Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2017
Autor(a) principal: Paula, Jordana Aparecida de lattes
Orientador(a): Melo, Maria Carmen Simões Cardoso de lattes
Banca de defesa: Souza, Ivis Emília de Oliveira lattes, Pacheco, Zuleyce Maria Lessa lattes, Moreira, Marléa Chagas lattes, Salimena, Anna Maria de Oliveira lattes
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Programa de Pós-Graduação: Programa de Pós-graduação em Enfermagem
Departamento: Faculdade de Enfermagem
País: Brasil
Palavras-chave em Português:
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/5857
Resumo: Pesquisa de natureza qualitativa na abordagem fenomenológica fundada no pensamento teórico e metodológico de Martin Heidegger, com o objetivo de desvelar o sentido de cuidar de si para o adolescente no contexto da promoção da saúde. Foram entrevistados dezessete adolescentes matriculados no ensino médio, do Instituto Estadual de Educação, com idade entre 14 e 18 anos, independente de raça/etnia, cor, sexo, gênero e religião. A opção por realizar o estudo e dar voz ao adolescente partiu da necessidade de direcionar o olhar à ele nesta época de sua vida, em que pode ser propenso a comportamentos prejudiciais à sua saúde. Para as entrevistas foram previamente elaboradas indagações sobre sua caracterização e questões amplas que favoreceram a conversa sobre o objeto da pesquisa. As falas foram acessadas para a imersão na leitura e apreensão dos significados expressos pelos participantes e em seguida, organizadas em unidades de significação para a compreensão vaga e mediana, primeiro momento metódico. Com a elaboração do fio condutor de análise, movimentei-me para o segundo momento metódico, a análise interpretativa ou hermenêutica, buscando o desvelamento do fenômeno estudado, fundada no pensamento de Martin Heidegger, expresso no livro Ser e Tempo. Interpretar e dar sentido ao cuidar-de-si-para-o-adolescente-no-contexto-da-promoção-dasaúde é compreender as relações que o ser-adolescente estabelece com as coisas, consigo mesmo e com os outros. E, enquanto ser-no-mundo, encontra-se fragmentado em como se relaciona, apreende, comporta, cuida, comunica e compreende. O ser-adolescente é presença no mundo circundante e através da linguagem, se desvela na medida em que os significados são revelados pelo mundo. Refere o que faz, ou não faz, para cuidar da sua saúde com as coisas que estão presentes no seu cotidiano, para ter uma alimentação adequada, realizar atividade física, não consumir bebida alcoólica, tabaco e drogas. O fenômeno do falatório é observado em sua fala quando repete o que já foi dito e segue passando à frente o que ouviu. A curiosidade, modo próprio do cotidiano do adolescente, emerge quando ele se depara com a novidade e será o outro a fazer com que desperte para a busca pelo diferente, pelo que é novo e o atrai sem qualquer pretensão de buscar compreender aquilo que vê ou ouviu sobre. O ser-adolescente demonstra ser ambíguo ao relatar seus hábitos de saúde inadequados, contradizendo o conhecimento e compreensão que previamente, regido pelo falatório, expressou ter. Ser-com é a possibilidade do ser-aí se relacionar, estar, ver e se identificar com o outro. O ser-adolescente senti pavor ao reconhecer as possibilidades de adquirir algum problema de saúde no futuro ou mesmo na vida adulta. A realização deste estudo oportunizou suscitar a reflexão dos participantes sobre a temática, contribuindo para a construção e aprofundamento do conhecimento na área da saúde e da enfermagem, que pode subsidiar a qualidade assistencial, no desenvolvimento de ações de promoção da saúde para o adolescente que também devem envolver a família, unidade de saúde e comunidade.
id UFJF_245c67ae849e5457e45b8ddbe598e1bb
oai_identifier_str oai:hermes.cpd.ufjf.br:ufjf/5857
network_acronym_str UFJF
network_name_str Repositório Institucional da UFJF
repository_id_str
spelling Melo, Maria Carmen Simões Cardoso dehttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4711109Y5Souza, Ivis Emília de Oliveirahttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4791359U7Pacheco, Zuleyce Maria Lessahttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4746080A5Moreira, Marléa Chagashttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4708902E0Salimena, Anna Maria de Oliveirahttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4734483E0http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8747265D0Paula, Jordana Aparecida de2017-10-09T19:54:56Z2017-10-022017-10-09T19:54:56Z2017-08-22https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/5857Pesquisa de natureza qualitativa na abordagem fenomenológica fundada no pensamento teórico e metodológico de Martin Heidegger, com o objetivo de desvelar o sentido de cuidar de si para o adolescente no contexto da promoção da saúde. Foram entrevistados dezessete adolescentes matriculados no ensino médio, do Instituto Estadual de Educação, com idade entre 14 e 18 anos, independente de raça/etnia, cor, sexo, gênero e religião. A opção por realizar o estudo e dar voz ao adolescente partiu da necessidade de direcionar o olhar à ele nesta época de sua vida, em que pode ser propenso a comportamentos prejudiciais à sua saúde. Para as entrevistas foram previamente elaboradas indagações sobre sua caracterização e questões amplas que favoreceram a conversa sobre o objeto da pesquisa. As falas foram acessadas para a imersão na leitura e apreensão dos significados expressos pelos participantes e em seguida, organizadas em unidades de significação para a compreensão vaga e mediana, primeiro momento metódico. Com a elaboração do fio condutor de análise, movimentei-me para o segundo momento metódico, a análise interpretativa ou hermenêutica, buscando o desvelamento do fenômeno estudado, fundada no pensamento de Martin Heidegger, expresso no livro Ser e Tempo. Interpretar e dar sentido ao cuidar-de-si-para-o-adolescente-no-contexto-da-promoção-dasaúde é compreender as relações que o ser-adolescente estabelece com as coisas, consigo mesmo e com os outros. E, enquanto ser-no-mundo, encontra-se fragmentado em como se relaciona, apreende, comporta, cuida, comunica e compreende. O ser-adolescente é presença no mundo circundante e através da linguagem, se desvela na medida em que os significados são revelados pelo mundo. Refere o que faz, ou não faz, para cuidar da sua saúde com as coisas que estão presentes no seu cotidiano, para ter uma alimentação adequada, realizar atividade física, não consumir bebida alcoólica, tabaco e drogas. O fenômeno do falatório é observado em sua fala quando repete o que já foi dito e segue passando à frente o que ouviu. A curiosidade, modo próprio do cotidiano do adolescente, emerge quando ele se depara com a novidade e será o outro a fazer com que desperte para a busca pelo diferente, pelo que é novo e o atrai sem qualquer pretensão de buscar compreender aquilo que vê ou ouviu sobre. O ser-adolescente demonstra ser ambíguo ao relatar seus hábitos de saúde inadequados, contradizendo o conhecimento e compreensão que previamente, regido pelo falatório, expressou ter. Ser-com é a possibilidade do ser-aí se relacionar, estar, ver e se identificar com o outro. O ser-adolescente senti pavor ao reconhecer as possibilidades de adquirir algum problema de saúde no futuro ou mesmo na vida adulta. A realização deste estudo oportunizou suscitar a reflexão dos participantes sobre a temática, contribuindo para a construção e aprofundamento do conhecimento na área da saúde e da enfermagem, que pode subsidiar a qualidade assistencial, no desenvolvimento de ações de promoção da saúde para o adolescente que também devem envolver a família, unidade de saúde e comunidade.Research of a qualitative nature in the phenomenological approach based on the theoretical and methodological thinking of Martin Heidegger, with the objective of revealing the sense of caring for the adolescent in the context of health promotion. Seventeen adolescents enrolled in high school, from the State Institute of Education, between 14 and 18 years of age, regardless of race / ethnicity, color, sex, gender and religion were interviewed. The choice to perform the study and give voice to the teenager started from the need to direct the look to him at this time of his life, in which he can be prone to behaviors that are harmful to his health. For the interviews, they were previously elaborated inquiries about their characterization and broad questions that favored the conversation about the object of the research. The speeches were accessed for the immersion in the reading and apprehension of the meanings expressed by the participants and then, organized in units of signification for the vague and medium understanding, first methodical moment. With the elaboration of the thread of analysis, I moved to the second methodical moment, the interpretive or hermeneutical analysis, seeking the unveiling of the phenomenon studied, founded on the thought of Martin Heidegger, expressed in the book Being and Time. To interpret and give meaning to the self-care-of-the-teen-incontext-of-health-promotion is to understand the relationships that the adolescent being establishes with things, with oneself and with others. And, as a being-in-the-world, it is fragmented in how it relates, apprehends, behaves, cares, communicates and understands. The being-teenager is presence in the surrounding world and through language, reveals itself to the extent that meanings are revealed by the world. It refers to what it does or does not do to take care of its health with the things that are present in its daily life, to have adequate food, to carry out physical activity, not to consume alcohol, tobacco and drugs. The phenomenon of speaking is observed in his speech when he repeats what has already been said and goes on passing what he has heard. Curiosity, a characteristic of the adolescent's daily life, emerges when he comes face to face with the novelty and will be the other to make him wake up to the search for the different, for what is new and attracts him without any pretension to seek to understand what he sees or heard about. The adolescent being proves to be ambiguous in reporting his inadequate health habits, contradicting the knowledge and understanding that previously, ruled by the phallus, expressed ter. Being-with is the possibility of being-there relating, being, seeing and identifying with the other. The being-teenager felt dread to recognize the possibilities of acquiring some health problem in the future or even in adult life. The realization of this study gave participants the opportunity to reflect on the theme, contributing to the construction and deepening of knowledge in the area of health and nursing, which can subsidize the quality of care, in the development of health promotion actions for the adolescent, should involve the family, health unit and community.porUniversidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)Programa de Pós-graduação em EnfermagemUFJFBrasilFaculdade de EnfermagemCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMFilosofiaSaúde do adolescenteCuidados de enfermagemPromoção da saúdePhilosophyAdolescent healthNursing careHealth promotionCuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológicoinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFJFinstname:Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)instacron:UFJFTEXTjordanaaparecidadepaula.pdf.txtjordanaaparecidadepaula.pdf.txtExtracted texttext/plain182282https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/3/jordanaaparecidadepaula.pdf.txt829586ca5bbe67e1978e4edc02b74ec2MD53THUMBNAILjordanaaparecidadepaula.pdf.jpgjordanaaparecidadepaula.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1161https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/4/jordanaaparecidadepaula.pdf.jpg1c6a4965892be13c2c01b6b5cf4ebba4MD54ORIGINALjordanaaparecidadepaula.pdfjordanaaparecidadepaula.pdfapplication/pdf4755830https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/1/jordanaaparecidadepaula.pdfb44691db141d1deda27ca2346260e31aMD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-82197https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/2/license.txt000e18a5aee6ca21bb5811ddf55fc37bMD52ufjf/58572019-06-16 08:00:35.503oai:hermes.cpd.ufjf.br:ufjf/5857TElDRU7vv71BIERFIERJU1RSSUJVSe+/ve+/vU8gTu+/vU8tRVhDTFVTSVZBCgpDb20gYSBhcHJlc2VudGHvv73vv71vIGRlc3RhIGxpY2Vu77+9YSwgdm9j77+9IChvIGF1dG9yIChlcykgb3UgbyB0aXR1bGFyIGRvcyBkaXJlaXRvcyBkZSBhdXRvcikgY29uY2VkZSBhbyBSZXBvc2l077+9cmlvIApJbnN0aXR1Y2lvbmFsIGRhIFVuaXZlcnNpZGFkZSBGZWRlcmFsIGRlIEp1aXogZGUgRm9yYSBvIGRpcmVpdG8gbu+/vW8tZXhjbHVzaXZvIGRlIHJlcHJvZHV6aXIsIHRyYWR1emlyIChjb25mb3JtZSBkZWZpbmlkbyBhYmFpeG8pLCBlL291IGRpc3RyaWJ1aXIgYSBzdWEgcHVibGljYe+/ve+/vW8gKGluY2x1aW5kbyBvIHJlc3VtbykgcG9yIHRvZG8gbyBtdW5kbyBubyBmb3JtYXRvIGltcHJlc3NvIGUgZWxldHLvv71uaWNvIGUgZW0gcXVhbHF1ZXIgbWVpbywgaW5jbHVpbmRvIG9zIGZvcm1hdG9zIO+/vXVkaW8gb3Ugdu+/vWRlby4KClZvY++/vSBjb25jb3JkYSBxdWUgbyBSZXBvc2l077+9cmlvIEluc3RpdHVjaW9uYWwgZGEgVW5pdmVyc2lkYWRlIEZlZGVyYWwgZGUgSnVpeiBkZSBGb3JhIHBvZGUsIHNlbSBhbHRlcmFyIG8gY29udGXvv71kbywgdHJhbnNwb3IgYSBzdWEgcHVibGljYe+/ve+/vW8gcGFyYSBxdWFscXVlciBtZWlvIG91IGZvcm1hdG8gcGFyYSBmaW5zIGRlIHByZXNlcnZh77+977+9by4gVm9j77+9IHRhbWLvv71tIGNvbmNvcmRhIHF1ZSBvIFJlcG9zaXTvv71yaW8gSW5zdGl0dWNpb25hbCBkYSBVbml2ZXJzaWRhZGUgRmVkZXJhbCBkZSBKdWl6IGRlIEZvcmEgcG9kZSBtYW50ZXIgbWFpcyBkZSB1bWEgY++/vXBpYSBkZSBzdWEgcHVibGljYe+/ve+/vW8gcGFyYSBmaW5zIGRlIHNlZ3VyYW7vv71hLCBiYWNrLXVwIGUgcHJlc2VydmHvv73vv71vLiBWb2Pvv70gZGVjbGFyYSBxdWUgYSBzdWEgcHVibGljYe+/ve+/vW8g77+9IG9yaWdpbmFsIGUgcXVlIHZvY++/vSB0ZW0gbyBwb2RlciBkZSBjb25jZWRlciBvcyBkaXJlaXRvcyBjb250aWRvcyBuZXN0YSBsaWNlbu+/vWEuIFZvY++/vSB0YW1i77+9bSBkZWNsYXJhIHF1ZSBvIGRlcO+/vXNpdG8gZGEgc3VhIHB1YmxpY2Hvv73vv71vIG7vv71vLCBxdWUgc2VqYSBkZSBzZXUgY29uaGVjaW1lbnRvLCBpbmZyaW5nZSBkaXJlaXRvcyBhdXRvcmFpcyBkZSBuaW5nde+/vW0uCgpDYXNvIGEgc3VhIHB1YmxpY2Hvv73vv71vIGNvbnRlbmhhIG1hdGVyaWFsIHF1ZSB2b2Pvv70gbu+/vW8gcG9zc3VpIGEgdGl0dWxhcmlkYWRlIGRvcyBkaXJlaXRvcyBhdXRvcmFpcywgdm9j77+9IGRlY2xhcmEgcXVlIG9idGV2ZSBhIHBlcm1pc3Pvv71vIGlycmVzdHJpdGEgZG8gZGV0ZW50b3IgZG9zIGRpcmVpdG9zIGF1dG9yYWlzIHBhcmEgY29uY2VkZXIgYW8gUmVwb3NpdO+/vXJpbyBJbnN0aXR1Y2lvbmFsIGRhIFVuaXZlcnNpZGFkZSBGZWRlcmFsIGRlIEp1aXogZGUgRm9yYSBvcyBkaXJlaXRvcyBhcHJlc2VudGFkb3MgbmVzdGEgbGljZW7vv71hLCBlIHF1ZSBlc3NlIG1hdGVyaWFsIGRlIHByb3ByaWVkYWRlIGRlIHRlcmNlaXJvcyBlc3Tvv70gY2xhcmFtZW50ZSBpZGVudGlmaWNhZG8gZSByZWNvbmhlY2lkbyBubyB0ZXh0byBvdSBubyBjb250Ze+/vWRvIGRhIHB1YmxpY2Hvv73vv71vIG9yYSBkZXBvc2l0YWRhLgoKQ0FTTyBBIFBVQkxJQ0Hvv73vv71PIE9SQSBERVBPU0lUQURBIFRFTkhBIFNJRE8gUkVTVUxUQURPIERFIFVNIFBBVFJPQ++/vU5JTyBPVSBBUE9JTyBERSBVTUEgQUfvv71OQ0lBIERFIEZPTUVOVE8gT1UgT1VUUk8gT1JHQU5JU01PLCBWT0Pvv70gREVDTEFSQSBRVUUgUkVTUEVJVE9VIFRPRE9TIEUgUVVBSVNRVUVSIERJUkVJVE9TIERFIFJFVklT77+9TyBDT01PIFRBTULvv71NIEFTIERFTUFJUyBPQlJJR0Hvv73vv71FUyBFWElHSURBUyBQT1IgQ09OVFJBVE8gT1UgQUNPUkRPLgoKTyBSZXBvc2l077+9cmlvIEluc3RpdHVjaW9uYWwgZGEgVW5pdmVyc2lkYWRlIEZlZGVyYWwgZGUgSnVpeiBkZSBGb3JhIHNlIGNvbXByb21ldGUgYSBpZGVudGlmaWNhciBjbGFyYW1lbnRlIG8gc2V1IG5vbWUgKHMpIG91IG8ocykgbm9tZShzKSBkbyhzKSBkZXRlbnRvcihlcykgZG9zIGRpcmVpdG9zIGF1dG9yYWlzIGRhIHB1YmxpY2Hvv73vv71vLCBlIG7vv71vIGZhcu+/vSBxdWFscXVlciBhbHRlcmHvv73vv71vLCBhbO+/vW0gZGFxdWVsYXMgY29uY2VkaWRhcyBwb3IgZXN0YSBsaWNlbu+/vWEuCg==Repositório InstitucionalPUBhttps://repositorio.ufjf.br/oai/requestopendoar:2019-06-16T11:00:35Repositório Institucional da UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
title Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
spellingShingle Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
Paula, Jordana Aparecida de
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Filosofia
Saúde do adolescente
Cuidados de enfermagem
Promoção da saúde
Philosophy
Adolescent health
Nursing care
Health promotion
title_short Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
title_full Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
title_fullStr Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
title_full_unstemmed Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
title_sort Cuidado de si do adolescente no contexto da promoção à saúde: um estudo fenomenológico
author Paula, Jordana Aparecida de
author_facet Paula, Jordana Aparecida de
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Melo, Maria Carmen Simões Cardoso de
dc.contributor.advisor1Lattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4711109Y5
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Souza, Ivis Emília de Oliveira
dc.contributor.referee1Lattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4791359U7
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Pacheco, Zuleyce Maria Lessa
dc.contributor.referee2Lattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4746080A5
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Moreira, Marléa Chagas
dc.contributor.referee3Lattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4708902E0
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Salimena, Anna Maria de Oliveira
dc.contributor.referee4Lattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4734483E0
dc.contributor.authorLattes.fl_str_mv http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8747265D0
dc.contributor.author.fl_str_mv Paula, Jordana Aparecida de
contributor_str_mv Melo, Maria Carmen Simões Cardoso de
Souza, Ivis Emília de Oliveira
Pacheco, Zuleyce Maria Lessa
Moreira, Marléa Chagas
Salimena, Anna Maria de Oliveira
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
topic CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Filosofia
Saúde do adolescente
Cuidados de enfermagem
Promoção da saúde
Philosophy
Adolescent health
Nursing care
Health promotion
dc.subject.por.fl_str_mv Filosofia
Saúde do adolescente
Cuidados de enfermagem
Promoção da saúde
Philosophy
Adolescent health
Nursing care
Health promotion
description Pesquisa de natureza qualitativa na abordagem fenomenológica fundada no pensamento teórico e metodológico de Martin Heidegger, com o objetivo de desvelar o sentido de cuidar de si para o adolescente no contexto da promoção da saúde. Foram entrevistados dezessete adolescentes matriculados no ensino médio, do Instituto Estadual de Educação, com idade entre 14 e 18 anos, independente de raça/etnia, cor, sexo, gênero e religião. A opção por realizar o estudo e dar voz ao adolescente partiu da necessidade de direcionar o olhar à ele nesta época de sua vida, em que pode ser propenso a comportamentos prejudiciais à sua saúde. Para as entrevistas foram previamente elaboradas indagações sobre sua caracterização e questões amplas que favoreceram a conversa sobre o objeto da pesquisa. As falas foram acessadas para a imersão na leitura e apreensão dos significados expressos pelos participantes e em seguida, organizadas em unidades de significação para a compreensão vaga e mediana, primeiro momento metódico. Com a elaboração do fio condutor de análise, movimentei-me para o segundo momento metódico, a análise interpretativa ou hermenêutica, buscando o desvelamento do fenômeno estudado, fundada no pensamento de Martin Heidegger, expresso no livro Ser e Tempo. Interpretar e dar sentido ao cuidar-de-si-para-o-adolescente-no-contexto-da-promoção-dasaúde é compreender as relações que o ser-adolescente estabelece com as coisas, consigo mesmo e com os outros. E, enquanto ser-no-mundo, encontra-se fragmentado em como se relaciona, apreende, comporta, cuida, comunica e compreende. O ser-adolescente é presença no mundo circundante e através da linguagem, se desvela na medida em que os significados são revelados pelo mundo. Refere o que faz, ou não faz, para cuidar da sua saúde com as coisas que estão presentes no seu cotidiano, para ter uma alimentação adequada, realizar atividade física, não consumir bebida alcoólica, tabaco e drogas. O fenômeno do falatório é observado em sua fala quando repete o que já foi dito e segue passando à frente o que ouviu. A curiosidade, modo próprio do cotidiano do adolescente, emerge quando ele se depara com a novidade e será o outro a fazer com que desperte para a busca pelo diferente, pelo que é novo e o atrai sem qualquer pretensão de buscar compreender aquilo que vê ou ouviu sobre. O ser-adolescente demonstra ser ambíguo ao relatar seus hábitos de saúde inadequados, contradizendo o conhecimento e compreensão que previamente, regido pelo falatório, expressou ter. Ser-com é a possibilidade do ser-aí se relacionar, estar, ver e se identificar com o outro. O ser-adolescente senti pavor ao reconhecer as possibilidades de adquirir algum problema de saúde no futuro ou mesmo na vida adulta. A realização deste estudo oportunizou suscitar a reflexão dos participantes sobre a temática, contribuindo para a construção e aprofundamento do conhecimento na área da saúde e da enfermagem, que pode subsidiar a qualidade assistencial, no desenvolvimento de ações de promoção da saúde para o adolescente que também devem envolver a família, unidade de saúde e comunidade.
publishDate 2017
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2017-10-09T19:54:56Z
dc.date.available.fl_str_mv 2017-10-02
2017-10-09T19:54:56Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-08-22
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/5857
url https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/5857
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
dc.publisher.program.fl_str_mv Programa de Pós-graduação em Enfermagem
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFJF
dc.publisher.country.fl_str_mv Brasil
dc.publisher.department.fl_str_mv Faculdade de Enfermagem
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFJF
instname:Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
instacron:UFJF
instname_str Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
instacron_str UFJF
institution UFJF
reponame_str Repositório Institucional da UFJF
collection Repositório Institucional da UFJF
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/3/jordanaaparecidadepaula.pdf.txt
https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/4/jordanaaparecidadepaula.pdf.jpg
https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/1/jordanaaparecidadepaula.pdf
https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/5857/2/license.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv 829586ca5bbe67e1978e4edc02b74ec2
1c6a4965892be13c2c01b6b5cf4ebba4
b44691db141d1deda27ca2346260e31a
000e18a5aee6ca21bb5811ddf55fc37b
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1801661587742785536