Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2020
Autor(a) principal: Silva, Luciana Mara
Orientador(a): Não Informado pela instituição
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219442
Resumo: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2020.
id UFSC_71fcb9b2768ac50cceeb66625eaf8873
oai_identifier_str oai:repositorio.ufsc.br:123456789/219442
network_acronym_str UFSC
network_name_str Repositório Institucional da UFSC
repository_id_str
spelling Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamentoCiência da informaçãoRepositórios institucionaisComunicação na ciênciaSistemas de informaçãoTese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2020.Repositórios Institucionais (RIs) surgiram como estratégia do Movimento de Acesso Aberto à informação científica, mas mecanismos simples como os mandatos de autoarquivamento obrigatórios não são suficientes para manter o RI em funcionamento. As novas demandas do ecossistema da Ciência Aberta, que preconizam a transparência e colaboração no processo de investigação científica, desafiam os repositórios. Quais os mecanismos de funcionamento dos Repositórios Institucionais que promovem ou dificultam a sua atuação em apoio ao ecossistema da Ciência Aberta? Esta tese elabora um modelo de sistema de composição-ambiente- estrutura- mecanismo (CESM) dos Repositórios Institucionais. É uma pesquisa descritiva e exploratória com abordagem qualitativa a partir da revisão da literatura, entrevistas com peritos e questionários aplicadas à pesquisadores. A principal contribuição da tese é a modelagem dos Repositórios Institucionais no contexto do novo ecossistema da Ciência Aberta. A descrição da composição, do ambiente e da estrutura, são os aspectos detectáveis no sistema dos repositórios, permite investigar processos que impulsionam ou impedem o seu desenvolvimento em apoio à Ciência Aberta. Os mecanismos conjecturados e diagramados são hipóteses de funcionamento, com relações de causa e efeito verificáveis empiricamente.Abstract: Institutional Repositories (IRs) emerged as a strategy of the Open Access Movement to Scientific Information, but simple mechanisms such as compulsory self-archiving mandates are not enough to keep RI up and running. The new demands of the Open Science ecosystem, which advocate transparency and collaboration in the scientific investigation process, challenge the repositories. What are the operating mechanisms of Institutional Repositories that promote or hinder their sustainability in the Open Science ecosystem? This thesis elaborates a model of the composition-environment-structure-mechanism (CESM) system of Institutional Repositories. It is a descriptive and exploratory research with a qualitative approach from the literature review, interviews with experts and questionnaires applied to researchers. The main contribution of the thesis is the modeling of Institutional Repositories in the context of the new Open Science ecosystem. The description of the composition, the environment and the structure, which are the detectable aspects in the repository system, allows investigating processes that drive or hinder their development in support of Open Science. The conjectured and diagrammed mechanisms are working hypotheses, with empirically verifiable cause and effect relationships.Kern, Vinícius MedinaUniversidade Federal de Santa CatarinaSilva, Luciana Mara2021-01-14T18:09:55Z2021-01-14T18:09:55Z2020info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis198 p.| il., gráfs.application/pdf370855https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219442porreponame:Repositório Institucional da UFSCinstname:Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)instacron:UFSCinfo:eu-repo/semantics/openAccess2021-01-14T18:09:55Zoai:repositorio.ufsc.br:123456789/219442Repositório InstitucionalPUBhttp://150.162.242.35/oai/requestopendoar:23732021-01-14T18:09:55Repositório Institucional da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)false
dc.title.none.fl_str_mv Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
title Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
spellingShingle Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
Silva, Luciana Mara
Ciência da informação
Repositórios institucionais
Comunicação na ciência
Sistemas de informação
title_short Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
title_full Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
title_fullStr Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
title_full_unstemmed Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
title_sort Repositório institucional e o ecossistema da ciência aberta: mecanismos de funcionamento
author Silva, Luciana Mara
author_facet Silva, Luciana Mara
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Kern, Vinícius Medina
Universidade Federal de Santa Catarina
dc.contributor.author.fl_str_mv Silva, Luciana Mara
dc.subject.por.fl_str_mv Ciência da informação
Repositórios institucionais
Comunicação na ciência
Sistemas de informação
topic Ciência da informação
Repositórios institucionais
Comunicação na ciência
Sistemas de informação
description Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2020.
publishDate 2020
dc.date.none.fl_str_mv 2020
2021-01-14T18:09:55Z
2021-01-14T18:09:55Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv 370855
https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219442
identifier_str_mv 370855
url https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219442
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 198 p.| il., gráfs.
application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFSC
instname:Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
instacron:UFSC
instname_str Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
instacron_str UFSC
institution UFSC
reponame_str Repositório Institucional da UFSC
collection Repositório Institucional da UFSC
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1804767230587568128