Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2008
Autor(a) principal: DUARTE, Maria Amélia Soares de Melo
Orientador(a): SILVA, Giselia Alves Pontes da
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal de Pernambuco
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9440
Resumo: Introdução: O aumento da prevalência de obesidade em crianças e adolescentes e sua associação com esteatose hepática motivaram a realização desta dissertação de Mestrado, apresentada sob forma de um capítulo de revisão e de um artigo original. Objetivos: Fazer uma revisão sobre a relação entre obesidade, resistência insulínica, esteatose hepática e síndrome metabólica em crianças e adolescentes, assim como conhecer a freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica nessa população obesa. Métodos: Para a revisão, foram coletadas informações publicadas nas últimas duas décadas, utilizando as bases de dados Medline, Lilacs, livros e publicações internacionais. No artigo original, foi realizado estudo descritivo, tipo série de casos, incluindo 68 crianças e adolescentes obesos, atendidos em um serviço de endocrinologia pediátrica, submetidos às avaliações clínica e laboratorial, assim como à ultra-sonografia hepática para diagnóstico de esteatose hepática. Resultados: A revisão da literatura mostrou aumento do diagnóstico da esteatose hepática concomitante com o aumento da prevalência da obesidade em crianças e adolescentes. No estudo descritivo, observou-se freqüência de 44,1% (30/68) de esteatose hepática, sendo 80% (24/30) grau leve e 20% (6/30), moderado. Nos pacientes com esteatose hepática, a média da circunferência abdominal foi 83,67± 2,66 cm, enquanto no grupo dos pacientes sem esteatose igualou-se a 77,67± 1,54 cm (p=0,04). A síndrome metabólica foi diagnosticada em 26,5% (18/68) dos pacientes, dos quais 52,9% (9/17) tinham esteatose. Conclusões: A freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica foi elevada. A associação de maior circunferência abdominal com presença de esteatose hepática chama a atenção para a importância de valorização desta medida e da ultra-sonografia hepática na investigação de pacientes obesos em nosso meio
id UFPE_9129321158fe64a1537732ebd5298275
oai_identifier_str oai:repositorio.ufpe.br:123456789/9440
network_acronym_str UFPE
network_name_str Repositório Institucional da UFPE
repository_id_str
spelling DUARTE, Maria Amélia Soares de MeloSILVA, Giselia Alves Pontes da2014-06-12T23:14:41Z2014-06-12T23:14:41Z2008-01-31Amélia Soares de Melo Duarte, Maria; Alves Pontes da Silva, Giselia. Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9440Introdução: O aumento da prevalência de obesidade em crianças e adolescentes e sua associação com esteatose hepática motivaram a realização desta dissertação de Mestrado, apresentada sob forma de um capítulo de revisão e de um artigo original. Objetivos: Fazer uma revisão sobre a relação entre obesidade, resistência insulínica, esteatose hepática e síndrome metabólica em crianças e adolescentes, assim como conhecer a freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica nessa população obesa. Métodos: Para a revisão, foram coletadas informações publicadas nas últimas duas décadas, utilizando as bases de dados Medline, Lilacs, livros e publicações internacionais. No artigo original, foi realizado estudo descritivo, tipo série de casos, incluindo 68 crianças e adolescentes obesos, atendidos em um serviço de endocrinologia pediátrica, submetidos às avaliações clínica e laboratorial, assim como à ultra-sonografia hepática para diagnóstico de esteatose hepática. Resultados: A revisão da literatura mostrou aumento do diagnóstico da esteatose hepática concomitante com o aumento da prevalência da obesidade em crianças e adolescentes. No estudo descritivo, observou-se freqüência de 44,1% (30/68) de esteatose hepática, sendo 80% (24/30) grau leve e 20% (6/30), moderado. Nos pacientes com esteatose hepática, a média da circunferência abdominal foi 83,67± 2,66 cm, enquanto no grupo dos pacientes sem esteatose igualou-se a 77,67± 1,54 cm (p=0,04). A síndrome metabólica foi diagnosticada em 26,5% (18/68) dos pacientes, dos quais 52,9% (9/17) tinham esteatose. Conclusões: A freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica foi elevada. A associação de maior circunferência abdominal com presença de esteatose hepática chama a atenção para a importância de valorização desta medida e da ultra-sonografia hepática na investigação de pacientes obesos em nosso meioFaculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de PernambucoporUniversidade Federal de PernambucoAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazilhttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/info:eu-repo/semantics/openAccessEsteatose hepáticaObesidadeSíndrome metabólicaPediatria.Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesosinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisreponame:Repositório Institucional da UFPEinstname:Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)instacron:UFPETHUMBNAILarquivo4120_1.pdf.jpgarquivo4120_1.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1487https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/4/arquivo4120_1.pdf.jpga2395942e30c3c89c2b907200cbc3cacMD54ORIGINALarquivo4120_1.pdfapplication/pdf3937759https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/1/arquivo4120_1.pdfc1f753eeef0c5ef46428e9359d0fddbeMD51LICENSElicense.txttext/plain1748https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/2/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD52TEXTarquivo4120_1.pdf.txtarquivo4120_1.pdf.txtExtracted texttext/plain153308https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/3/arquivo4120_1.pdf.txt2474c02b8f5f553f34f2f7a6efd26587MD53123456789/94402019-10-25 06:26:13.272oai:repositorio.ufpe.br:123456789/9440Tk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=Repositório InstitucionalPUBhttps://repositorio.ufpe.br/oai/requestattena@ufpe.bropendoar:22212019-10-25T09:26:13Repositório Institucional da UFPE - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
title Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
spellingShingle Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
DUARTE, Maria Amélia Soares de Melo
Esteatose hepática
Obesidade
Síndrome metabólica
Pediatria.
title_short Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
title_full Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
title_fullStr Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
title_full_unstemmed Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
title_sort Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos
author DUARTE, Maria Amélia Soares de Melo
author_facet DUARTE, Maria Amélia Soares de Melo
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv DUARTE, Maria Amélia Soares de Melo
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv SILVA, Giselia Alves Pontes da
contributor_str_mv SILVA, Giselia Alves Pontes da
dc.subject.por.fl_str_mv Esteatose hepática
Obesidade
Síndrome metabólica
Pediatria.
topic Esteatose hepática
Obesidade
Síndrome metabólica
Pediatria.
description Introdução: O aumento da prevalência de obesidade em crianças e adolescentes e sua associação com esteatose hepática motivaram a realização desta dissertação de Mestrado, apresentada sob forma de um capítulo de revisão e de um artigo original. Objetivos: Fazer uma revisão sobre a relação entre obesidade, resistência insulínica, esteatose hepática e síndrome metabólica em crianças e adolescentes, assim como conhecer a freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica nessa população obesa. Métodos: Para a revisão, foram coletadas informações publicadas nas últimas duas décadas, utilizando as bases de dados Medline, Lilacs, livros e publicações internacionais. No artigo original, foi realizado estudo descritivo, tipo série de casos, incluindo 68 crianças e adolescentes obesos, atendidos em um serviço de endocrinologia pediátrica, submetidos às avaliações clínica e laboratorial, assim como à ultra-sonografia hepática para diagnóstico de esteatose hepática. Resultados: A revisão da literatura mostrou aumento do diagnóstico da esteatose hepática concomitante com o aumento da prevalência da obesidade em crianças e adolescentes. No estudo descritivo, observou-se freqüência de 44,1% (30/68) de esteatose hepática, sendo 80% (24/30) grau leve e 20% (6/30), moderado. Nos pacientes com esteatose hepática, a média da circunferência abdominal foi 83,67± 2,66 cm, enquanto no grupo dos pacientes sem esteatose igualou-se a 77,67± 1,54 cm (p=0,04). A síndrome metabólica foi diagnosticada em 26,5% (18/68) dos pacientes, dos quais 52,9% (9/17) tinham esteatose. Conclusões: A freqüência de esteatose hepática e de síndrome metabólica foi elevada. A associação de maior circunferência abdominal com presença de esteatose hepática chama a atenção para a importância de valorização desta medida e da ultra-sonografia hepática na investigação de pacientes obesos em nosso meio
publishDate 2008
dc.date.issued.fl_str_mv 2008-01-31
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2014-06-12T23:14:41Z
dc.date.available.fl_str_mv 2014-06-12T23:14:41Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv Amélia Soares de Melo Duarte, Maria; Alves Pontes da Silva, Giselia. Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9440
identifier_str_mv Amélia Soares de Melo Duarte, Maria; Alves Pontes da Silva, Giselia. Esteatose hepática em crianças e adolescentes obesos. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
url https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9440
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Pernambuco
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Pernambuco
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFPE
instname:Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
instacron:UFPE
instname_str Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
instacron_str UFPE
institution UFPE
reponame_str Repositório Institucional da UFPE
collection Repositório Institucional da UFPE
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/4/arquivo4120_1.pdf.jpg
https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/1/arquivo4120_1.pdf
https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/2/license.txt
https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9440/3/arquivo4120_1.pdf.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv a2395942e30c3c89c2b907200cbc3cac
c1f753eeef0c5ef46428e9359d0fddbe
8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
2474c02b8f5f553f34f2f7a6efd26587
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFPE - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
repository.mail.fl_str_mv attena@ufpe.br
_version_ 1802311293285171200