Determinação de fungicidas em sucos de laranja empregando método de extração mini-luke modificado e UPLC-MS/MS

Orange juice is a relevant contribution to the Brazilian economy, as long as five glasses of orange juice consumed in the world, three are produced in Brazil. For the purpose of increase the production of fruits and, consequently, juices, there is a growing concern about the presence of pesticide re...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Reichert, Jaqueline Fabiane lattes
Orientador/a: Cardoso, Carmem Dickow lattes
Banca: Jabor, Valquíria Aparecida Polisel lattes, Penna, Neidi Garcia lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Santa Maria
Programa: Programa de Pós-Graduação em Química
Department: Química
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufsm.br/handle/1/10575
Citação:REICHERT, Jaqueline Fabiane. Fungicides determination in orange juice using modified mini-luke extraction method and UPLC-MS/MS. 2014. 90 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.
Resumo Português:O suco de laranja representa uma contribuição relevante para a economia brasileira, uma vez que, de cada cinco copos de suco de laranja consumidos no mundo, três são produzidos no Brasil. A fim de aumentar a produção de frutas e, consequentemente, de sucos, também é verificado um aumento na preocupação quanto à presença de resíduos de agrotóxicos em matrizes alimentares, fazendo-se necessário o monitoramento, através de métodos analíticos para, assim assegurar a saúde do consumidor. Neste estudo, foi validado um método analítico para determinação de nove fungicidas em sucos de laranja natural e processado por UPLC-MS/MS. Para a extração dos fungicidas da matriz, utilizou-se o método denominado mini-Luke modificado. Desenvolvido no ano de 1975, sofreu algumas modificações nos anos posteriores e tem sido utilizado para monitorar a presença de agrotóxicos em matrizes não gordurosas como frutas e vegetais. O método consiste na adição de 30 mL de acetona, seguidos de 60 mL da mistura 1:1 (v/v) de éter de petróleo e diclorometano em 15 g de amostra. Após homogeneização e centrifugação, foi retirada uma alíquota de 1,2 mL do extrato, que após evaporação, foi ressuspendido em 1 mL de metanol acidificado com 0,1% de ácido acético e analisado por UPLC-MS/MS. Os parâmetros avaliados para validação do método foram: curva analítica e linearidade, limite de detecção (LOD), limite de quantificação (LOQ), exatidão (recuperação%), precisão (RSD%) e seletividade (efeito matriz%). Os resultados obtidos foram satisfatórios para todos os parâmetros avaliados, mostrando desta forma, que o método de extração mini-Luke modificado foi eficaz para extrair os fungicidas estudados em sucos de laranja natural e processado. Na faixa de concentração estudada, o método mostrou-se linear. Os valores de LOQ do método foram de 10, 20 e 50 μg kg-1 para seis, dois e um fungicidas estudados, respectivamente. Salienta-se que estes valores são iguais ou inferiores aos valores dos limites máximos de resíduos (LMR) estabelecidos pelas legislações brasileira, americana e européia, indicando que o método pode ser empregado a nível mundial para determinar os nove fungicidas estudados em sucos de laranja. Pode-se afirmar que o método é seletivo, uma vez que este parâmetro foi avaliado a partir do efeito matriz, o qual para a maioria dos fungicidas estudados foi negativo, e todos os valores permaneceram na faixa de -20 e +20%, não influenciando os resultados. Os fungicidas estudados apresentaram valores de recuperação dentro da faixa de 70 a 120% com exceção do tiofanato-metílico e do carbendazim. O tiofanato-metílico apresentou valores abaixo de 70% para os níveis de fortificação de 10 e 20 μg kg-1 e o carbendazim, valores acima de 120% para o nível de fortificação de 10 μg kg-1. O método de extração, aliado com a técnica cromatográfica para determinação dos analitos, mostraram-se eficientes para a análise de resíduos de agrotóxicos em sucos de laranja.
Resumo inglês:Orange juice is a relevant contribution to the Brazilian economy, as long as five glasses of orange juice consumed in the world, three are produced in Brazil. For the purpose of increase the production of fruits and, consequently, juices, there is a growing concern about the presence of pesticide residues in food, so monitoring by analytical methods is required in order to ensure consumer s health. This study shows the validation of an analytical method for the determination of nine fungicides in natural and processed orange juices by UPLC-MS/MS. The extraction procedure used was the modified mini-Luke method. Developed in 1975, it was modified in later years and has been used to monitor the presence of pesticides in non-fatty matrices such as fruits and vegetables. The method consists of adding 30 mL of acetone followed by 60 mL of 1:1 (v/v) mixture of petroleum ether and dichloromethane to 15 g of sample. After homogenization and centrifugation, an aliquot of 1.2 mL was transferred into tubes and evaporation led to a water bath to near dryness. The residue was reconstituted in 1 mL of methanol containing 0.1% acetic acid and analyzed by UPLC-MS/MS. The parameters evaluated for the validation were: calibration curve and linearity, limit of detection (LOD), limit of quantification (LOQ), accuracy (as recovery%), precision (as RSD %) and selectivity (as matrix effects%). The results were satisfactory for all parameters, thus showing that the modified mini-Luke extraction method was effective to extract the studied fungicides in natural and processed orange juices. In the range of concentration studied, the method was linear. The method LOQ were 10, 20 and 50μg kg-1 for six, two and one fungicides studied, respectively. It is noted that these values are the same or below the values of the maximum residue limits (MRL) established by Brazilian, American and European laws, indicating that the method can be used worldwide to determine the nine fungicides studied in orange juice.It can be inferred that the method is selective, as long as this parameter was assessed from the matrix effects. It was negative for most of the fungicides studied and all values remained in the range -20 to +20%, not influencing the results. The analyzed fungicides, show average recoveries between 70 and 120%, only excepting thiophanate - methyl and carbendazin. The thiophanate-methyl presented values below 70% when spiked at concentrations of 10 and 20 μg kg 1 and carbendazim presented values above 120% when spiked at concentrations of 10 μg kg 1. The extraction method, combined with modern chromatographic technique for the determination of analytes, were effective for the analysis of pesticide residues in orange juice.