Desenvolvimento de metodologia voltamétrica para a quantificação de paracetamol, fenilefrina e clorfeniramina em preparações farmacêuticas antigripais, utilizando eletrodos com diferentes alótropos de carbono

Neste trabalho, a quantificação por voltametria de varredura linear e voltametria de pulso diferencial de paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de clorfeniramina, respectivamente, foi avaliada, utilizando eletrodos de alótropos do carbono, em amostras farmacêuticas antigripais, como alter...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2019
Main Author: Rodrigues, Rafaela Marques
Orientador/a: Schneider, Alexandre Batista
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/204637
Resumo Português:Neste trabalho, a quantificação por voltametria de varredura linear e voltametria de pulso diferencial de paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de clorfeniramina, respectivamente, foi avaliada, utilizando eletrodos de alótropos do carbono, em amostras farmacêuticas antigripais, como alternativa aos métodos cromatográficos preconizados nos compêndios oficiais, com o intuito de reduzir o tempo de obtenção dos resultados, utilização de uma técnica mais simples e de menor custo financeiro, sem a utilização de solventes tóxicos. Primeiramente, quatro parâmetros foram otimizados: pH, para os eletrodos impressos de tinta de carbono (CSPA) e de tinta de carbono modificado com nanotubos de parede única (SWCNT-COOH/CSPA), por voltametria de pulso diferencial (DPV). Em seguida, também pela DPV, foram avaliados os parâmetros potencial e tempo de acumulação para a fenilefrina e clorfeniramina, para os eletrodos CSPA, eletrodo impresso de tinta de carbono modificado com nanotubos de parede única (SWCNT-COOH/CSPA), MWCNT-COOH/CSPA, eletrodo de poli-L-ácido lático com sal imidazol ligado covalentemente, modificado com óxido de grafeno reduzido (PLLA-IS/rGO) e de carbono vítreo (GC). Por último, em todos os eletrodos supracitados foi avaliado o parâmetro velocidade de varredura, por voltametria de varredura linear (LV) para o paracetamol e por DPV para a fenilefrina e clorfeniramina. Voltamogramas cíclicos foram obtidos, a fim de avaliar a reversibilidade do paracetamol, fenilefrina e clorfeniramina em meio aquoso contendo amostras comerciais dos analitos. A exatidão dos métodos propostos foi avaliada por ensaios de recuperação e medidas por LV e DPV, em soluções contendo amostras comerciais farmacêuticas antigripais. Os resultados obtidos concordaram com um nível de confiança de 95% (teste t-student) relativamente aos valores contidos nos rótulos das amostras comerciais. Também, foram encontrados valores de recuperação entre 93 e 107% em ensaios de adição padrão para paracetamol, fenilefrina e clorfeniramina na mesma célula eletroquímica, sequencialmente, sob as condições previamente otimizadas. Estes resultados estão dentro dos limites preconizados nos compêndios oficiais (90 a 110%).
Resumo inglês:In this work, quantification of acetaminophen, phenylephrine hydrochloride and chlorpheniramine maleate, respectively, has been evaluated by linear voltammetry and differential pulse voltammetry using carbon allotope electrodes in anti-influenza pharmaceutical samples, as an alternative to the chromatographic methods recommended in the official compendia, in order to reduce the time to obtain the results, use of a simpler technique and lower financial cost, without the use of toxic solvents. Preliminarily, four parameters have been optimized: pH, for the carbon ink (CSPA) and singlewall nanotube modified carbon ink (SWCNT-COOH/CSPA) electrodes, by differential pulse voltammetry (DPV). Also by DPV, accumulation potential and accumulation time were evaluated for phenylephrine and chlorpheniramine for CSPA, single wall nanotube modified carbon ink (SWCNT-COOH/CSPA), MWCNT-COOH/CSPA (multiwall nanotube modified carbon ink), PLLA-IS/rGO (poly-L-lactic-imidazole salt / reduced graphene oxide electrode) 0pand glassy carbon (GC) electrodes. Finally, for all aforementioned electrodes, scan rate was evaluated by linear voltammetry (LV) for acetaminophen and by DPV for phenylephrine and chlorpheniramine. In order to evaluate acetaminophen, phenylephrine and chlorpheniramine reversibility, cyclic voltammograms have been obtained in aqueous solution containing real samples. The results obtained were in agreement with a 95% (t-student test) confidence level regarding the values contained in the commercial samples labels. Recovery values between 93 and 107% in standard addition assays were found for acetaminophen, phenylephrine and chlorpheniramine in the same electrochemical cell, sequentially, under previously optimized conditions. These results are within the limits recommended by the official compendia (90 – 110%).