O processo de criação do conhecimento organizacional em empresas incubadas

The purpose of this study was to analyze the ways of creating knowledge in the incubated companies' experiences during the incubation process. As specific objectives, the research aimed to describe and analyze the incubation process of companies; to demonstrate the most recurrent knowledge conv...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Pereira, Dágma Thábatta Sueyd de Freitas lattes
Orientador/a: Freitag, Maria Salete Batista lattes
Banca: Freitag, Maria Salete Batista, Rossi, Ricardo Messias, Grzybovski, Denise
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Administração (FACE)
Department: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - FACE (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8539
Citação:PEREIRA, D. T. S. F. O processo de criação do conhecimento organizacional em empresas incubadas. 2018. 170 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Resumo Português:Este estudo teve como objetivo geral a pretensão de analisar os modos de criação do conhecimento nas experiências das empresas incubadas, durante o processo de incubação. Como objetivos específicos, a pesquisa pretendeu descrever e analisar o processo de incubação de empresas; evidenciar os modos de conversão do conhecimento mais recorrentes durante a incubação; caracterizar as experiências das empresas incubadas que influenciam na criação do conhecimento e contribuir para a reflexão dos empreendedores incubados sobre a preponderância da criação do conhecimento em suas práticas. A estratégia de estudo adotada foi a de múltiplos casos, onde selecionou-se seis casos. O levantamento dos dados se deu por meio da autoscopia, observação e questionário aplicados às empresas incubadas e à incubadora universitária de base tecnológica, considerando as perspectivas da criação do conhecimento nas empresas incubadas. A abordagem analítica adotada foi a qualitativa onde a interpretação e análise dos dados contou com auxílio do software MAXQDA Analytics Pro 2018 e de softwares auxiliares de rodagem e edição dos vídeos, escuta e transcrição das sessões reflexivas para a organização dos dados qualitativos quanto á extração, compilação e análise de informação dos elementos levantados. O estudo examinou a criação do conhecimento das empresas incubadas, cabendo explanar sobre o conhecimento organizacional e o processo de incubação, assim como utilizou-se como modelo de análise os quatro modos de conversão de conhecimento organizacional e as cinco condições promotoras de criação do conhecimento organizacional. Considerou-se examinar portanto de que forma as empresas incubadas criam o conhecimento durante o processo de incubação. Foram identificadas atividades ou ações cotidianas que configuram a existência de um ou mais modos de conversão do conhecimento organizacional dentro das empresas incubadas, bem como foram apontadas as experiências que contribuem para a criação do conhecimento organizacional considerando as cinco condições promotoras, além das cinco experiências preponderantes descobertas por este estudo que promovem a criação do conhecimento organizacional. Foi observado que as empresas incubadas passam por experiências de criação de conhecimento durante a incubação, e que muitas destas experiências estão relacionadas ao ambiente de incubação, sendo a incubadora um ba do conhecimento. Constatou-se ainda que ao refletirem sobre as ações que proporcionam a criação do conhecimento organizacional, os empreendedores acabam por ressignificar os sentidos das atividades que realizam, dando maior importância a elas. As conclusões do estudo ainda estimularam a verbalização sobre o uso do método autoscopia, que foi bem avaliado e conceituado como um método muito importante por levar à reflexão sobre as ações, o que permite a mensuração pessoal do estado de realização desta ação.
Resumo inglês:The purpose of this study was to analyze the ways of creating knowledge in the incubated companies' experiences during the incubation process. As specific objectives, the research aimed to describe and analyze the incubation process of companies; to demonstrate the most recurrent knowledge conversion modes during incubation; characterize the experiences of incubated companies that influence the creation of knowledge and contribute to the reflection of entrepreneurs incubated on the preponderance of knowledge creation in their practices. The study strategy adopted was that of multiple cases, where six cases were selected. The data collection was through the autoscopy, observation and questionnaire applied to the incubated companies and university incubator of technology-based, considering the perspectives of knowledge creation in incubated companies. The analytical approach adopted was the qualitative one where the interpretation and analysis of the data counted on the software MAXQDA Analytics Pro 2018 and auxiliary softwares of shooting and editing of videos, listening and transcription of reflexive sessions for the organization of qualitative data regarding the extraction, compilation and analysis of information of the elements raised. The study examined the creation of the knowledge of incubated companies, explaining the organizational knowledge and incubation process, as well as using as an analysis model the four ways of converting organizational knowledge and the five conditions promoting the creation of organizational knowledge. It was considered therefore to examine how the incubated companies create knowledge during the incubation process. It was identified activities or daily actions that configure the existence of one or more ways of converting organizational knowledge within incubated companies, as well as the experiences that contribute to the creation of organizational knowledge considering the five promoting conditions, besides the five prevailing experiences discovered by this study that promote the creation of organizational knowledge. It was observed that the incubated companies undergo experiences of knowledge creation during incubation, and that many of these experiments are related to the incubation environment, being the incubator a ba of knowledge. It was also observed that in reflecting on the actions that provide the creation of organizational knowledge, entrepreneurs end up re-meaning the meanings of the activities they perform, giving greater importance to them. The conclusions of the study also stimulated the verbalization about the use of the autoscopy method, which was well evaluated and conceptualized as a very important method by leading to reflection on the actions, which allows the personal measurement of the state of performance of this action.