Reutilização de unidades hemodialisadoras : estudo da depuração da ureia e da creatinina

Várias técnicas de reutilização de dialisadores têm sido propostas, com a finalidade de diminuir os custos da hemodialise. A maioria dos autores encontra bons resultados com o procedimento, sem desvantagens clínicas importantes, e com preservação da eficiência do equipamento. Para analisar se, com a...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:1980
Main Author: Silva, Luiz Alberto Michet da
Orientador/a: Kopstein, Jaime
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/197966
Resumo Português:Várias técnicas de reutilização de dialisadores têm sido propostas, com a finalidade de diminuir os custos da hemodialise. A maioria dos autores encontra bons resultados com o procedimento, sem desvantagens clínicas importantes, e com preservação da eficiência do equipamento. Para analisar se, com as técnicas rotineiramente empregadas para reuso, em nosso meio, a eficácia dialítica se mantém, foram estudados 10 "coils" novos , 10 em 4º uso e 10 em 7º uso, em quatro unidades de hemodialise de Porto Alegre. Foi determinada a depuração da uréia e a depuração da creatinina em cada caso, tendo-se posteriormente obtido a média das depurações em 1º uso, em 4º uso e em 7º uso. Fez-se a comparação multipla de tais médias pelo teste F, mediante análise da variância, para dados não emparelhados. Não houve variação significativa na depuração da uréia nem na da creatinina, para um nível de significância de 0,05. Concluiu-se que, empregando a técnica de reutilização aqui descrita, não ocorre perda da capacidade de remover pequenas moleculas até o sétimo uso.