O programa ANDIFES de mobilidade acadêmica: uma mobilidade estudantil no sistema federal de ensino superior brasileiro

A mobilidade acadêmica constitui-se em um elemento importante para o ensino superior desde seus primórdios. Ao longo do processo de globalização, as políticas educacionais para internacionalização da educação foram intensificadas, ampliando a migração acadêmica temporária dos estudantes universitári...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Raquel Leite Braz
Orientador/a: Maria do Carmo de Lacerda Peixoto
Banca: Maria Alice de Lima Gomes Nogueira, Luciano Campos da Silva
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Minas Gerais
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/1843/BUBD-A3GFUT
Resumo Português:A mobilidade acadêmica constitui-se em um elemento importante para o ensino superior desde seus primórdios. Ao longo do processo de globalização, as políticas educacionais para internacionalização da educação foram intensificadas, ampliando a migração acadêmica temporária dos estudantes universitários. Na educação superior brasileira, constituída por um sistema complexo e diversificado de instituições públicas e privadas com diferentes tipos de cursos e programas, há as modalidades de mobilidade acadêmica internacional e nacional. Em 2003, foi criado pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) um programa de mobilidade estudantil a ser realizado exclusivamente no território brasileiro. O Programa Andifes de Mobilidade Acadêmica (PAMA) é realizado por meio de convênio firmado entre a Associação e 63 Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), estabelecendo uma relação de reciprocidade entre as signatárias para fins de mobilidade dos alunos de graduação, de modo que eles possam cursar os componentes curriculares em instituição federal diversa daquela em que estão regularmente matriculados. Nesta pesquisa, buscou-se identificar o perfil sociodemográfico dos estudantes participantes do Programa, bem como conhecer as suas motivações para participação em uma mobilidade nacional, considerando a internacionalização da educação e o crescimento da mobilidade internacional. A metodologia compreendeu a realização de pesquisa documental, a aplicação de um questionário virtual, as entrevistas semiestruturadas e o estudo de caso sobre os participantes da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). A análise dos dados mostrou que os estudantes participantes do PAMA são majoritariamente brancos, do sexo feminino, com média de idade de 23 anos, provenientes de famílias pouco numerosas, com menos irmãos, de pais com escolaridade de ensino médio, ou de ensino superior, e com faixa de renda de até 10 salários mínimos. Em grande parte, eles são discentes de cursos de graduação diurnos, da área de Ciências Sociais e Aplicadas, de universidades localizadas na região sudeste e com percursos escolares sem grandes interrupções. Como principal motivação para participar do Programa, os estudantes apontaram as aprendizagens e vivências proporcionadas por essa experiência. Os participantes avaliaram como deficientes a divulgação e as informações sobre o PAMA, nas IFES, e queixaram-se das dificuldades para integralização, no histórico escolar, dos créditos cursados durante a mobilidade acadêmica. Neste estudo, chegou-se à conclusão de que, em qualquer escala que se realize, a mobilidade é uma vivência construtiva na formação dos estudantes de ensino superior e que ela deve ser ampliada para alcançar diferentes perfis estudantis.
The academic mobility constitutes an important element for higher education since its inception. Throughout the globalization process, education policies for internationalization of education were intensified, increasing the academic temporary migration of college students. In the Brazilian Higher Education, consisting of a complex and diverse system of public and private institutions with different types of courses and programs, there are modalities for national and international academic mobility. In 2003, he was created by the National Association of Directors of Higher Education Federal Institutions (Andifes) a student mobility program to be held exclusively in Brazilian territory. The Andifes Academic Mobility Program (PAMA) is performed by means of an agreement between the Association and 63 Federal Institutions of higher education (IFES), establishing a relationship of reciprocity between the signatory for mobility of undergraduate students, so that they can attend the curriculum components in different federal institution that they are regularly enrolled. In this study, we sought to identify the sociodemographic profile of the student participants of the program, as well as know their motivations for participation in a national mobility, considering the internationalization of education and the growth of international mobility. The methodology involved a documentary research, the application of a virtual questionnaire, the semi-structured interviews and the case study of the participants of the Federal University of Ouro Preto (UFOP). Data analysis showed that participating students PAMA are mostly white, female, with a mean age of 23 years, from small families, with fewer siblings, parents with a high school education or higher education, and income range of up to 10 minimum wages. Largely, they are students of daytime undergraduate courses, the area of Social and Applied Sciences, universities located in the southeast region and school careers without major interruptions. As the main motivation to participate in the Program, the students pointed out the learning and experiences provided by this experience. The participants evaluated as deficient divulgation and information about PAMA, the IFES, and complained of the difficulties to complement, in academic transcript, the routed credits during the academic mobility. In this study, came to the conclusion that, on any scale that takes place, the mobility is a constructive experience in the formation of higher education students and that it should be expanded to reach different student profiles.