A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2019
Autor(a) principal: Varela, Yves Martins
Orientador(a): Coelho, Nicole Leite Galvão
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOBIOLOGIA
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Brasil
Palavras-chave em Português:
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28412
Resumo: O Transtorno Depressivo Maior (TDM) é uma psicopatologia cuja prevalência cresce significativamente a cada geração, acomete hoje mais de 320 milhões de pessoas e prevêse que até 2030 será a primeira causa incapacitante para o trabalho. Elucidar a neurobiologia subjacente ao TDM é útil à compreensão deste transtorno, e um serviço ao avanço da prática clínica voltada à sua identificação e tratamento. Nesse contexto, há parâmetros psicofisiológicos com potencial para serem biomarcadores do TDM, dentre eles, o hormônio cortisol e a qualidade do sono. Igualmente, entende-se que, além dos sintomas depressivos, outros aspectos psicológicos atrelam-se à presença e curso do TDM, sendo ansiedade e autoestima alguns dos principais. Assim, este ensaio clínico aberto, avaliou antes e após realização de tratamento em monoterapia por meio da Terapia Cognitivo-Comportamental de grupo (TCCg), medidas de cortisol (plasmático e salivar), sintomas ansiosos, níveis de autoestima e qualidade do sono em pacientes depressivos (n = 20; mulheres n = 11), especificamente, estudantes universitários. Antes do tratamento, os pacientes demonstraram níveis de cortisol plasmático superiores à média de seus pares saudáveis, grupo controle (n = 25; mulheres n = 13) e, ainda, maior resposta do cortisol salivar ao despertar e pior qualidade no sono. Os pacientes responderam à intervenção com diminuição de sintomas depressivos, e 55% desses atingiram a remissão. Ademais, houve redução nos sintomas os ansiosos, aumento da autoestima e melhora na qualidade de sono, contudo, os níveis de cortisol mensurados mantiveram-se sem variações significativas. Ainda, percebeu-se que a autoestima apresentou efeito mediador e que o cortisol teve efeito moderador sobre os sintomas de depressão, em função da remissão do TDM. À vista desses dados, verificou-se a eficácia de uma monoterapia em TCCg no tratamento de pacientes acometidos por níveis leves e moderados de TDM, que suplantou taxas de remissão de ensaios clínicos com psicoterapia, farmacoterapia, e uso com combinado de ambas. Logo, compreende-se ser relevante estudos adicionais que investiguem tanto a TCCg, como os biomarcadores psicofisiológicos associados ao TDM a fim de contribuir para a solidificação da psiquiatria de precisão.
id UFRN_a6a7440bddc3e1f5002fca1808ef38f8
oai_identifier_str oai:https://repositorio.ufrn.br:123456789/28412
network_acronym_str UFRN
network_name_str Repositório Institucional da UFRN
repository_id_str
spelling Varela, Yves MartinsLopes, Fivia de AraújoGaldino, Melyssa Kellyane CavalcantiCoelho, Nicole Leite Galvão2020-02-04T21:18:14Z2020-02-04T21:18:14Z2019-08-30VARELA, Yves Martins. A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior. 2019. 81f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28412O Transtorno Depressivo Maior (TDM) é uma psicopatologia cuja prevalência cresce significativamente a cada geração, acomete hoje mais de 320 milhões de pessoas e prevêse que até 2030 será a primeira causa incapacitante para o trabalho. Elucidar a neurobiologia subjacente ao TDM é útil à compreensão deste transtorno, e um serviço ao avanço da prática clínica voltada à sua identificação e tratamento. Nesse contexto, há parâmetros psicofisiológicos com potencial para serem biomarcadores do TDM, dentre eles, o hormônio cortisol e a qualidade do sono. Igualmente, entende-se que, além dos sintomas depressivos, outros aspectos psicológicos atrelam-se à presença e curso do TDM, sendo ansiedade e autoestima alguns dos principais. Assim, este ensaio clínico aberto, avaliou antes e após realização de tratamento em monoterapia por meio da Terapia Cognitivo-Comportamental de grupo (TCCg), medidas de cortisol (plasmático e salivar), sintomas ansiosos, níveis de autoestima e qualidade do sono em pacientes depressivos (n = 20; mulheres n = 11), especificamente, estudantes universitários. Antes do tratamento, os pacientes demonstraram níveis de cortisol plasmático superiores à média de seus pares saudáveis, grupo controle (n = 25; mulheres n = 13) e, ainda, maior resposta do cortisol salivar ao despertar e pior qualidade no sono. Os pacientes responderam à intervenção com diminuição de sintomas depressivos, e 55% desses atingiram a remissão. Ademais, houve redução nos sintomas os ansiosos, aumento da autoestima e melhora na qualidade de sono, contudo, os níveis de cortisol mensurados mantiveram-se sem variações significativas. Ainda, percebeu-se que a autoestima apresentou efeito mediador e que o cortisol teve efeito moderador sobre os sintomas de depressão, em função da remissão do TDM. À vista desses dados, verificou-se a eficácia de uma monoterapia em TCCg no tratamento de pacientes acometidos por níveis leves e moderados de TDM, que suplantou taxas de remissão de ensaios clínicos com psicoterapia, farmacoterapia, e uso com combinado de ambas. Logo, compreende-se ser relevante estudos adicionais que investiguem tanto a TCCg, como os biomarcadores psicofisiológicos associados ao TDM a fim de contribuir para a solidificação da psiquiatria de precisão.Major Depressive Disorder (MDD) is a psychopathology whose prevalence grows significantly with each generation, today affects more than 320 million people and is predicted that by 2030 it will be the first disabling cause for work. To elucidate the neurobiology underlying MDD is useful to understand this disorder, and is a service to the advancement of clinical practice focused on its identification and treatment. In this context, there are psychophysiological parameters with potential to be biomarkers of MDD, including cortisol and the sleep quality. Likewise, it is understood that, besides depressive symptoms, other psychological aspects are linked to the presence and course of MDD, being anxiety and self-esteem some of the main ones. Thus, this study, an open-label trial, aimed evaluating before and after monotherapy treatment using group Cognitive Behavioral Therapy (gCBT), cortisol (plasma and salivary) levels, anxious symptoms, selfesteem levels and sleep quality in depressed patients (n = 20; women n = 11), specifically college students. Prior to treatment, patients showed higher plasma cortisol levels than their healthy peers, the control group (n = 25; women n = 13), and higher salivary cortisol response on awakening and poor sleep quality. Patients responded to the intervention with decreased of depressive symptoms, and 55% of them achieved remission. In addition, there was a reduction in anxious symptoms, increased of self-esteem and improved sleep quality; however, cortisol levels remained without significant variations. Still, it was noticed that self-esteem had a mediating effect and that cortisol had a moderating effect on the symptoms of depression, due to the remission of MDD. In view of these data, the efficacy of gCBT monotherapy in the treatment of patients with mild and moderate levels of MDD was observed, which surpassed remission rates of clinical trials with psychotherapy, pharmacotherapy, and combined use of both. Therefore, it is understood be relevant additional studies that investigate the gCBT and psychophysiological biomarkers in order to contribute to the solidification of precision psychiatry.CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASBiomarcadoresCortisolAutoestimaAnsiedadeSonoA terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maiorinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOBIOLOGIAUFRNBrasilinfo:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Repositório Institucional da UFRNinstname:Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)instacron:UFRNTEXTTerapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.txtTerapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.txtExtracted texttext/plain160686https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/2/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.txt5f8ce41d0a7412d74cbf257809eeed7bMD52THUMBNAILTerapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.jpgTerapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1184https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/3/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.jpga32023d5df9aa41570a05a9813694ea5MD53ORIGINALTerapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdfapplication/pdf1556016https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/1/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdfd96cbdeee7d6931f6b5da209a4642e31MD51123456789/284122020-02-09 04:28:05.58oai:https://repositorio.ufrn.br:123456789/28412Repositório de PublicaçõesPUBhttp://repositorio.ufrn.br/oai/opendoar:2020-02-09T07:28:05Repositório Institucional da UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
title A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
spellingShingle A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
Varela, Yves Martins
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Biomarcadores
Cortisol
Autoestima
Ansiedade
Sono
title_short A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
title_full A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
title_fullStr A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
title_full_unstemmed A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
title_sort A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior
author Varela, Yves Martins
author_facet Varela, Yves Martins
author_role author
dc.contributor.authorID.pt_BR.fl_str_mv
dc.contributor.advisorID.pt_BR.fl_str_mv
dc.contributor.referees1.none.fl_str_mv Lopes, Fivia de Araújo
dc.contributor.referees1ID.pt_BR.fl_str_mv
dc.contributor.referees2.none.fl_str_mv Galdino, Melyssa Kellyane Cavalcanti
dc.contributor.referees2ID.pt_BR.fl_str_mv
dc.contributor.author.fl_str_mv Varela, Yves Martins
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Coelho, Nicole Leite Galvão
contributor_str_mv Coelho, Nicole Leite Galvão
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
topic CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Biomarcadores
Cortisol
Autoestima
Ansiedade
Sono
dc.subject.por.fl_str_mv Biomarcadores
Cortisol
Autoestima
Ansiedade
Sono
description O Transtorno Depressivo Maior (TDM) é uma psicopatologia cuja prevalência cresce significativamente a cada geração, acomete hoje mais de 320 milhões de pessoas e prevêse que até 2030 será a primeira causa incapacitante para o trabalho. Elucidar a neurobiologia subjacente ao TDM é útil à compreensão deste transtorno, e um serviço ao avanço da prática clínica voltada à sua identificação e tratamento. Nesse contexto, há parâmetros psicofisiológicos com potencial para serem biomarcadores do TDM, dentre eles, o hormônio cortisol e a qualidade do sono. Igualmente, entende-se que, além dos sintomas depressivos, outros aspectos psicológicos atrelam-se à presença e curso do TDM, sendo ansiedade e autoestima alguns dos principais. Assim, este ensaio clínico aberto, avaliou antes e após realização de tratamento em monoterapia por meio da Terapia Cognitivo-Comportamental de grupo (TCCg), medidas de cortisol (plasmático e salivar), sintomas ansiosos, níveis de autoestima e qualidade do sono em pacientes depressivos (n = 20; mulheres n = 11), especificamente, estudantes universitários. Antes do tratamento, os pacientes demonstraram níveis de cortisol plasmático superiores à média de seus pares saudáveis, grupo controle (n = 25; mulheres n = 13) e, ainda, maior resposta do cortisol salivar ao despertar e pior qualidade no sono. Os pacientes responderam à intervenção com diminuição de sintomas depressivos, e 55% desses atingiram a remissão. Ademais, houve redução nos sintomas os ansiosos, aumento da autoestima e melhora na qualidade de sono, contudo, os níveis de cortisol mensurados mantiveram-se sem variações significativas. Ainda, percebeu-se que a autoestima apresentou efeito mediador e que o cortisol teve efeito moderador sobre os sintomas de depressão, em função da remissão do TDM. À vista desses dados, verificou-se a eficácia de uma monoterapia em TCCg no tratamento de pacientes acometidos por níveis leves e moderados de TDM, que suplantou taxas de remissão de ensaios clínicos com psicoterapia, farmacoterapia, e uso com combinado de ambas. Logo, compreende-se ser relevante estudos adicionais que investiguem tanto a TCCg, como os biomarcadores psicofisiológicos associados ao TDM a fim de contribuir para a solidificação da psiquiatria de precisão.
publishDate 2019
dc.date.issued.fl_str_mv 2019-08-30
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2020-02-04T21:18:14Z
dc.date.available.fl_str_mv 2020-02-04T21:18:14Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv VARELA, Yves Martins. A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior. 2019. 81f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28412
identifier_str_mv VARELA, Yves Martins. A terapia cognitivo-comportamental em grupo no tratamento do transtorno depressivo maior. 2019. 81f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
url https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28412
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.program.fl_str_mv PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOBIOLOGIA
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFRN
dc.publisher.country.fl_str_mv Brasil
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFRN
instname:Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
instacron:UFRN
instname_str Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
instacron_str UFRN
institution UFRN
reponame_str Repositório Institucional da UFRN
collection Repositório Institucional da UFRN
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/2/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.txt
https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/3/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf.jpg
https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/28412/1/Terapiacognitivocomportamental_Varela_2019.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv 5f8ce41d0a7412d74cbf257809eeed7b
a32023d5df9aa41570a05a9813694ea5
d96cbdeee7d6931f6b5da209a4642e31
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1802118026638655488