Desafios à institucionalização da internacionalização na Universidade de Brasília

Esta dissertação, trabalho de conclusão do curso de Mestrado Profissional em Gestão Educacional, buscou discutir a seguinte questão: como políticas, processos e ações de internacionalização foram desenvolvidos e implementados na UnB na gestão 2013 -2016? O objetivo geral desta pesquisa foi analisar...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Schardong, Marina Mattioni Schardong
Orientador/a: Cunha, Maria Isabel da
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gestão Educacional
Department: Escola de Humanidades
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/6318
Resumo Português:Esta dissertação, trabalho de conclusão do curso de Mestrado Profissional em Gestão Educacional, buscou discutir a seguinte questão: como políticas, processos e ações de internacionalização foram desenvolvidos e implementados na UnB na gestão 2013 -2016? O objetivo geral desta pesquisa foi analisar os processos de internacionalização no âmbito da UnB, bem como os contextos em que ocorrem. Complementarmente, os objetivos específicos foram: a) a elaboração de um panorama da educação superior brasileira frente a um contexto global de crises e analisar o posicionamento da UnB nesse cenário; b) a análise da atuação da Assessoria de Relações Internacionais, dos Decanatos de Ensino e Graduação, de Pesquisa e Pós-Graduação e de Extensão nos processos de internacionalização da UnB; c) indicar a importância dos fatores de internacionalização nas avaliações de desempenho de servidores e docentes da UnB. Para obtenção dos resultados, primeiramente, procedeu-se uma revisão bibliográfica da produção acadêmica brasileira na área da internacionalização. Em seguida, foi apresentada contextualização do processo de internacionalização, abordando os seguintes aspectos: globalizações, desafios e possibilidades na universidade, a universidade no Brasil, internacionalização no Brasil e caracterização da Universidade de Brasília. A metodologia empregada foi a análise documental de dois documentos de gestão da Instituição: o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2014 – 2017 e o Relatório de Autoavaliação 2015; e entrevistas semi-estruturadas com quatro gestores da instituição. Esses dados foram organizados em seis categorias: a) Políticas de Internacionalização na UnB; b) Servidores x Internacionalização; c) Países Privilegiados nas Atividades de Internacionalização; d) Áreas do Saber Privilegiados nas Atividades da Internacionalização; e) Desafios da Internacionalização na UnB; f) Possibilidades de Internacionalização na UnB. Os resultados obtidos mostraram que: a) a Universidade de Brasília carece de uma política de internacionalização; b) os servidores técnicos estão, de maneira geral, alijados dos processos; c) há prevalência de atividades de cooperação tradicional (com países da Europa e os Estados Unidos); d) não há áreas do saber privilegiadas; e) os desafios da UnB na internacionalização estão centrados na questão idiomática, na infraestrutura e na colocação em rankings; f) e que as possibilidades de internacionalização concentram-se nos pontos fortes da Instituição, como a qualidade dos seus professores e servidores e a localização geográfica. Adicionalmente, foi proposto que atividades de internacionalização sejam consideradas nas avaliações de desempenho de servidores e professores.
Resumo inglês:This dissertation, the final paper of the Professional Master's Course in Educational Management, sought to discuss the following question: how were internationalization policies, processes and actions developed and implemented at Universidade de Brasília (UnB) from 2013 to 2016? The general objective of this research was to analyze the internationalization processes within the UnB, as well as the contexts in which they occur. In addition, the specific objectives were: a) to draw a panorama of Brazilian higher education in the face of a global crisis and analyze the position of UnB in this scenario; B) to analyze the activities of the International Relations Office, the Deans of Teaching and Graduation, Research and Postgraduate and Extension in the processes of internationalization in UnB; C) to show the relevance of internationalization in the performance evaluations of UnB's workers. To reach the results, at first, a bibliographical review of the Brazilian academic production in the area of internationalization was carried out. Afterwards, the contextualization of the internationalization process was presented, addressing the following aspects: globalization, challenges and possibilities in the university, the university in Brazil, internationalization in Brazil and characterization of the University of Brasilia. The methodology used was the documentary analysis of two management documents of the Institution: the Institutional Development Plan 2014 – 2017 and the Self Evaluation Report 2015; and semi-structured interviews with four managers of the institution. These data were organized into six categories: a) Internationalization Policies at UnB; b) Workers x Internationalization; c) Privileged Countries in Internationalization Activities; d) Privileged Knowledge Areas in Internationalization Activities; e) Challenges of Internationalization in UnB; f) Possibilities of Internationalization in UnB. The results obtained showed that: a) there is no internationalization policy in the University of Brasília; b) the technical servers do not participate of the processes; c) there is a prevalence of traditional cooperation activities (with countries in Europe and the United States); d) there are no privileged areas of knowledge in internationalization activities; e) UnB's challenges in internationalization are centered on language issues, infrastructure and rankings; F) and that the possibilities of internationalization are in the strengths of the Institution, such as the quality of its teachers and workers and the geographical location. In addition, it was proposed that internationalization activities could be considered in the workers performance evaluations.