínea Brachiaria brizantha e à leguminosa Calopogonium muconoides, tendo como objetivo a criação de gado para pecuária leiteira; 13 - sistema silvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por árvores dispersas ou isoladas em meio à pastagem (mangueira, leucena, ingá e macaúba); 14 - sistema silvipastoril, objetivando a criação de gado para pecuária leiteira, composto pela arborização do sistema em forma de bosque com cedro, ipê, ingá, jatobá do cerrado e peroba. Para formação da pastagem será usada a B. brizantha; 15 - sistema silvipastoril, visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por espécies arbóreas e arbusto forrageiro tais como: canafístula, gliricídia, leucena, mutambo, que irão favorecer na criação do rebanho, pois durante a falta de pastagem na estação seca, eles irão exercer um papel importante no fornecimento de alimento para o gado.
id UFGD-2_e4ac73837b919812b3c2e4a9a3f655c9
oai_identifier_str oai:https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui:prefix/300
network_acronym_str UFGD-2
network_name_str Repositório Institucional da UFGD
repository_id_str
spelling Daniel, Omarhttp://lattes.cnpq.br/5224805795195060Moraes, Ademir Antuneshttp://lattes.cnpq.br/8881726186456808Padovan, Milton Parronhttp://lattes.cnpq.br/4843998426062045http://lattes.cnpq.br/5821516636831166Silva, Jocemar José da2018-11-13T14:14:30Z2018-11-13T14:14:30Z2008-04-18SILVA, Jocemar José da. Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul. 2008. 153 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)–Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2008.http://200.129.209.58:8080/handle/prefix/300O presente trabalho foi realizado no município de Dourados/MS, mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de conhecer o perfil sócio-demográfico e os hábitos de compra dos consumidores de frutas e verduras, bem como obter referências sociais e agroecológicas para elaborar modelos de planejamento de sistemas de produção baseado em Sistemas Agroflorestais como alternativa para a agricultura familiar predominante na região. O estudo foi realizado com base em entrevistas envolvendo produtores, consumidores, pequenos e grandes comerciantes e feirantes que integram a cadeia produtiva olerícola e frutícola da região de Dourados – MS, tanto da cidade quanto de alguns assentamentos rurais, produtores independentes e reflorestadoras. A análise dos resultados levou às seguintes conclusões: dos 105 consumidores entrevistados 83,8 são do sexo feminino e 16,1 masculino; sobre a ocupação dos chefes de famílias, 16,1% são comerciários, 14,7% eram funcionários públicos, 14,7% profissionais liberais, 11,7% aposentados/pensionistas, 10,3% empresários e 32,3 chefes de famílias que tem mais de uma ocupação. Os entrevistados com idade até 35 anos totalizaram 60%; de 36 a 55 anos, 32,3% e aqueles com mais de 55 anos, 7,7%. Sobre a renda familiar, 55,2% tem renda menor que quatro salários mínimos, enquanto que entre 4 e 10 salários mínimos foi de 34,2% e de 10,5% para mais de 10 salários mínimos. Há, entre os consumidores entrevistados, preferência por compra de produtos a granel, que não estejam amassados, com boa aparência, frescos e aspecto de natural, porém 77,9 % destes consumidores não sabem a origem dos produtos; 17,7 dos consumidores mostraram interesse em obter mais informações sobre os produtos que consomem, os benefícios que trazem à saúde e as melhores formas de utilizá-los, e 16,9%, se foram produzidos com ou sem agrotóxicos. Os resultados da pesquisa mostram que os principais entraves para a comercialização dos produtos da região são a insuficiência da produção e falta de padronização. A alface, tomate, banana, maçã e laranja são as hortaliças e frutas mais apreciadas pelos consumidores. Com relação à satisfação da quantidade, qualidade e variedade dos produtos, os entrevistados foram unânimes em responder que estão satisfeitos. Em relação a produtos orgânicos, 55,2% dos consumidores informaram que já os adquiriu e o principal motivo para a não aquisição é o preço elevado, sendo que a maioria dos estabelecimentos não vende produtos orgânicos devido à falta de fornecedores. Os resultados obtidos permitiram concluir que as espécies frutíferas, florestais e medicinais abaixo, são as melhores alternativas para serem incluídas na mistura de SAFs, que irá satisfazer as necessidades dos pequenos produtores da região, devido à sua procura e aceitação pelos estabelecimentos comerciais e consumidores: a) frutíferas: banana, laranja, melancia, mamão e abacaxi; b) espécies florestais: ipê, peroba, cedro, palmeiras juçara e pupunha, erva-mate, Eucaliptus grandis, Eucaliptus citriodora; c) medicinais: boldo, capim-santo, carqueja, camomila, espinheira-santa. Com base nos resultados da pesquisa formulou-se as seguintes propostas de Sistemas Agroflorestais para a região: 1- sistema agrissilvicultural, tendo o palmito como produto principal extraído da palmeira juçara (Euterpe edulis Mart), consorciada com cultivos agrícolas (feijão e milho) e espécies madeireiras (ingá, ipê e eucalipto); 2 - sistema agrissilvicultural, composto pela pupunha (Bactris gasipaes), consorciada com algumas culturas agrícolas (batata-doce, capim-santo, mandioca, melancia e abacaxi) e arbóreas (ingá e peroba); 3 - sistema agrissilvicultural, com produção de banana, abacaxi e mandioca, consorciadas com espécies madeireiras (ingá, eucalipto, aroeira e guariroba); 4 - sistema agrissilvicultural, visa a produção de frutíferas de ciclo curto (abacaxi e melancia), frutíferas e palmeira (banana, goiaba e pupunha), culturas anuais (feijão de porco e mandioca) e espécies florestais (cedro, canafistula, ipê e macaúba); 5 - sistema agrissilvicultural com produção de frutíferas (laranja, ponkan, manga e mamão) consorciadas com culturas de ciclo anual (milho, abóbora e maxixe), espécies arbóreas (cedro, peroba, canafistula, ingá e gliricídia); 6 - sistema agrissilvicultural visando a produção da banana, mandioca e mamão, consorciadas com espécies florestais (ingá, ipê, cedro e peroba) e feijão guandu para cobertura do solo; 7 - sistema agrissilvicultural para produção de madeira, podendo ser usado o Eucalyptus citriodora ou E. grandis em consorciação com culturas agrícolas (milho e feijão); 8 - sistema agrissilvicultural tendo como objetivo a produção de frutíferas (banana, mamão), espécies madeireiras (cedro, ipê, aroeira, ingá, aroeira-vermelha) e palmeiras (macaúba, guariroba e juçara); 9 - sistema agrissilvicultural, composto por cultura agrícola (milho), frutíferas ( abacaxi, banana e goiaba) e madeireiras (cedro e aroeira); 10 - sistema agrissilvicultural, tendo como cultura principal a erva-mate, incluindo-se mandioca, abacaxi, batata-doce, abóbora, melancia, maxixe e guaco; 11 - sistema agrissilvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, baseado no consórcio de milho e mandioca com arbóreas (eucalipto, aroeira e ingá); 12 - sistema silvipastoril com eucalipto (E. grandis ou E. citriodora) associado à gramínea Brachiaria brizantha e à leguminosa Calopogonium muconoides, tendo como objetivo a criação de gado para pecuária leiteira; 13 - sistema silvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por árvores dispersas ou isoladas em meio à pastagem (mangueira, leucena, ingá e macaúba); 14 - sistema silvipastoril, objetivando a criação de gado para pecuária leiteira, composto pela arborização do sistema em forma de bosque com cedro, ipê, ingá, jatobá do cerrado e peroba. Para formação da pastagem será usada a B. brizantha; 15 - sistema silvipastoril, visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por espécies arbóreas e arbusto forrageiro tais como: canafístula, gliricídia, leucena, mutambo, que irão favorecer na criação do rebanho, pois durante a falta de pastagem na estação seca, eles irão exercer um papel importante no fornecimento de alimento para o gado.The present work was perceived in municipal district of Dourados/MS, mesoregion southwest of Mato Grosso do Sul, with he purpose of meeting the socio-demographic profile and the habits of consumers shopping of fruits and vegetables, and obtain social indications and agroeclogical develop models for planning of production systems based on agroforestry sistems as an alterntive to the predominant family farming in the region. The study was based on interviews involving producers, consumers, large and samall traders and fairground participating in the production chain and fruit crop in the region of Dourados/MS, both of the city as of some rural settlements, indepedent producers and reflorestadoras. The results led to the following conclusions: 83,8% of 105 consumers interviewed are female and 16,1% male; on the occupation of heads of families, 16,1% are lousinessman, 14,7% were civil servants, 14,7% professionals, 11,7% retirees pensioners, 10,3% undertakers and 32,3% heads of families who have more than one occupation. The repondents aged up to 35 years totalized 60%, from 36 to 55 years, 32,3% and those over 55 years, 7,7%. About the family income, 55,2% have less income than four minimum wages while between 4 and 10 minimum wages, was 34,2% and of 10,5% for more than 10 minimum wages. There is, between interviewed consumers, preference for buy barn products, that don´t be mixed, with good appearance, coolness and natural look, but 77,9% of these consumers don´t know the origin of products 17,7% of consumers showed interest in obtaining more information about the products that they consume, the benefits that the bing to health and how best to use them, and 16,9% if were produced with or without pesticides. The research results show that the principal obstacles to the marketing of products of the region are the insufficient of production and lack of standardization. The lettwe, tomato, banana, apple and orange are the vegetables and fruits mosta appreciate for consumers. With statement satisfaction of quantity, quality and diversity of products, the interviewed were unamnimous in reply that they were satisfied. On statement organic products, 55,2% of consumers reported that abeady obtained it and the main reason for not purchasing the price is high, and that the most establishments don’t sell organic products due to lack of suppliers. The results showed that the various types of friutful, forest and medicinal below, are the best alternatives to be included in the mixture of SAFs, which will meet the needs of small producers in the region, because of its demand and acceptance by consumers and commercial establishments: a) Fruitful: banana, orange, watermelon, papaya and pineapple; b) Forest species: ipê, peroba, cedar, palm trees juçara and pupunha, yerba mate, Eucalyptus grandis e Eucalyptus citriodora; c) Medicinal: boldo, grass-saint, carqueja, chamomile, espinheira-saint. Based on effects of research formulate the following proposals for Agroforestry system for the region: 1) Agrissilvicultural System: having the palm as the main product extracted from palm juçara (Euterpe edulis Mart) associate with agricultural cultures (maize and beans) and timber species (ingá, ipê, and Eucalyptus); 2) Agrissilvicultural system, composed by pupunha (Bactris gasipaes), associate with some agricultural cultures (sweet potato, grass-saint, cassava, watermelon and pineapple) and tree (ingá and peroba); 3) Agrissilvicultural system, with production of bananas, pineapple and cassava, associate with timber species (ingá, eucalyptus, aroeira and guariroba); 4) Agrissilvicultural system, aim to produce of bief cycle of fruitful (pineapple and watermelon), fruitful and palm tree (bananas, guava and pupunha), annual cultures (pig beans and cassava) and forest species (cedar, canafistula, ipê and macaúba); 5) Agrissilvicultural system, with production of fruitful (orange, ponkan, mango and papaya) associated with annual cycle culture (maize, pumpkin and maxixe), tree species (cedar, peroba, canafistula, ingá and gliricídia); 6) Agrissilvicultural system aiming the production of banana, cassava and papaya, associate with forest species (ingá, ipê, cedar and peroba) and bean guandu for covering of soil; 7) Agrissilvicultural system for production of wood, and may be used the Eucalyptus citriodora or E. Grandis in intercropping with agricultural cultures (maize and bean); 8) Agrissilvicultural system having aim of the production of fruitful (banana, papaya), timber species (cedar, ipê, aroeira, ingá, aroeira-red) and palms (macaúba, guariroba and juçara); 9) Agrissilvicultural system, composed of agricultural culture (maize), fruitfues (pineapple, banana and guava) and wood (cedar and aroeira); 10) Agrissilvicultural system, having the main culture the yerba mate, including cassava, pineapple, sweet potato, pumpkin, watermelon, maxixe and guaco; 11) Agrissilvipastoril system aiming the creation of levestock for dairy cattle, based consortuim of maize and cassava with trees (eucalyptus, aroeira and ingá); 12) Silvipastoril system with Eucalyptus (E. Grandis or E. Citriodora) associated with grass Brachiaria brizantha and legume Calopogonium muconoides, having the aim of setting up livestock for daity cattle; 13) Silvipastoril system aiming at the creation of dairy cattle for livestock, composed of scattered or isolated trees in the midst of pasture (hose, leucena, ingá and macaúba); 14) Silvipastoril system, aiming at the creation of daity cattle for livestock, composed of the stock system in the form of wood with cedar, ipê, ingá, jatobá of savannah and peroba. For taining of pasture will be used to B. Brizantha; 15), aiming at the creation of dairy cattle for livestock, composed of tree an shrub species forage such as: canafístula, gliricídia, leucena, mutambo, which will facilitate the creation of the herd, because over the lack of pasture in the station dry, they will exert an important role in the provision of food for cattle.Submitted by Repositorio Institucional (repositorio@ufgd.edu.br) on 2018-11-13T14:14:29Z No. of bitstreams: 1 JocemarJosedaSilva.pdf: 1774327 bytes, checksum: e451b62ead003d8d05f1e1fd620b818e (MD5)Made available in DSpace on 2018-11-13T14:14:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 JocemarJosedaSilva.pdf: 1774327 bytes, checksum: e451b62ead003d8d05f1e1fd620b818e (MD5) Previous issue date: 2008-04-18porUniversidade Federal da Grande DouradosPrograma de pós-graduação em AgronomiaUFGDBrasilFaculdade de Ciências AgráriasCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIAAgricultura - aspectos econômicosAgricultura familiarSistema AgroflorestalAgriculture - Economic aspectsFamily farmingAgroforestry systemsAvaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do SulMercadológica evaluation in agricultural production, visando a proposal for saf for mesorregião southest Mato Grosso in Southinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFGDinstname:Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)instacron:UFGDTEXTJocemarJosedaSilva.pdf.txtJocemarJosedaSilva.pdf.txtExtracted texttext/plain336225https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/3/JocemarJosedaSilva.pdf.txt17fc206fa2cec6d04f71feabe97b3966MD53ORIGINALJocemarJosedaSilva.pdfJocemarJosedaSilva.pdfapplication/pdf1774327https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/1/JocemarJosedaSilva.pdfe451b62ead003d8d05f1e1fd620b818eMD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81866https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/2/license.txt43cd690d6a359e86c1fe3d5b7cba0c9bMD52prefix/3002023-09-14 01:11:14.967oai:https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui:prefix/300TElDRU7Dh0EgREUgRElTVFJJQlVJw4fDg08gTsODTy1FWENMVVNJVkEKCkNvbSBhIGFwcmVzZW50YcOnw6NvIGRlc3RhIGxpY2Vuw6dhLCB2b2PDqiAobyBhdXRvciAoZXMpIG91IG8gdGl0dWxhciBkb3MgZGlyZWl0b3MgZGUgYXV0b3IpIGNvbmNlZGUgYW8gUmVwb3NpdMOzcmlvIApJbnN0aXR1Y2lvbmFsIG8gZGlyZWl0byBuw6NvLWV4Y2x1c2l2byBkZSByZXByb2R1emlyLCAgdHJhZHV6aXIgKGNvbmZvcm1lIGRlZmluaWRvIGFiYWl4byksIGUvb3UgZGlzdHJpYnVpciBhIApzdWEgcHVibGljYcOnw6NvIChpbmNsdWluZG8gbyByZXN1bW8pIHBvciB0b2RvIG8gbXVuZG8gbm8gZm9ybWF0byBpbXByZXNzbyBlIGVsZXRyw7RuaWNvIGUgZW0gcXVhbHF1ZXIgbWVpbywgaW5jbHVpbmRvIG9zIApmb3JtYXRvcyDDoXVkaW8gb3UgdsOtZGVvLgoKVm9jw6ogY29uY29yZGEgcXVlIG8gRGVwb3NpdGEgcG9kZSwgc2VtIGFsdGVyYXIgbyBjb250ZcO6ZG8sIHRyYW5zcG9yIGEgc3VhIHB1YmxpY2HDp8OjbyBwYXJhIHF1YWxxdWVyIG1laW8gb3UgZm9ybWF0byAKcGFyYSBmaW5zIGRlIHByZXNlcnZhw6fDo28uCgpWb2PDqiB0YW1iw6ltIGNvbmNvcmRhIHF1ZSBvIERlcG9zaXRhIHBvZGUgbWFudGVyIG1haXMgZGUgdW1hIGPDs3BpYSBkZSBzdWEgcHVibGljYcOnw6NvIHBhcmEgZmlucyBkZSBzZWd1cmFuw6dhLCBiYWNrLXVwIAplIHByZXNlcnZhw6fDo28uCgpWb2PDqiBkZWNsYXJhIHF1ZSBhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gw6kgb3JpZ2luYWwgZSBxdWUgdm9jw6ogdGVtIG8gcG9kZXIgZGUgY29uY2VkZXIgb3MgZGlyZWl0b3MgY29udGlkb3MgbmVzdGEgbGljZW7Dp2EuIApWb2PDqiB0YW1iw6ltIGRlY2xhcmEgcXVlIG8gZGVww7NzaXRvIGRhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gbsOjbywgcXVlIHNlamEgZGUgc2V1IGNvbmhlY2ltZW50bywgaW5mcmluZ2UgZGlyZWl0b3MgYXV0b3JhaXMgCmRlIG5pbmd1w6ltLgoKQ2FzbyBhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gY29udGVuaGEgbWF0ZXJpYWwgcXVlIHZvY8OqIG7Do28gcG9zc3VpIGEgdGl0dWxhcmlkYWRlIGRvcyBkaXJlaXRvcyBhdXRvcmFpcywgdm9jw6ogZGVjbGFyYSBxdWUgCm9idGV2ZSBhIHBlcm1pc3PDo28gaXJyZXN0cml0YSBkbyBkZXRlbnRvciBkb3MgZGlyZWl0b3MgYXV0b3JhaXMgcGFyYSBjb25jZWRlciBhbyBEZXBvc2l0YSBvcyBkaXJlaXRvcyBhcHJlc2VudGFkb3MgCm5lc3RhIGxpY2Vuw6dhLCBlIHF1ZSBlc3NlIG1hdGVyaWFsIGRlIHByb3ByaWVkYWRlIGRlIHRlcmNlaXJvcyBlc3TDoSBjbGFyYW1lbnRlIGlkZW50aWZpY2FkbyBlIHJlY29uaGVjaWRvIG5vIHRleHRvIApvdSBubyBjb250ZcO6ZG8gZGEgcHVibGljYcOnw6NvIG9yYSBkZXBvc2l0YWRhLgoKQ0FTTyBBIFBVQkxJQ0HDh8ODTyBPUkEgREVQT1NJVEFEQSBURU5IQSBTSURPIFJFU1VMVEFETyBERSBVTSBQQVRST0PDjU5JTyBPVSBBUE9JTyBERSBVTUEgQUfDik5DSUEgREUgRk9NRU5UTyBPVSBPVVRSTyAKT1JHQU5JU01PLCBWT0PDiiBERUNMQVJBIFFVRSBSRVNQRUlUT1UgVE9ET1MgRSBRVUFJU1FVRVIgRElSRUlUT1MgREUgUkVWSVPDg08gQ09NTyBUQU1Cw4lNIEFTIERFTUFJUyBPQlJJR0HDh8OVRVMgCkVYSUdJREFTIFBPUiBDT05UUkFUTyBPVSBBQ09SRE8uCgpPIERlcG9zaXRhIHNlIGNvbXByb21ldGUgYSBpZGVudGlmaWNhciBjbGFyYW1lbnRlIG8gc2V1IG5vbWUgKHMpIG91IG8ocykgbm9tZShzKSBkbyhzKSBkZXRlbnRvcihlcykgZG9zIGRpcmVpdG9zIAphdXRvcmFpcyBkYSBwdWJsaWNhw6fDo28sIGUgbsOjbyBmYXLDoSBxdWFscXVlciBhbHRlcmHDp8OjbywgYWzDqW0gZGFxdWVsYXMgY29uY2VkaWRhcyBwb3IgZXN0YSBsaWNlbsOnYS4KRepositório InstitucionalPUBhttps://repositorio.ufgd.edu.br/jspui:8080/oai/requestopendoar:21162023-09-14T05:11:14Repositório Institucional da UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Mercadológica evaluation in agricultural production, visando a proposal for saf for mesorregião southest Mato Grosso in South
title Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
spellingShingle Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
Silva, Jocemar José da
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Agricultura - aspectos econômicos
Agricultura familiar
Sistema Agroflorestal
Agriculture - Economic aspects
Family farming
Agroforestry systems
title_short Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
title_full Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
title_fullStr Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
title_full_unstemmed Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
title_sort Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul
author Silva, Jocemar José da
author_facet Silva, Jocemar José da
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Daniel, Omar
dc.contributor.advisor1Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/5224805795195060
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Moraes, Ademir Antunes
dc.contributor.referee1Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/8881726186456808
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Padovan, Milton Parron
dc.contributor.referee2Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/4843998426062045
dc.contributor.authorLattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/5821516636831166
dc.contributor.author.fl_str_mv Silva, Jocemar José da
contributor_str_mv Daniel, Omar
Moraes, Ademir Antunes
Padovan, Milton Parron
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
topic CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Agricultura - aspectos econômicos
Agricultura familiar
Sistema Agroflorestal
Agriculture - Economic aspects
Family farming
Agroforestry systems
dc.subject.por.fl_str_mv Agricultura - aspectos econômicos
Agricultura familiar
Sistema Agroflorestal
dc.subject.eng.fl_str_mv Agriculture - Economic aspects
Family farming
Agroforestry systems
description O presente trabalho foi realizado no município de Dourados/MS, mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de conhecer o perfil sócio-demográfico e os hábitos de compra dos consumidores de frutas e verduras, bem como obter referências sociais e agroecológicas para elaborar modelos de planejamento de sistemas de produção baseado em Sistemas Agroflorestais como alternativa para a agricultura familiar predominante na região. O estudo foi realizado com base em entrevistas envolvendo produtores, consumidores, pequenos e grandes comerciantes e feirantes que integram a cadeia produtiva olerícola e frutícola da região de Dourados – MS, tanto da cidade quanto de alguns assentamentos rurais, produtores independentes e reflorestadoras. A análise dos resultados levou às seguintes conclusões: dos 105 consumidores entrevistados 83,8 são do sexo feminino e 16,1 masculino; sobre a ocupação dos chefes de famílias, 16,1% são comerciários, 14,7% eram funcionários públicos, 14,7% profissionais liberais, 11,7% aposentados/pensionistas, 10,3% empresários e 32,3 chefes de famílias que tem mais de uma ocupação. Os entrevistados com idade até 35 anos totalizaram 60%; de 36 a 55 anos, 32,3% e aqueles com mais de 55 anos, 7,7%. Sobre a renda familiar, 55,2% tem renda menor que quatro salários mínimos, enquanto que entre 4 e 10 salários mínimos foi de 34,2% e de 10,5% para mais de 10 salários mínimos. Há, entre os consumidores entrevistados, preferência por compra de produtos a granel, que não estejam amassados, com boa aparência, frescos e aspecto de natural, porém 77,9 % destes consumidores não sabem a origem dos produtos; 17,7 dos consumidores mostraram interesse em obter mais informações sobre os produtos que consomem, os benefícios que trazem à saúde e as melhores formas de utilizá-los, e 16,9%, se foram produzidos com ou sem agrotóxicos. Os resultados da pesquisa mostram que os principais entraves para a comercialização dos produtos da região são a insuficiência da produção e falta de padronização. A alface, tomate, banana, maçã e laranja são as hortaliças e frutas mais apreciadas pelos consumidores. Com relação à satisfação da quantidade, qualidade e variedade dos produtos, os entrevistados foram unânimes em responder que estão satisfeitos. Em relação a produtos orgânicos, 55,2% dos consumidores informaram que já os adquiriu e o principal motivo para a não aquisição é o preço elevado, sendo que a maioria dos estabelecimentos não vende produtos orgânicos devido à falta de fornecedores. Os resultados obtidos permitiram concluir que as espécies frutíferas, florestais e medicinais abaixo, são as melhores alternativas para serem incluídas na mistura de SAFs, que irá satisfazer as necessidades dos pequenos produtores da região, devido à sua procura e aceitação pelos estabelecimentos comerciais e consumidores: a) frutíferas: banana, laranja, melancia, mamão e abacaxi; b) espécies florestais: ipê, peroba, cedro, palmeiras juçara e pupunha, erva-mate, Eucaliptus grandis, Eucaliptus citriodora; c) medicinais: boldo, capim-santo, carqueja, camomila, espinheira-santa. Com base nos resultados da pesquisa formulou-se as seguintes propostas de Sistemas Agroflorestais para a região: 1- sistema agrissilvicultural, tendo o palmito como produto principal extraído da palmeira juçara (Euterpe edulis Mart), consorciada com cultivos agrícolas (feijão e milho) e espécies madeireiras (ingá, ipê e eucalipto); 2 - sistema agrissilvicultural, composto pela pupunha (Bactris gasipaes), consorciada com algumas culturas agrícolas (batata-doce, capim-santo, mandioca, melancia e abacaxi) e arbóreas (ingá e peroba); 3 - sistema agrissilvicultural, com produção de banana, abacaxi e mandioca, consorciadas com espécies madeireiras (ingá, eucalipto, aroeira e guariroba); 4 - sistema agrissilvicultural, visa a produção de frutíferas de ciclo curto (abacaxi e melancia), frutíferas e palmeira (banana, goiaba e pupunha), culturas anuais (feijão de porco e mandioca) e espécies florestais (cedro, canafistula, ipê e macaúba); 5 - sistema agrissilvicultural com produção de frutíferas (laranja, ponkan, manga e mamão) consorciadas com culturas de ciclo anual (milho, abóbora e maxixe), espécies arbóreas (cedro, peroba, canafistula, ingá e gliricídia); 6 - sistema agrissilvicultural visando a produção da banana, mandioca e mamão, consorciadas com espécies florestais (ingá, ipê, cedro e peroba) e feijão guandu para cobertura do solo; 7 - sistema agrissilvicultural para produção de madeira, podendo ser usado o Eucalyptus citriodora ou E. grandis em consorciação com culturas agrícolas (milho e feijão); 8 - sistema agrissilvicultural tendo como objetivo a produção de frutíferas (banana, mamão), espécies madeireiras (cedro, ipê, aroeira, ingá, aroeira-vermelha) e palmeiras (macaúba, guariroba e juçara); 9 - sistema agrissilvicultural, composto por cultura agrícola (milho), frutíferas ( abacaxi, banana e goiaba) e madeireiras (cedro e aroeira); 10 - sistema agrissilvicultural, tendo como cultura principal a erva-mate, incluindo-se mandioca, abacaxi, batata-doce, abóbora, melancia, maxixe e guaco; 11 - sistema agrissilvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, baseado no consórcio de milho e mandioca com arbóreas (eucalipto, aroeira e ingá); 12 - sistema silvipastoril com eucalipto (E. grandis ou E. citriodora) associado à gramínea Brachiaria brizantha e à leguminosa Calopogonium muconoides, tendo como objetivo a criação de gado para pecuária leiteira; 13 - sistema silvipastoril visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por árvores dispersas ou isoladas em meio à pastagem (mangueira, leucena, ingá e macaúba); 14 - sistema silvipastoril, objetivando a criação de gado para pecuária leiteira, composto pela arborização do sistema em forma de bosque com cedro, ipê, ingá, jatobá do cerrado e peroba. Para formação da pastagem será usada a B. brizantha; 15 - sistema silvipastoril, visando a criação de gado para pecuária leiteira, composto por espécies arbóreas e arbusto forrageiro tais como: canafístula, gliricídia, leucena, mutambo, que irão favorecer na criação do rebanho, pois durante a falta de pastagem na estação seca, eles irão exercer um papel importante no fornecimento de alimento para o gado.
publishDate 2008
dc.date.issued.fl_str_mv 2008-04-18
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2018-11-13T14:14:30Z
dc.date.available.fl_str_mv 2018-11-13T14:14:30Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv SILVA, Jocemar José da. Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul. 2008. 153 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)–Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2008.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://200.129.209.58:8080/handle/prefix/300
identifier_str_mv SILVA, Jocemar José da. Avaliação mercadológica e de produção agrícola, visando a proposição de sistemas agroflorestais para a mesorregião sudoeste de Mato Grosso do Sul. 2008. 153 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)–Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2008.
url http://200.129.209.58:8080/handle/prefix/300
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal da Grande Dourados
dc.publisher.program.fl_str_mv Programa de pós-graduação em Agronomia
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFGD
dc.publisher.country.fl_str_mv Brasil
dc.publisher.department.fl_str_mv Faculdade de Ciências Agrárias
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal da Grande Dourados
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFGD
instname:Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
instacron:UFGD
instname_str Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
instacron_str UFGD
institution UFGD
reponame_str Repositório Institucional da UFGD
collection Repositório Institucional da UFGD
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/3/JocemarJosedaSilva.pdf.txt
https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/1/JocemarJosedaSilva.pdf
https://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/300/2/license.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv 17fc206fa2cec6d04f71feabe97b3966
e451b62ead003d8d05f1e1fd620b818e
43cd690d6a359e86c1fe3d5b7cba0c9b
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1798042324800897024