Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2006
Autor(a) principal: Aya Sasa
Orientador(a): Lia de Alencar Coelho
Banca de defesa: Raul Franzolin Neto, João Alberto Negrao, Paula de Almeida Rodrigues, Edson Ramos de Siqueira
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Zootecnia
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.74.2006.tde-05102006-092924
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo estudar a atividade ovulatória ao longo do ano, as concentrações plasmáticas de melatonina e prolactina no período de 24 horas nos solstícios e equinócios de ovelhas lanadas Romney Marsh (10) e deslanadas Santa Inês (10) mantidas sob fotoperíodo natural em baixas latitudes no hemisfério Sul. Para o monitoramento da atividade ovulatória foram colhidas semanalmente sangue da veia jugular das fêmeas durante o período de um ano para determinação das concentrações plasmáticas de progesterona. Para a determinação das concentrações plasmáticas de prolactina e melatonina, foram realizadas colheitas de sangue a cada duas horas durante 24 horas nos dois solstícios e dois equinócios. As ovelhas das raças Santa Inês e Romney Marsh, apresentaram comportamento da atividade ovariana distintos, ou seja, as fêmeas lanadas foram estacionais, enquanto que as fêmeas deslanadas apresentaram atividade ovulatória o ano todo. O ciclo circadiano das concentrações plasmáticas de melatonina de ovelhas Romney Marsh e deslanadas Santa Inês apresentou um padrão sazonal idêntico, mas não apresentou um ritmo circanual. A duração da secreção noturna de melatonina acompanhou a duração do escotoperíodo de cada estação do ano. O perfil plasmático de prolactina de ovelhas Romney Marsh foi mais elevado que ovelhas Santa Inês em todas as estações, mas o padrão sazonal foi idêntico. As concentrações plasmáticas foram mais elevadas na primavera e no verão que no outono e inverno.
id USP_1b1f219e19ac6b0b54c00f8ed576f980
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05102006-092924
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes Seasonal pattern of plasma progesterone, prolactine and melatonine concentrations in ewes kept at lower latitudes 2006-09-05Lia de Alencar CoelhoRaul Franzolin NetoJoão Alberto NegraoPaula de Almeida RodriguesEdson Ramos de SiqueiraAya SasaUniversidade de São PauloZootecniaUSPBR atividade ovulatória fotoperíodo natural natural photoperiod ovulatory activity Romney Marsh Romney Marsh Santa Inês Santa Inês O presente trabalho teve como objetivo estudar a atividade ovulatória ao longo do ano, as concentrações plasmáticas de melatonina e prolactina no período de 24 horas nos solstícios e equinócios de ovelhas lanadas Romney Marsh (10) e deslanadas Santa Inês (10) mantidas sob fotoperíodo natural em baixas latitudes no hemisfério Sul. Para o monitoramento da atividade ovulatória foram colhidas semanalmente sangue da veia jugular das fêmeas durante o período de um ano para determinação das concentrações plasmáticas de progesterona. Para a determinação das concentrações plasmáticas de prolactina e melatonina, foram realizadas colheitas de sangue a cada duas horas durante 24 horas nos dois solstícios e dois equinócios. As ovelhas das raças Santa Inês e Romney Marsh, apresentaram comportamento da atividade ovariana distintos, ou seja, as fêmeas lanadas foram estacionais, enquanto que as fêmeas deslanadas apresentaram atividade ovulatória o ano todo. O ciclo circadiano das concentrações plasmáticas de melatonina de ovelhas Romney Marsh e deslanadas Santa Inês apresentou um padrão sazonal idêntico, mas não apresentou um ritmo circanual. A duração da secreção noturna de melatonina acompanhou a duração do escotoperíodo de cada estação do ano. O perfil plasmático de prolactina de ovelhas Romney Marsh foi mais elevado que ovelhas Santa Inês em todas as estações, mas o padrão sazonal foi idêntico. As concentrações plasmáticas foram mais elevadas na primavera e no verão que no outono e inverno. This study evaluated the ovulatory activity throughout the year, plasma melatonin and prolactin concentrations on 24 hours during solstices and equinoces on wool (Romney Marsh - 10) and hair (Santa Inês - 10) ewes kept under natural photoperiod and lower latitudes in the southern hemisphere. To monitor the ovulatory activity, blood samples were collected weekly from the jugular vein throughout the year to determine the plasma progesterone concentrations. To determine the plasma melatonin and prolactin concentrations blood samples were collected each two hours during 24 hours on the solstices and equinoces. Santa Inês and Romney Marsh females showed different ovulatory activity. Wool ewes showed a strong seasonality, and hair ewes were in ovulatory activity all the year. The circadian cycle of plasma melatonin concentrations from Romney Marsh and Santa Inês females showed the same seasonal pattern, and did not showed circannual pattern. The duration of nocturnal secretion plasma melatonin was the same of scotoperiod duration on each season of the year. The plasma prolactin profile from Romney Marsh ewes were higher than Santa Inês ewes in all seasons, but the seasonal pattern was identic. Plasma concentrations were higher in spring and summer than autumm and winter. https://doi.org/10.11606/T.74.2006.tde-05102006-092924info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:52Zoai:teses.usp.br:tde-05102006-092924Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:09:50Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Seasonal pattern of plasma progesterone, prolactine and melatonine concentrations in ewes kept at lower latitudes
title Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
spellingShingle Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
Aya Sasa
title_short Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
title_full Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
title_fullStr Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
title_full_unstemmed Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
title_sort Perfis sazonais das concentrações plasmáticas de progesterona, prolactina e melatonina de ovelhas criadas em baixas latitudes
author Aya Sasa
author_facet Aya Sasa
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Lia de Alencar Coelho
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Raul Franzolin Neto
dc.contributor.referee2.fl_str_mv João Alberto Negrao
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Paula de Almeida Rodrigues
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Edson Ramos de Siqueira
dc.contributor.author.fl_str_mv Aya Sasa
contributor_str_mv Lia de Alencar Coelho
Raul Franzolin Neto
João Alberto Negrao
Paula de Almeida Rodrigues
Edson Ramos de Siqueira
description O presente trabalho teve como objetivo estudar a atividade ovulatória ao longo do ano, as concentrações plasmáticas de melatonina e prolactina no período de 24 horas nos solstícios e equinócios de ovelhas lanadas Romney Marsh (10) e deslanadas Santa Inês (10) mantidas sob fotoperíodo natural em baixas latitudes no hemisfério Sul. Para o monitoramento da atividade ovulatória foram colhidas semanalmente sangue da veia jugular das fêmeas durante o período de um ano para determinação das concentrações plasmáticas de progesterona. Para a determinação das concentrações plasmáticas de prolactina e melatonina, foram realizadas colheitas de sangue a cada duas horas durante 24 horas nos dois solstícios e dois equinócios. As ovelhas das raças Santa Inês e Romney Marsh, apresentaram comportamento da atividade ovariana distintos, ou seja, as fêmeas lanadas foram estacionais, enquanto que as fêmeas deslanadas apresentaram atividade ovulatória o ano todo. O ciclo circadiano das concentrações plasmáticas de melatonina de ovelhas Romney Marsh e deslanadas Santa Inês apresentou um padrão sazonal idêntico, mas não apresentou um ritmo circanual. A duração da secreção noturna de melatonina acompanhou a duração do escotoperíodo de cada estação do ano. O perfil plasmático de prolactina de ovelhas Romney Marsh foi mais elevado que ovelhas Santa Inês em todas as estações, mas o padrão sazonal foi idêntico. As concentrações plasmáticas foram mais elevadas na primavera e no verão que no outono e inverno.
publishDate 2006
dc.date.issued.fl_str_mv 2006-09-05
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.74.2006.tde-05102006-092924
url https://doi.org/10.11606/T.74.2006.tde-05102006-092924
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Zootecnia
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376585625993216