Adsorção do fósforo em solo sob recuperação florestal após mineração de bauxita em Paragominas, Pa

The comprehension about the phosphorus (P) availability and retention in reconstructed soils under forestry recovery process after bauxite mining is important as a tool in the taking of decision with regard to the management of such nutrient. The aim of this study was to assess the adsorption of P i...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: SANTOS, Cassio Rafael Costa dos
Orientador/a: KATO, Osvaldo Ryohei, GAMA, Marcos André Piedade (Co-orientador), NORONHA, Norberto Cornejo (Co-orientador)
Format: Dissertação
Language:por
Published: UFRA
Assuntos em Inglês:
Citação:SANTOS, Cássio Rafael Costa dos. Adsorção do fósforo em solo sob recuperação florestal após mineração de bauxita em Paragominas, Pa. 2018. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2018.
Resumo Português:A compreensão sobre a disponibilidade e retenção do fósforo (P) em solos reconstituídos sob recuperação florestal após mineração de bauxita é importante como auxílio na tomada de decisão quanto ao manejo deste nutriente, bem como na avaliação da qualidade das áreas sob essas condições. O objetivo do trabalho foi avaliar a adsorção de P em solo reconstituído em função de processos de recuperação florestal após mineração de bauxita. O estudo ocorreu em uma área de exploração de bauxita, no município de Paragominas, PA. Nesta área, foram avaliados três sistemas: floresta nativa (FLO), como testemunha, plantio Tradicional de mudas (PLT) e regeneração natural da vegetação (RNV). Em cada sistema, foram implantadas oito parcelas. Em cada parcela, foram coletadas amostras de solo, às profundidades 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm, para análises de fertilidade e de adsorção do fósforo (P), sendo realizado um inventário da vegetação. Todos os dados foram submetidos às análises de normalidade, homocedasticidade, variância, comparação de médias e análise multivariada, todos à 5% de significância. Quanto aos atributos de fertilidade do solo, FLO foi superior, seguida de RNV e por fim do PLT, para maioria dos atributos. A diversidade de espécies florestais em PLT, com índice de 1,70+0,30, mostrou-se significativamente superior à RNV, com índice de 0,61+0,41, apesar de haver uma maior área basal por parte dos indivíduos da RNV (1,31+1,60 m² ha-1) do que em PLT (0,14+0,11 m² ha-1), no estrato inferior. O maior índice de diversidade, a maior área basal e a maior biomassa de liteira foram observados para FLO. De modo geral, as curvas de adsorção e a capacidade máxima de adsorção de P no solo seguiu a ordem PLT>RNV>FLO. Houve maior relação negativa da adsorção do fósforo com o teor de matéria orgânica, com a CTCpH7 e com o P disponível do solo. Isto indica a importância da conservação e manutenção da biomassa, visando garantir maior disponibilidade de P e evitando a utilização de fertilizantes fosfatados, além ou aquém do necessário, em práticas de recuperação. Além disso, tais resultados demonstram que a diversidade de espécies não deve ser o único fator a ser considerado, mas também a cobertura do solo ao se selecionar espécies para recuperação.