Os artefatos e mentefatos nos ritos e cerimônias do Danhono: por dentro do octógono sociocultural A'uwẽ/Xavante

O presente trabalho trata de uma pesquisa sobre o processo de geração, sistematização e difusão dos saberes e fazeres dos A’uwẽ/Xavante, a partir da celebração de um dos principais rituais do povo, o Danhono. É uma investigação de natureza qualitativa que se insere, sob o ponto de vista teórico/meto...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Silva, Adailton Alves da [UNESP]
Orientador/a: D'Ambrosio, Ubiratan [UNESP]
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/102120
Citação:SILVA, Adailton Alves da. Os artefatos e mentefatos nos ritos e cerimônias do Danhono: por dentro do octógono sociocultural A'uwẽ/Xavante. 2013. 348 p. Tese - (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Geociências e Ciências Exatas de Rio Claro, 2013.
Resumo Português:O presente trabalho trata de uma pesquisa sobre o processo de geração, sistematização e difusão dos saberes e fazeres dos A’uwẽ/Xavante, a partir da celebração de um dos principais rituais do povo, o Danhono. É uma investigação de natureza qualitativa que se insere, sob o ponto de vista teórico/metodológico, nos pressupostos do programa Etnomatemática na vertente “dambrosiana” que, por sua vez, dialoga transdisciplinarmente com diferentes áreas do conhecimento. Nessa vertente, priorizamos os aspectos antropológicos e políticos relacionando-os com os aspectos culturais da matemática e aos fundamentados políticos e pedagógicos freireano. Durante o desenvolvimento da pesquisa buscamos abordar os saberes, fazeres e conviveres A’uwẽ/Xavante a partir dos mitos, ritos e cerimônias celebradas no processo de formação e autoformação (Danhono) dos adolescentes, os Wapté e as Azarudu, pertencentes ao grupo de idade Nozö’u, no período de 2006 a 2010 nas aldeias pertencentes à Terra Indígena Pimentel Barbosa. Nessa perspectiva, o método de caráter etnográfico foi amplamente utilizado, buscando ressaltar os elementos matemáticos relacionados aos mitos, ritos e cerimônias do povo A’uwẽ/Xavante. Para a composição do corpus, permanecemos nas comunidades investigadas durante um período de 12 (doze) meses acompanhando as atividades cerimoniais e cotidianas. Através desta convivência buscamos entender/compreender a forma como os mitos, ritos e cerimônias estão articulados com os saberes matemáticos do povo. Como desdobramento dessa investigação, tem-se a construção de uma visão teórica/metodológica/epistemológica dos saberes e fazeres do povo A’uwẽ/Xavante a partir do seu funcionamento no interior da cultura
Resumo inglês:The present work is a research about the A’uwẽ/Xavante’s knowledge and practices generation, systematization and diffusion process, starting from Danhono people’s main ritual celebration. That is a qualitative nature investigation, under the theoretical / methodological point of view, inserted in the presuppositions of the Ethnomathematics program, in the “dambrosiana” aspect which dialogues transdisciplinarily with knowledge different areas. In that aspect, we prioritized the political and anthropological aspects relating them to the mathematics cultural aspects and to Freire’s political and pedagogical concepts. During the research development we tried to approach the A’uwẽ/Xavante’s knowledge, practices and way of living, starting from the myths, rites and ceremonies celebrated in the (Danhono) adolescents’ formation and self-formation process - the Wapté and Azarudu which belonged to the Nozö’u age group in the period of 2006-2010 in the villages belonged to Pimentel Barbosa Indigenous Land. In this direction, the ethnographic character method was widely used, attempting to highlight the mathematical elements related to the A’uwẽ/Xavante people’s myths, rites and ceremonies. For the corpus composition, we stayed in the researched communities for 12 months, accompanying the ceremonial and daily activities. Through this familiarity, we tried to understand as the myths, rites and ceremonies are articulated with the people’s mathematical knowledge. Unfolding that investigation, we have the A’uwẽ/Xavante’s knowledge and practices theoretical/ methodological/epistemological vision construction, up from its functioning in the culture interior