Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2003
Autor(a) principal: Allgayer, Mariangela da Costa
Orientador(a): Canal, Cláudio Wageck
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Palavras-chave em Inglês:
PCR
Link de acesso: http://hdl.handle.net/10183/1922
Resumo: O interesse da Medicina Veterinária nas espécies silvestres tem aumentado gradativamente, principalmente no estudo dos contextos ecológicos de saúde. Dentro desse contexto, autores realizaram estudos com o objetivo de conhecer a importância de Salmonella sp. na saúde das aves silvestres e seu potencial de transmissão para humanos e outros animais. Informações sobre a prevalência e distribuição dos sorovares de salmonelas na população de animais silvestres e domésticos são essenciais para relacionar os possíveis reservatórios que possam ser responsáveis pela transmissão dessa zoonose. Este trabalho teve como objetivo a detecção de Salmonella sp. em psitacídeos clinicamente sadios por Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Foram coletados suabes cloacais de 280 psitacídeos mantidos em cativeiro no Estado do Rio Grande do Sul, pertencentes a treze espécies, provenientes de um zoológico, um criadouro conservacionista e um criadouro comercial. O DNA das amostras foi extraído pelo método de fenol-clorofórmio e examinados pela PCR com a utilização de um par de iniciadores que amplifica um fragmento de 284 pb do gene invA pertencente ao gênero Salmonella, resultando em 37 amostras positivas. Não houve diferença na prevalência de salmonela entre os três plantéis nem entre as 13 espécies analizadas. Não foi possível a detecção desse patógeno pela PCR com iniciadores para a identificação de S. Typhimurium, S. Enteritidis, S. Pullorum e S. Gallinarum, nem através da Técnica Microbiológica Convencional nas amostras detectadas pela PCR genérica, provavelmente devido a maior sensibilidade e especificidade da PCR genérica. De acordo com a revisão bibliográfica realizada, este foi o primeiro trabalho de detecção direta de Salmonella em psitacídeos utilizando a PCR. Os resultados indicaram que aproximadamente 13,2% dos psitacídeos mantidos em cativeiro eram portadores assintomáticos ou eram transientemente infectados pelo gênero Salmonella.
id URGS_7bda9b479357425ac121c3574bf0a715
oai_identifier_str oai:www.lume.ufrgs.br:10183/1922
network_acronym_str URGS
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
repository_id_str
spelling Allgayer, Mariangela da CostaCanal, Cláudio Wageck2007-06-06T17:19:10Z2003http://hdl.handle.net/10183/1922000361895O interesse da Medicina Veterinária nas espécies silvestres tem aumentado gradativamente, principalmente no estudo dos contextos ecológicos de saúde. Dentro desse contexto, autores realizaram estudos com o objetivo de conhecer a importância de Salmonella sp. na saúde das aves silvestres e seu potencial de transmissão para humanos e outros animais. Informações sobre a prevalência e distribuição dos sorovares de salmonelas na população de animais silvestres e domésticos são essenciais para relacionar os possíveis reservatórios que possam ser responsáveis pela transmissão dessa zoonose. Este trabalho teve como objetivo a detecção de Salmonella sp. em psitacídeos clinicamente sadios por Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Foram coletados suabes cloacais de 280 psitacídeos mantidos em cativeiro no Estado do Rio Grande do Sul, pertencentes a treze espécies, provenientes de um zoológico, um criadouro conservacionista e um criadouro comercial. O DNA das amostras foi extraído pelo método de fenol-clorofórmio e examinados pela PCR com a utilização de um par de iniciadores que amplifica um fragmento de 284 pb do gene invA pertencente ao gênero Salmonella, resultando em 37 amostras positivas. Não houve diferença na prevalência de salmonela entre os três plantéis nem entre as 13 espécies analizadas. Não foi possível a detecção desse patógeno pela PCR com iniciadores para a identificação de S. Typhimurium, S. Enteritidis, S. Pullorum e S. Gallinarum, nem através da Técnica Microbiológica Convencional nas amostras detectadas pela PCR genérica, provavelmente devido a maior sensibilidade e especificidade da PCR genérica. De acordo com a revisão bibliográfica realizada, este foi o primeiro trabalho de detecção direta de Salmonella em psitacídeos utilizando a PCR. Os resultados indicaram que aproximadamente 13,2% dos psitacídeos mantidos em cativeiro eram portadores assintomáticos ou eram transientemente infectados pelo gênero Salmonella.The interest of Veterinary Medicine on wild species has increased gradually, mainly on the field of the health ecologic contexts. In this context, some authors carried out studies in order to know the importance of the Salmonella genus on the health of wild birds and its transmission potential for humans and other animals. Information on the prevalence and distribution of the Salmonella serovars into the population of wild and domestic animals are essential for relating the possible reservoirs that can be responsible for the transmission of this zoonosis. The objective of this research was the detection of Salmonella sp. into clinically healthy psittacines by using the Polymerase Chain Reaction (PCR) assay. Cloacal swabs were collected from 280 captive psittacines in the State of Rio Grande do Sul, belonging to 13 species, coming from a zoo, a maintenance and commercial aviculture. The DNA of the samples was extracted by the phenol-chloroform method and tested by PCR using a pair of primers that amplify a fragment of 284 pb of the invA gene from the Salmonella genus, resulting in 37 positive samples. There was no difference in the prevalence of Salmonella among the 13 species analyzed. The identification of S. Typhimurium, S. Enteritidis, S. Pullorum and S. Gallinarum was not possible by using PCR with specific primers for this serovars. The Standard Microbiological Technique (SMT) did not detect any generic PCR positive sample. Accordingly to bibliographic review, this was the first research of direct detection of Salmonella into psittacines using the PCR assay. The results showed that approximately 13.2% of the captive psittacines were asymptomatic carriers or were transiently infected by the Salmonella genus.application/pdfporSalmonella sppPcr polymerase chaim reactionPsitacídeosWild birdsPsittacinesPCRDetecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)Detection of Salmonella sp. in captive psittacines by polymerase chain reaction (PCR) info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisUniversidade Federal do Rio Grande do SulFaculdade de VeterináriaPrograma de Pós-Graduação em Ciências VeterináriasPorto Alegre, BR-RS2003mestradoinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGSinstname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)instacron:UFRGSORIGINAL000361895.pdf000361895.pdfTexto completoapplication/pdf825370http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/1/000361895.pdf80e956523aa1de151d65224de3592497MD51TEXT000361895.pdf.txt000361895.pdf.txtExtracted Texttext/plain99919http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/2/000361895.pdf.txt499d661bb98cd414cc04fad81017a06bMD52THUMBNAIL000361895.pdf.jpg000361895.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1154http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/3/000361895.pdf.jpg328f75416f88ab5f2e019b9928c53542MD5310183/19222021-03-07 04:34:19.66207oai:www.lume.ufrgs.br:10183/1922Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttps://lume.ufrgs.br/handle/10183/2PUBhttps://lume.ufrgs.br/oai/requestlume@ufrgs.br||lume@ufrgs.bropendoar:18532021-03-07T07:34:19Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Detection of Salmonella sp. in captive psittacines by polymerase chain reaction (PCR)
title Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
spellingShingle Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
Allgayer, Mariangela da Costa
Salmonella spp
Pcr polymerase chaim reaction
Psitacídeos
Wild birds
Psittacines
PCR
title_short Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
title_full Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
title_fullStr Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
title_full_unstemmed Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
title_sort Detecção de salmonella sp. em psitacídeos de cativeiro através da reação em cadeia da polimerase (PCR)
author Allgayer, Mariangela da Costa
author_facet Allgayer, Mariangela da Costa
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Allgayer, Mariangela da Costa
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Canal, Cláudio Wageck
contributor_str_mv Canal, Cláudio Wageck
dc.subject.por.fl_str_mv Salmonella spp
Pcr polymerase chaim reaction
Psitacídeos
topic Salmonella spp
Pcr polymerase chaim reaction
Psitacídeos
Wild birds
Psittacines
PCR
dc.subject.eng.fl_str_mv Wild birds
Psittacines
PCR
description O interesse da Medicina Veterinária nas espécies silvestres tem aumentado gradativamente, principalmente no estudo dos contextos ecológicos de saúde. Dentro desse contexto, autores realizaram estudos com o objetivo de conhecer a importância de Salmonella sp. na saúde das aves silvestres e seu potencial de transmissão para humanos e outros animais. Informações sobre a prevalência e distribuição dos sorovares de salmonelas na população de animais silvestres e domésticos são essenciais para relacionar os possíveis reservatórios que possam ser responsáveis pela transmissão dessa zoonose. Este trabalho teve como objetivo a detecção de Salmonella sp. em psitacídeos clinicamente sadios por Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Foram coletados suabes cloacais de 280 psitacídeos mantidos em cativeiro no Estado do Rio Grande do Sul, pertencentes a treze espécies, provenientes de um zoológico, um criadouro conservacionista e um criadouro comercial. O DNA das amostras foi extraído pelo método de fenol-clorofórmio e examinados pela PCR com a utilização de um par de iniciadores que amplifica um fragmento de 284 pb do gene invA pertencente ao gênero Salmonella, resultando em 37 amostras positivas. Não houve diferença na prevalência de salmonela entre os três plantéis nem entre as 13 espécies analizadas. Não foi possível a detecção desse patógeno pela PCR com iniciadores para a identificação de S. Typhimurium, S. Enteritidis, S. Pullorum e S. Gallinarum, nem através da Técnica Microbiológica Convencional nas amostras detectadas pela PCR genérica, provavelmente devido a maior sensibilidade e especificidade da PCR genérica. De acordo com a revisão bibliográfica realizada, este foi o primeiro trabalho de detecção direta de Salmonella em psitacídeos utilizando a PCR. Os resultados indicaram que aproximadamente 13,2% dos psitacídeos mantidos em cativeiro eram portadores assintomáticos ou eram transientemente infectados pelo gênero Salmonella.
publishDate 2003
dc.date.issued.fl_str_mv 2003
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2007-06-06T17:19:10Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/10183/1922
dc.identifier.nrb.pt_BR.fl_str_mv 000361895
url http://hdl.handle.net/10183/1922
identifier_str_mv 000361895
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
instname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron:UFRGS
instname_str Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron_str UFRGS
institution UFRGS
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
bitstream.url.fl_str_mv http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/1/000361895.pdf
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/2/000361895.pdf.txt
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/1922/3/000361895.pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv 80e956523aa1de151d65224de3592497
499d661bb98cd414cc04fad81017a06b
328f75416f88ab5f2e019b9928c53542
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
repository.mail.fl_str_mv lume@ufrgs.br||lume@ufrgs.br
_version_ 1797064852231946240